Remo 1×0 Floresta-CE (Kelvin) – Foto: Sílvio Garrido
Remo 1×0 Floresta-CE (Kelvin) – Foto: Sílvio Garrido

A vitória diante do Floresta (CE) por 1 a 0 deu um ar de alívio para o elenco do Remo. É o que afirmou o atacante Kelvin, que acredita ser o primeiro passo para que a equipe azulina possa trilhar o caminho até a classificação para próxima fase da Série C do Brasileirão.

“Foi uma vitória que deu um alívio para equipe, mas sabemos que o trabalho só está começando. Temos muita coisa para melhorar ainda. Não fizemos um bom jogo, mas foi o primeiro passo e com o apoio do nosso torcedor. No domingo (19/05) temos outro desafio contra o Tombense (MG) dentro de casa, novamente com o apoio do nosso torcedor e temos que aproveitar isso”, afirmou.

“Temos que encarar esse jogo que passou contra o Floresta (CE) como uma chave virada e temos que continuar o trabalho. Como falei dias atrás, tem que ser pouca palavra e muito trabalho”, falou.

O Leão vinha de uma sequência de 7 jogos sem vencer e o resultado positivo amenizou a pressão que a torcida vinha fazendo por conta da zona de rebaixamento na Série C. Kelvin ainda falou que a torcida do Remo está no direito de cobrar, mas que sempre apoia.

“Entendemos o lado do torcedor, eles também querem a vitória. Nos jogos, eles vêm apoiando bastante. Sabemos que não é fácil para eles ver a equipe tentando e não dar certo. Sabemos também que é minoria que vem para criticar, que vem fazer aquela crítica destrutiva. Sabemos que a torcida é muito grande e que tem muita gente que estar com a gente, temos que nos apoiar nisso. No final, as coisas vão dar certo”, comentou.

“Estamos aqui para fazer nosso trabalho da melhor forma. Fico feliz com as oportunidades que ele (técnico Gustavo Morínigo) vem me dando e procuro sempre corresponder. É claro que tem jogos que as coisas não dão certo, como alguns passados que a gente não teve a vitória, mas procuro sempre dar o meu melhor dentro de campo. Estou feliz, quero continuar fazendo meu trabalho aqui no clube para ajudar os meus companheiros”, declarou.

As enchentes que estão acometendo o Rio Grande do Sul já desabrigaram mais de 76 mil pessoas, segundo o último boletim da Defesa Civil do Estado. Na última semana, o Ministério do Esporte envio um oficio a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a suspensão do Campeonato Brasileiro. Segundo o atacante azulino, nada foi repassado de forma oficial ao clube ou aos atletas sobre o assunto, mas seria “justo” devido ao abalado emocional que a tragédia causou.

“Ainda não foi passado oficialmente para nós, jogadores. Há especulações de que vai para o campeonato, que vai ter uma reunião ainda, mas não foi passada nada oficial. Particularmente, acho justa essa paralisação porque temos companheiros aqui que tem família lá no Rio Grande do Sul e isso afeta. Nós, que não temos família lá e que estamos vendo tudo que está acontecendo lá, ficamos preocupados. Ainda tem os clubes de lá não tem condições nenhuma para jogar”, disse.

“O pensamento agora é em outra parte. O pessoal não tem cabeça para jogar futebol e nem sei quando vão ter. Então, acho justo a paralisação, o que desejo agora é muita força. Temos o caso do Jaderson, que tem família lá e desejamos muita força”, encerrou Kelvin.

A Sede Social do clube azulino, localizada na avenida Nazaré, é um dos pontos de arrecadação de doações para as vítimas desabrigadas. O local recebe alimentos não perecíveis, roupas, produtos de higiene pessoal, cestas básicas, cobertores, lençóis e água potável para enviar ao Rio Grande do Sul.

O Leão volta a campo neste domingo (19/05), a partir das 16h30, para enfrentar o Tombense (MG), no Baenão. O jogo é válido pela 5ª rodada da Série C e terá transmissão ao vivo pela DAZN. Clique aqui para fazer sua assinatura agora.

Globo Esporte.com, 15/05/2024

6 COMENTÁRIOS

  1. Sempre o mesmo besteirol: “Estamos começando…”, ” primeiro passo…”, “estamos no inicio…”, ” temos .mto a melhorar….”…..Cara estamos quase no meio do Ano e vcs ainda estão no início dando o primeiro passo??????…Vai enganar outro!!!!!

  2. Kelvin foi o garçom no gol salvador contra o Floresta, acreditou na jogada e fez o cruzamento perfeito para o gol do Ytalo.

    O Kelvin está certo, críticas destrutivas só prejudicam o ambiente do Remo e favorecem o adversário. É certo que o time precisa evoluir muito no jogo, mas é momento de apoiar mais e criticar menos.

  3. PQP, assim não jogador, o primeiro passo, imaginei que era o primeiro tiro de 100 pelo menos em 10s, assim estamos lascado mesmo, o primeiro passo, não! ainda vai sentar muito, se escorar, cambalear e cair, não tempo para tudo isto, agora fico feio de vez, sacolinha a vista e bem avista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor informe seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui