Fábio Bentes
Fábio Bentes

O futebol paraense é conhecido pela paixão de suas torcidas. Na última semana, foi levantada uma nova possibilidade para Remo e Paysandu: uma fusão entre duas regiões do Brasil, que resultaria na volta do torneio Norte-Nordeste de futebol, disputado entre clubes das duas regiões durante as décadas de 60 e 70.

A conversa surgiu durante uma “live” na qual o presidente do Santa Cruz (PE), Constantino Júnior, declarou como positiva uma possível presença da dupla Re-Pa na Copa do Nordeste, após Fábio Bentes, presidente do Remo, falar sobre a possibilidade.

O dirigente azulino disse que a ideia é estudar uma forma de unir as duas regiões, uma vez que a Copa Verde não oferece atrativos financeiros aos clubes, o que torna a competição sem qualquer tipo de interesse dos próprios times participantes.

“A ideia é que os clubes do Norte formem uma chave e os do Nordeste outra chave, na qual os 4 melhores possam fazer um cruzamento até se conhecer o campeão da competição”, explicou Bentes.

“Isso pode fortalecer as duas regiões e tornar atrativa a disputa, tanto do ponto de vista financeiro quanto de arrecadação e cotas. Claro que isso teria de passar por outros clubes e a CBF, mas esse projeto, se conversado, é uma alternativa para um espaço de tempo de 3 anos”, justificou.

A Copa Norte-Nordeste reunia clubes em chaves entre Norte e Nordeste, onde os vencedores decidiam o título e faziam a final contra o campeão do eixo Sul-Sudeste. Nesta forma, era realizada a Taça Brasil de Clubes, que resultava em títulos nacionais. Em 1959, o Bahia (BA) foi o campeão da competição e, anos depois, teve seu título reconhecido pela CBF.

Desde o fim da Copa Norte, em 2002, a região ficou esquecida pela CBF até 2014, quando foi criada a Copa Verde, torneio com cunho ecológico e voltado para clubes da região Norte, Centro-Oeste e mais o Espírito Santo. Apesar do campeão ganhar uma vaga nas oitavas-de-final da Copa do Brasil, a competição é vista como deficitária, não sendo atraente aos clubes e nem tratada como prioridade.

Diário Online, 27/06/2020

2 COMENTÁRIOS

  1. A Copa Norte-Nordeste seria um avanço, apesar se achar que não há maior interesse de clubes nordestinos como Bahia, Vitória e Sport em torneios regionais.

    Muito bom seria a pura inclusão de Remo e mucura na Copa Nordeste pelo critério de força da torcida.

  2. Bom mesmo seria ampliar a Série B e a Série C para 32 times, divididos em dois grupos de 16. O grupo norte da Série B se tornaria um campeonato Norte-Nordeste, como já é na terceira divisão, além do que abriria mais 12 vagas para times das duas regiões, o que beneficiaria times como Tuna, Moto, Nacional, River, Campinense e outros mais.

Comentários