Remo 0x0 Juventude-RS (Daniel Vançan)
Remo 0x0 Juventude-RS (Daniel Vançan)

Já são 4 jogos sem vencer, mas o Remo apresentou uma atuação consistente no empate sem gols contra o Juventude (RS), líder do Grupo B da Série C, na noite deste sábado (06/07).

Depois de sofrer um pouco no primeiro tempo, mesmo levando perigo ao gol adversário, o Leão dominou a etapa final e ainda assim não conseguiu balançar as redes. Após o jogo, o técnico Márcio Fernandes acredita que tem faltando mais confiança aos jogadores para voltar a vencer – uma consequência, justamente, da sequência sem triunfos.

“Está faltando, realmente, a gente arrematar melhor. Talvez isso seja a tranquilidade do jogador no momento, o espírito. O jogador estar bem no jogo, estar tranquilo para fazer o gol, é disso que a gente está precisando. A hora que o gol sair, tenho certeza que as coisas mudam. Isso é normal, têm jogadores que enquanto o gol não sai, fica um pouco difícil, não tem essa confiança ainda para ir buscar”, avaliou o treinador.

O duelo contra o Juventude (RS) marcou a estreia do meia Eduardo Ramos e também foi o primeiro jogo em que o atacante Marcão Santana começou entre os titulares desde que foi contratado. A atuação de ambos agradou Márcio Fernandes.

“Marcão e Eduardo Ramos foram bem. Tivemos uma bola no primeiro tempo que fomos infelizes. Eduardo chutou, pegou no jogador do Juventude (RS), o goleiro já estava batido e a bola saiu para fora. Se tivesse feito o gol, as coisas poderiam ter sido diferentes. Não é certo que seria, mas a gente estava precisando de um gol, até para ganhar a confiança”, disse.

“Os jogadores estão se doando, fazendo o máximo, mas quando as vitórias não vêm, isso decresce um pouco, é normal em todos os setores, mas os jogadores estão de parabéns, lutaram, fizeram um grande jogo no segundo tempo, só não conseguimos a vitória”, ressaltou.

O resultado manteve no Remo na 3ª colocação do Grupo B, com 17 pontos, atrás de São José (RS), com 18, e Juventude (RS), com 19. O Leão volta a campo no próximo sábado (13/07), contra o Luverdense (MT), em Belém. A partida está marcada para o Mangueirão, mas a diretoria do clube ainda busca a transferência para o Baenão.

Confira outros trechos da coletiva com Márcio Fernandes

Força do adversário

Fizemos um grande jogo. Um primeiro tempo não tão bom, mas no segundo voltamos mandando no jogo contra uma equipe fortíssima. Subimos uma posição na classificação. A gente tem que, às vezes, saber que jogamos contra um time fortíssimo, que tem o maior investimento da Série C, conseguimos um empate lá e empatou aqui. Acho que não tem nada para se lamentar.

Por que optou Emerson Carioca e não Guilherme Garré no segundo tempo?

Garré, não, porque é um jogador de meio e não é tão forte para esse tipo de jogo, truncado, realmente muito disputado no corpo. Ele seria um jogador para entrar no lugar do Eduardo Ramos. Carioca, às vezes, saiu para dentro, porque, por circunstância da partida, sentiu um pouco, ficou mais na frente, e ele teve que vir aqui para fazer o setor de meio, mas optamos por um jogador ofensivo. Tiramos um ofensivo e colocamos outro. Tiramos o Carlos Alberto e colocamos o Gustavo (Ramos). Nunca fizemos substituições para trás, sempre para frente, procurando a vitória. A terceira substituição foi por ordem médica, vamos dizer assim. (Daniel) Vançan sentiu e a gente teve que botar o Ronaell. A terceira seria em cima do Eduardo Ramos, aí sim a gente optaria pelo Garré.

Análise da atuação do Remo em cada tempo

No primeiro tempo, não fizemos a compactação no retorno, demoramos muito para voltar no setor de meio-campo, abrimos muito o meio. Teve dois lances muitos perigosos por dentro, que os nossos volantes estavam abertos e não tínhamos cobertura do lado, então os jogadores do lado estavam única e exclusivamente esperando bola para atacar. Um jogo desse é muito disputado, é um jogo que tem que ganhar divididas, tem que jogar sempre no melhor. No segundo tempo, com a entrada do Gustavo (Ramos) melhoramos bastante nesse aspecto, empurramos o Juventude (RS) para dentro da defesa deles e o gol não saiu. Tivemos várias bolas que passavam ali na frente e faltou o gol para conseguir a vitória.

Treinos fechados: o que deu certo no jogo

Primeiro, que a gente faz o treinamento fechado não para que a gente possa fazer nada de surpreender, vocês (imprensa) estão no dia a dia lá dentro e sabem o que acontece, mas algumas vezes fazemos jogadas ensaiadas. Já fizemos gols em jogadas assim, não é sempre que sai. Hoje tentamos em uma jogada, não aconteceu o gol. Então ela só é vista quando sai o gol. Contra o Volta Redonda (RJ) fizemos, aí “foi legal” fechar o treino. Contra o Atlético (AC) fizemos e “foi legal” fechar o treino. Quando não sai o gol, perguntam “porque fechou o treino?”. É única e exclusivamente para ter um pouco de privacidade e não é invenção nossa, o mundo todo faz e é normal.

Globo Esporte.com, 06/07/2019

27 COMENTÁRIOS

  1. O técnico do Remo mexeu errado, tirando Carlos Alberto e colocando o Gustavo, tinha que ser no lugar do Alex Sandro, que não jogou nada, a bola queimava no pé dele. É incrível nos clamavamos, para que o Márcio mudasse o ataque, que tirasse o Emerson, e ele tirou, e o ataque continua inoperante. Parece que a má fase do Paysandu passou para o Remo, se empatarmos de novo ou perdemos sairemos do G4. Quando essa fase ruim passará? No próximo jogo em Nome de Jesus! Eu creio!

  2. Muito coerente meu treinador, juventude um time com elenco de série B, nosso elenco já se mostrou competitivo e vai brigar pelo acesso, estamos no caminho certo.

  3. PRESIDENTE NAO VE QUE ESSE TREINADOR RETRANQUEIRO E COM.PROBLEMAS PESSOAIS COM OUTROS JOGADORES EDTA ACABANDO COM O TIME DO REMO. TOMA UMA ATITUDE E MANDA PASTAR E TRAZ UM QUE FACA O TIME TER VONTADE.

    • Acho que tem payssandu infiltrado aqui. Colocar o Treinador para fora a essa altura é querer se ferrar no campeonato. Não acho que o Treinador é fraco. Acho que está com o time na mão. Ocorre que não se pode fazer uma análise isolada sem se analisar o contexto. Acho que os outros times cresceram em condicionamento físico e entrosamento. O Remo saiu na frente e fez a dianteira o que foi muito bom. Agora os jogo, na reta final, vão ficar muito difíceis. Vai ser a luta para classificar e luta para não cair. Considerando o caráter da serie C, o de ser um campeonato embolado na pontuação, a campanha está Boa, tanto que sem vencer a 4 rodadas, o time se manteve no G4. Todos os times passaram por dificuldades na série. O Volta Redonda, o Ypiranga passaram por turbulência e inclusive saíram do G4. Com o Remo isso não aconteceu. Então condenar uma substituição ou outra, tudo bem. Mas, querer condenar o trabalho todo acho que é um erro. Tem que ver o contexto. Nesse último jogo o Remo, no segundo tempo, amassou o Juventude, aliás o bom time do Juventude. Quando empatamos fora é bom né? Isso é jogo, é campeonato. Reitero, o Remo não está mal. É ter consciência é torcer.

    • Esse tal de Mauricio Coelho com certeza é torcedor da Mucura querendo que o Leão se ferre de vez.

  4. Não vou fazer comentário sobre o jogo, o treinador já fez. Vou fazer uma pergunta a diretoria do Clube do Remo, espero que chegue até ela: Porque as cadeiras do lado B o mangueirão só é liberada para a turma do 0800 e nós que pagamos pela entrada não temos o mesmo direito?

  5. Negativo essa sua desculpa não cola, pra torcida que viu um time apático, covarde e sem estrutura. . Era obrigação de ganhar esse jogo. E o Sr. errou mais uma vez. Agora atenção Fenômeno, como o cara vai armar um time desse no meio da competição que nunca ter jogado juntos antes. Lançamos foi Boi pela sua TEIMOSIA, de quase ter perdido o jogo O principal jogador do Remo é Vinicius e o Gustavo ramos e ele deixa o cara de fora. Pelo jeito é melhor o Sr. ir arrumando a sua mala
    Anormal pra Torcida, é o Sr. pensar assim. A torcida saiu revoltada pela sua atitude. Em escalar mau o Time. O que está acontecendo com o Sr. E vem dizer que o time jogou bem. Já querem a sua cabeça VIU

  6. Hoje o Remo tem um ataque com estilo de jogo que não preocupa nenhum adversário, com poucas jogadas trabalhadas que usam a linha de fundo e quando consegue chegar na linha de fundo o cruzamento é terrível, não juta de média e longa distância. Será que nossos diretores não estão assistindo os jogos e não se reúnem com o treinador e jogadores para fazer uma avaliação e cobrar uma melhora?

  7. Deixa de desculpa esfarrapada, tecnico burro… testa o Tiarinha nesse ataque… tu passou o campeonato todo insistindo com o Emerson Carioca que nunca fez nada, agora vem com desculpa que o Tiarinha ta abaixo da media nos treinos… Treino é treino e jogo é jogo, testa o cara, ele pode ser a solução.Tecnico fraco e covarde, mexe errado toda vez, escala errado… Se o Remo nao classificar é culpa tua seu covarde! Fica só nesse esquema de toque de bola na defesa e o Remo nem chutar no gol não chuta

    • Concordo com vc parceiro , acho que o Márcio Fernandes, tem alguma coisa , até pessoal, contra o Tiarinha!

  8. O Leão encontrou a sua base, as alterações durante o duelo sempre vão acontecer porque poderá haver queda de rendimento de algum jogador e neste caso o Professor Márcio Fernandes deve fazer a substituição que geralmente será no segundo tempo. Uma vitória em cima do Luverdense recolocará o Leão na disputa pela Liderança da chave B. O Leão é um Time de Grande Torcida por isso que no Mangueirão o Leão tem força máxima quando duela com mais de 20.000 Torcedores nas Arquibancadas. O Leão empatou com um Bom Time porque eramos aproximadamente 14.000, deu para o empate, porém se fossemos um público de 25.000 venceríamos o Juventude. Contra o Luverdense vai ser diferente pois seremos mais de 17.000 nas arquibancadas, está na hora de começar as vendas dos bilhetes, para atender todos da Fenômeno Azul que querem ir ao Mangueirão ver o Leão chegar a 20 PTS nesta série C 2019.

    • felipe, torcida não ganha jogo, a torcida apoiou, se fossem mais 5 mil ou menos, não faria a menor diferença, aliás, tem jogador que sente muito a torcida, acho que o Alex Sandro sentiu muito. A torcida vaiou o juventude, chamou de timinho, mas o que vale é dentro de campo. Torcida não ganha jogo.

  9. Numa coisa o técnico acertou….o Eduardo Ramos “teve de entrar” porque é mais ofensivo. Então, por que não entrou logo jogando? Em todo jogo em “casa”, o time da casa tem obrigação de atacar, ser ofensivo, daí, o Eduardo Ramos, por ser ofensivo, não deveria nunca ter ficado no banco. Aliás, o Remo não deve mais observar o adversário como time”forte”, e sim como aquele que precisa ser abatido porque somos um time forte, aquele que tem a maior torcida do Norte e que tem de ser respeitado por isso, sempre. Portanto, a partir de agora, vamos parar de nos sentirmos um time “viralatas”, porque o Remo é sim um time forte, com uma torcida vibrante e participativa, e por isso mesmo deve ser temido, e nunca ser “aquele que teme” o adversário. Nossos jogadores têm de ter isso em mente e nosso técnico também, em consonância com essa imensa torcida que não se restringe somente ao Para, mas que se espraia pelo Amapá, Amazonas, Acre, Rondônia e ate mesmo pelo Maranhão, Paraíba e Piauí, haja vista que, devido a maior expressividade do Remo em campeonatos nacionais, se sentem por nós representados e devemos fazer por merecer esse amplo apoio.

  10. Faltou o último passe e chutes a gol,o Remo chuta pouco a gol de fora da área quem arrisca é o Ramirez e só e está faltando também arriscarem o drible para abrir a defesa contrária de resto o time foi bem e dominou inteiramente o segundo tempo e o técnico fez mudanças ousadas e sempre para frente como a torcida pedia,infelizmente o gol não saiu.

    • O Remo sentiu a falta de meia armador. O ER é meia ofensivo, muitas vezes se enfiando entre zagueiros. No primeiro.eiro tempo ficou um buraco no meio de campo, no segundo tempo ele preencheu mais o meio e o lado direito. De fato quem mais finaliza de fora é o Ramires, mas invariavelmente para fora e sem perigo.

  11. Atenção diretoria azulina contrata o Pimentinha que está sem clube pois o mesmo saiu da Mucuras bicolor por salário atrasado assim como saiu do Remo, ontem no Mangueirão o ataque do Remo só funcionou depois que o Gustavo Ramos entrou devido algumas jogadas individuais pena que não saiu gol…

  12. Acho que o Márcio Fernandes quer ir embora do Pará. Deve estar sendo sondado por outro clube e por isso está se fazendo de lerdo, se jogando de encontro à própria torcida e demais. Não dá para entender suas atitudes! Torço por ele, pois está sendo pago para fazer um bom trabalho, mas repito, acho que quer ir embora sem deixar uma má impressão fazendo esse “feijão com arroz” irritante.

  13. Esse time froxo pelo menos a prender a joga bola com a seleção feminina dos estados unidos time froxo não aguenta nem resultado quando tá ganhando esse treinado tem que pelo menos colocar o vídeo dos jogos pra esse time a prender os erros depois do jogo

  14. Acho que tá faltando ao REMO é atitude de vencedor….
    Garra, combinar jogadas, acreditar em todas as bolas, não dar espaço para o adversário montar jogadas e não deixar o adversário a vontade…
    Teve falta pega logo a bola, se impõe, mostra quem manda…

  15. Azulinid como eu, REMISTAS COMO PERIÇÁ, ATÉ EM BAIXO DÁGUA…PAREM DE EMANAR ENERGIAS NEGATIVAS….ISSO SÓ ATRAPALHA…HA QUANTO TEMPO NÃO VEMOS O NOSSO LEÃO EM TODAS AS RODADAS NO G4….VAMOS SIM CLASSIFICAR COMO LIDER OU COMO 2° ou 3° ou 4° NÃO IMPORTA A COLOCAÇÃO…VAMOS SUBIR …OS JOGADORES A COMISSÃO TECNICA TEM QUE TER APOIO TOTAL NESTA RETA FINAL.
    #vamossubir

  16. O Senhor Marcio Fernandes, deixa eu te falar uma coisa camarada, uma das primeiras coisas que o senhor tem que fazer, e quebrar a sua panelinha, conceda oportunidade por Tiarinha, a coisa já ficou pessoal, e a torcida já esta perdendo a paciência com sua oscilação, perdeu a mãe sobre o time, se encontre e vença bem vencido o Luverdense, caso contrário pode deixar o clube, será bem vindo um novo comandante!

  17. desculpem as expressões, mais cabeça de torcedor e que nem bunda de criança (pra não falar outra coisa), nunca se sabe quando vai sair merda. deixem a comissão técnica trabalhar em paz. Ninguém consegue trabalhar direito com tanto zum, zum, zum nos ouvidos. Nada melhor que um dia após o outro e uma noite no meio para relaxar as idéias.

Comments are closed.