Sampaio Corrêa-MA 1×2 Remo (Raimar) – Foto: Samara Miranda (Clube do Remo)
Sampaio Corrêa-MA 1×2 Remo (Raimar) – Foto: Samara Miranda (Clube do Remo)

O Clube do Remo respirou aliviado e garantiu a vitória sobre o Sampaio Corrêa (MA), pela 7ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. O primeiro resultado positivo fora de casa na competição contou com a participação do lateral-esquerdo Raimar, que abriu o placar para o Leão e marcou seu primeiro gol com a camisa azulina.

O feito foi celebrado pelo jogador, que já está em sua segunda passagem pelo clube. A partida contra o time maranhense foi a primeira após um longo período sem oportunidades com os técnicos anteriores – Ricardo Catalá e Gustavo Morínigo.

“Fico muito feliz de poder voltar a jogar, voltar a fazer o gol. Foi meu primeiro gol com a camisa do Remo, então foi uma emoção muito maior por ser minha segunda passagem. Depois do jogo, me emocionei, chorei. Só tenho realmente a agradecer. Foi no momento certo que as coisas aconteceram para mim aqui no Remo e tenho certeza que grandes coisas irão ocorrer este ano”, disse.

Para Raimar, a vitória trouxe a confiança necessária para o Remo tentar uma sequência positiva na competição, se afastando cada vez mais da zona de rebaixamento.

“Eu e Jaderson fomos felizes em poder marcar os gols. Tivemos outras oportunidades também, então acho que estamos no caminho certo. Claro que tem muitas coisas para ajustar, temos essa semana cheia para poder trabalhar, para poder ajustar aquilo que foi de erro no jogo, mas tenho certeza que tem muitos mais pontos positivos do que pontos negativos. Isso é só a gente trabalhar. Nosso time é um grupo que trabalha bastante, então tenho certeza que vamos alcançar todos esses objetivos como um grupo. Já conseguimos essa vitória que vai ser muito importante para nossa sequência no restante da competição”, afirmou.

Agora, o Leão se prepara para os próximos desafios, com uma sequência de 2 jogos em Belém. O primeiro jogo será contra o São Bernardo (SP), comandado pelo ex-técnico Ricardo Catalá, dispensado no início deste ano.

“Nós, jogadores, temos um carinho muito grande pelo Catalá. Ele foi um cara que montou praticamente nosso elenco, um excelente profissional também. Infelizmente, as coisas não aconteceram da forma que queríamos com ele, mas não temos que olhar dessa forma. Temos que olhar que são 3 pontos, independente de quem está do outro lado, se é amigo nosso, se é pai, se é mãe, você tem que dar a vida pelo que você defende”, apontou.

“Temos que olhar dessa forma e nos entregar ao máximo. Vamos estar na frente do nosso torcedor e ter a oportunidade de conseguir 3 pontos dentro de casa, que tenho certeza que vamos conseguir”, completou Raimar, que aproveitou para convocar os torcedores para apoiar o time.

“Acho que independente se você está ganhando, perdendo ou empatando, a torcida apoia. Isso é algo ótimo de uma torcida de massa, que acredita o tempo todo no clube, que tem paixão realmente ao clube. Tenho certeza que vai fazer total diferença para nós, jogadores, saber que tem uma torcida que apoia a gente, independente da fase. Tenho certeza que vai ser uma virada de chave”, comentou.

“Convoco a torcida azulina para vir nos apoiar. Tenho certeza que vamos fazer um grande jogo, ainda mais com a situação de ser uma equipe lá em cima, uma das favoritas, então tenho certeza que isso vai dar muito mais confiança para a gente conseguir essa vitória dentro de casa, com o apoio da nossa torcida”, completou.

O Leão volta a campo neste domingo (09/06), a partir das 19h00, para enfrentar o São Bernardo (SP), em Belém. O jogo é válido pela 8ª rodada da Série C e terá transmissão ao vivo pela DAZN. Clique aqui para fazer sua assinatura agora.

O Liberal.com, 04/06/2024

2 COMENTÁRIOS

  1. Vc jogou em Raimar…25 minutos. Depois morreu…como todo o resto do time
    Melhora o seu preparo físico q vc vai virar absoluto nessa lateral e dar mtas alegrias ao nosso LEAO.

  2. A contratação do Raimar foi muito comemorada e queimaram esse jovem com poucas partidas e o afastaram do time,nem relacionado era mais,voltou com o novo técnico e mostrou que tem futebol para jogar no Remo,o grande problema do Remo é a porcaria do preparo físico ridículo de todo o elenco,chegamos no meio da temporada e a maioria dos “ditos ” jogadores profissionais não aguentam jogar 90; minutos ,ou são amadores ou a comissão técnica e seus preparadores físicos são uns incompetentes e a diretoria não enxerga e não cobra isso, são cegos ou burros?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor informe seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui