Gustavo Morínigo – Foto: Thiago Gomes (O Liberal)
Gustavo Morínigo – Foto: Thiago Gomes (O Liberal)

Como reflexo imediato da primeira vitória no Brasileirão, os pouco mais de 5 mil torcedores presentes ao Baenão para o jogo contra o Floresta (CE) devem se multiplicar no próximo domingo (19/05), para o confronto com o Tombense (MG). Mais 3 pontos em disputa e o torcedor tem perfeita consciência do seu papel como força auxiliar.

Porém, além do apoio incondicional de sua torcida, o Remo terá que fazer adquirir uma consistência que não mostrou até agora. O jogo contra o lanterna da competição escancarou os muitos problemas de organização e posicionamento. Por muito pouco, o limitado time cearense não aprontou dentro do Baenão.

É curioso observar que, nem mesmo os pequenos milagres que o técnico Gustavo Morínigo conseguia assim que assumiu o comando, alterando o time – para melhor – no segundo tempo, se repetem mais.

A escalação é sempre uma “montanha russa”, um festival de surpresas. O caminho natural é escolher os melhores e fazer com que se entrosem. Sem isso, o Remo será sempre um time vulnerável, correndo risco de derrotas mesmo jogando diante de seu torcedor. Mais do que nunca, é hora de minimizar os erros!

O Leão volta a campo neste domingo (19/05), a partir das 16h30, para enfrentar o Tombense (MG), no Baenão. O jogo é válido pela 5ª rodada da Série C e terá transmissão ao vivo pela DAZN. Clique aqui para fazer sua assinatura agora.

Blog do Gerson Nogueira, 15/05/2024

16 COMENTÁRIOS

  1. Neste duelo contra o Tombense devem ficar Torcedores de fora porque o Baenão recebe no máximo em torno no 13.000 torcedores, o Leão dará um passo decisivo pra se afastar da zona perigosa, o Leão, o Floresta e o Tombense se equilibram e neste caso o fator torcida pode se uma arma a favor do Leão desde que o Estádio Baenão fique lotado apoiando e torcendo positivamente.

    • É isso mesmo. O Remo conseguiu o ultimo acesso a B, com o baena sem público, pandemia. O ultimo jogo, entorno de 5000, ganharam por 1 e no perengue. É melhor diminui esse publico, torcer para que se repeta, mas sem perengue. É melhor nao estressar os pimpolhos, todo cuidado é com cara branca.

  2. Concordo que o Fenômeno Azul pode e deve apoiar a diferença é o total de torcedores, quando no Baenão vão 5.000 torcedores no Mangueirão iriam 20.000, ou seja, devemos observar as devidas proporções 5.000 corresponde a 40% do Baenão e 20.000 corresponde a 40% do Mangueirão, é preciso observar a renda líquida caso a renda liquida no Baenão for maior que a do Mangueirão então seria mais vantajoso escolher o Baenão apesar do conforto do mangueirão ser muito maior do que do Baenão. A verdade que Clube imenso em Torcida como a do Leão em Belém do Pará prefere o Mangueirão, principalmente em Partidas muito importantes como as da série C

  3. Estamos refém de um treinador auxiliar de gandula, um paraguaio fajuto cujo futebol não é a profissão dele. Um salário robusto cujo o custo benefício é nulo.O acéfalo presidente não tem dinheiro para a rescisão gastou tudo contratando pés de rato. O nosso Clube do Remo está
    num calvário, caindo no ranking da CBF, a torcida diminuindo, a torcida achincalhada, frustrada, não se ver pelas ruas pessoas com a camisa do leão azul, todas as glórias azulinas ficaram no passado. Trágico.

  4. Tudo depende de uma vitória cobre o Tombense, Jamais a torcida abandona o Leão isto raramente aconteceu, em caso de vitória o Leão entra na briga ao acesso e podem marcar duelos para o Mangueirão o Baenão vai ficar sem condições de receber o Púbico total.

  5. Quem estava no BAENÃO no domingo à noite, viu que havia muito mais do que 5k espectadores.
    A desgraça de Diretoria é que divulga este público mínimo. Para poder sonegar algumas taxas e, embolsar o restante do pacote.
    Ainda assim, produzem uma despesa (no papel) gigante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor informe seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui