Wellington Silva e Ronald
Wellington Silva e Ronald

No dia 01/03, o Remo dará o pontapé na temporada 2021. Contra o Gavião Kyikatejê, o Leão vai fazer duas estreias: no Parazão e dos refletores do Baenão. Após mais de 5 anos, a casa azulina voltará a receber uma partida noturna.

Dentro de campo, o técnico Paulo Bonamigo deverá ter um time diferente daquele que está atuando nas finais da Copa Verde. Isto porque 2 peças importantes do setor ofensivo do time deverão sair do clube no final deste mês.

Sem acordo para uma renovação, o atacante Hélio Borges vai seguir para outro clube. Informações extraoficiais indicam que ele jogará no Azuriz (PR), um clube-empresa criado a poucos anos, que tem o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid (Espanha) como um dos sócios.

O outro é o meia Felipe Gedoz, que está emprestado pelo Nacional (Uruguai) e deve retornar ao clube, já que o contrato atual não permite a renovação do empréstimo, apenas a opção de compra.

Apesar disso, o Remo já negocia com os uruguaios a compra de 50% dos direitos econômicos do atleta pelo valor de US$ 250 mil, cerca de R$ 1,3 milhão. As tratativas deverão ser intensificadas após o término da Copa Verde.

Por outro lado, 6 novos jogadores já estão integrados ao elenco azulino. O goleiro Rodrigo Josviaki, os laterais-direitos Wellington Silva e Thiago Ennes, o volante Anderson Uchôa e Jeferson Lima e o atacante Renan Gorne reforçam o Leão na próxima temporada. Destes, apenas Wellington Silva já estrou nesta Copa Verde.

Com 3 competições confirmadas no calendário – Parazão, Copa do Brasil e Série B – e mais a Copa Verde sempre indefinida, o Leão tem metas bem claras na temporada: retomar a hegemonia do Estadual, ir o mais longe possível na Copa do Brasil e garantir a permanência na Série B.

Para isso, o planejamento azulino está sendo monitorado de perto pelo técnico Paulo Bonamigo e pelo executivo de futebol Thiago Alves.

Até a estreia do Parazão, a diretoria deve anunciar pelo menos mais 3 reforços, sendo 2 atacantes e um meia. Neste momento, há negociação rolando com os atacantes Salatiel, Diego Cardoso e Edson Cariús e o clube segue atrás de um meia, já que Lucas de Sá deixou o clube nos últimos dias após ser reprovado nos exames médicos.

Roma News, 21//02/2021

13 COMENTÁRIOS

  1. E o nosso Atacante Paraense João Leonardo, investi no Homem, presença de área porte bom cabeceador, e da Região, dar uma oportunidade pro homem e unhas e dentes, deitou e rolou em cima dos zagueiros da Mucura.

  2. Égua, investir 250 mil dólares por 50% do passe de uma jogador que não vai dá lucro é suicídio financeiro.
    Pega essa grana, investe no Hélio e no Albano, 20 e 23 anos respectivamente. O lucro é certo no final do ano.
    Se isso acontecer, o remo irá fazer um desinvestimento.
    Deixem o Gedoz lá pelo Uruguai.
    Ou então tragam o Rodriguinho do Bahia que ontem contra o Fortaleza, comeu a bola, foi dono do jogo.

    • Apesar de ter sido um jogador importante nos últimos jogos, é loucura gastar 250 mil dólares com ele que provavelmente não revende (só se for pra futebol da Ásia ou oriente médio) por causa da idade. Seria muito melhor investir em jogador mais jovem. Mas acho que o Remo não tem esse dinheiro, porque o dinheiro da série B só é a partir de Abril. Será que algum torcedor endinheirado vai bancar essa compra? Olha, não sei. Mas se o clube não está nadando em dinheiro, é exagero isso.

  3. Tem um jogador aqui no Pará, se trabalhado pelo Bonamigo, dará um bom caldo no remo e fará a mesma função que o Hélio fazia. Mauro Ajuruteua.
    Pena que só presta pra alguns, o que vem de fora, como diz a música Belém Pará Brasil.

    • Caramba, tem cada torcedor, ajuruteua? esses jogadores daqui, a maioria não toma “caldo”, veste a camisa do Remo e pipoca, é serie B mano, pensa alto.

  4. Após o Titulo da Copa verde estes craques do Leão serão ainda mais valorizados. O Gedoz pode atingir cotação de R$ 1.500.000,00, podemos então dizer que em média o Time do Leão deverá valer de R$ 10.000.000,00 (dez milhões de reais), neste caso a média salarial de cada jogador ficará próximo de R$ 20.000,00, no meu ponto de vista é melhor acerta a compra do Gedoz por R$ 1.200.000,00 ou trazer de volta o ER-33 a custo zero para apenas permanecer na B e lutar para ser campeão do Parazão, é lógico que com Gedoz o Leão lutará para ficar no G4 da B e com ER o Leão pode dizer que lutará para permanecer na B, porem ficará financeiramente muito forte em 2022, ou seja sem divida trabalista, a questão é em quem Bentes vai arriscar?

Comentários