Coritiba-PR 2×1 Remo (Felipe Gedoz)
Coritiba-PR 2×1 Remo (Felipe Gedoz)

No primeiro jogo sem o comando do técnico Paulo Bonamigo, o Clube do Remo voltou a ser derrotado pela Série B do Campeonato Brasileiro. Desta vez, o revés aconteceu para o Coritiba (PR), vice-líder, agora com 19 pontos, pelo placar de 2 a 1. Com o resultado, o Leão chegou aos 6 jogos seguidos sem vitória na competição nacional e ocupa a 17ª colocação, com 7 pontos, podendo terminar a rodada na lanterna.

O técnico interino Netão postou a equipe no tradicional 4-4-2, com Rafinha fazendo companhia para Renan Gorne no ataque e Felipe Gedoz tendo o auxílio de Erick Flores no meio-campo. Os remistas até que fizeram um jogo competitivo, criaram chances em ambos os tempos, rondaram a área adversária, mas faltou criatividade nas armações das jogadas e o poder ofensivo para sair com a vitória.

A partida começou bem igual. Coritiba (PR) e Remo tentavam impor o seu ritmo de jogo. Ambos os times buscavam atacar, trocavam passes nas intermediárias, mas faltava intensidade nas armações das jogadas. Muita lentidão era vista, principalmente pelo lado dos donos da casa.

O jogo foi desenrolando e os azulinos melhoraram, rondando a área adversária. Felipe Gedoz organizava as jogadas, enquanto que o Coxa se fechava. Com uma defesa adversária sólida, o Remo começou a optar por bolas na área. Em uma delas, aos 24 minutos, Gedoz cruzou e Anderson Uchôa, livre de marcação e de frente para o goleiro, perdeu a melhor oportunidade azulina na primeira etapa.

O Leão era melhor na partida até os 28 minutos, quando, após falhas defensivas, Léo Gamalho teve 2 grandes chances de abrir o placar, mas em ambas parou no goleiro Vinícius.

Na primeira, aos 28 minutos, o ataque coritibano chegou em velocidade pela ponta direita após pegar zaga remista desorganizada. A bola foi tocada para trás e o camisa 9 chutou rasteiro para a boa defesa do arqueiro.

Na segunda, no minuto seguinte, Lucas Siqueira recuou errado e o centroavante chegou chutando novamente. Vinícius salvou mais uma vez.

Os lances pareciam ter assustado os paraenses, que pararam de atacar e apenas ficaram na defensiva. Por outro lado, o Coritiba (PR) dominava a posse de bola no meio-campo, mas não conseguia criar oportunidades. Assim foi terminando o primeiro tempo, movimentado, mas com pouca inspiração de ambos os lados.

Os 45 minutos finais começaram com os donos da casa em cima. Com menos de um minuto, Léo Gamalho chutou dividido dentro da área com Romércio. Aos 3 minutos, Robinho acertou bonito chute após rebote, mas Vinícius fez grande defesa.

O jogo esfriou, mas não demorou muito para pegar fogo. Aos 11 minutos, Léo Gamalho chutou de longe, a bola desviou em Kevem e foi morrer no fundo do gol. Vinícius ficou sem reação.

Não deu tempo nem de comemorar e, no lance seguinte, Igor Fernandes cruzou, Erick Flores subiu mais que todo mundo e igualou o marcador, quebrando a sequência de 4 jogos sem sofrer gols da defesa paranaense.

Na saída de bola, Igor Paixão foi fazer cruzamento, mas pegou errado e, sem querer, quase marcou o segundo gol, mas Vinícius estava atento e praticou o 4º “milagre” no confronto.

O jogo esfriou por quase 15 minutos e voltou a pegar fogo aos 29 minutos. Renan Gorne escorou cruzamento por baixo e marcou o segundo gol do Remo, mas o bandeirinha assinalou impedimento, que as imagens da TV mostraram não existir.

Na sequência do lance, o Coritba (PR) saiu rápido pelo lado esquerdo do ataque. Igor Paixão cruzou e Léo Gamalho aproveitou falha de marcação de Kevem e colocou os donos da casa novamente na frente, de cabeça.

O jogo não mudou, apesar das substituições. As equipes seguiram tentando, mas ninguém levou novo perigo as metas dos goleiros.

Com o resultado, o Remo chegou ao 6º jogo seguido sem vitória na competição e permanece na zona de rebaixamento.

O Leão retorna a Belém e inicia sua preparação para encarar o Vila Nova (GO), que iniciou a rodada na 12ª colocação. O confronto é válido pela 10ª rodada da Série B e acontece na próxima quinta-feira (08/07), no Baenão, a partir das 21h. Os azulinos já devem contar com o técnico Felipe Conceição à beira do campo.

Diário Online, 02/07/2021

15 COMENTÁRIOS

  1. Em certos momentos o Remo jogou bem, mas depois recuou, levou pressão e sofreu o gol. Novamente, o Kevem vacilou deixando o artilheiro adversário sozinho. Lucas S não sai do time e gorne mais uma vez uma figura apagada. Se continuar assim, estaremos sempre brigando na parte de baixo da tabela.

  2. Porra esse velho do Coronel nunes nao ver que a arbitragem está prejudicando o remo , time do Pará. Agora pra que esse velho serve ai?

  3. Novamente o Remo foi garfado pela arbitragem ao desmarcar um gol legítimo do Gorne, era para ter acabado Coritiba 2×2 Remo.

    O time do Remo jogou muito bem, arrumadinho, igual a igual contra um time forte e que briga para subir. Está de parabéns o Netão!

    Pena que o Rafinha, que vinha fazendo uma boa partida, saiu por contusão.

    Vinícius, Ennes, Romércio, Igor e Gedoz se destacaram. O Arthur entrou muito bem como 1o volante.

    Erick Flores jogou muito, foi o craque do jogo.

    Bizarro o gol perdido pelo Uchôa, muita ruindade.

    Está mais que comprovado que o time melhora muito sem o inútil Dioguinho da balada, um inútil que joga contra o time.

    O Kevem falhou no segundo gol do Coritiba ao permitir o Léo Gamalho cabecear livre e a queima roupa. Também no primeiro gol do Coritiba a bola desviou no Kevem e matou o Vinícius que ia defender o chute. A insegurança do Kevem em lances capitais nos últimos jogos tem prejudicado o Remo conquistar bons resultados, e não dá para continuar com ele falhando assim.

    Ficou novamente a boa impressão da capacidade de superação do time do Remo, podendo sim crescer na série B e passar a competir como vencedor, mas será necessário liberar os aquém e no lugar contratar jogadores qualificadores.

    A diretoria deveria formalizar reclamação à CBF sobre erros das arbitragens no jogo contra o Náutico e Coritiba, pois só aí foram 4 pontos tirados do Remo.

    • Concordo com a análise. Principalmente sobre o Keven. Nessa serie B o jogador pode jogar bem a maior parte do jogo , mas se falhar em um único lance capital q influencie o resultado, tudo vai por agua a baixo. ELE FALHOU CONTRA O SAMPAIO E AGORA NOVAMENTE

  4. Cara perdi o resto da paciencia ontem com esse GORNE,KEVEM E TIAGO MIRANDA pelo amor de DEUS,GORNE e horrivel KEVEM falhou de novo e eese TIAGO MIRANDA qual foi a macunbeira que disse p ele ser jogador.NETAO VAI TE FUUUUU deixou DIOGUINHO NO BANCO.

  5. O Fabio Bentes precisa deixar o coleguismo e amizade de lado e demitir os 2 diretores de futebol e mais o executivo de futebol, estes 3 elementps são os culpados deste time de merda do Remo. Esta trinca são amadores e incompetentes e se o FB não demiti-los a culpa passa a ser 100% do presidente.

  6. O Remo joga bem fora e perde. Joga pessímo em casa e não vence. Tem que esquecer esse papo de mando de campo e planejar jogo a jogo. Ninguém tá esbanjando futebol nessa Série B, os que estão na ponta da tabela são equipes mais organizadas, só isso.

  7. Absurdo esses arbitros SAFADOS que roubam fora e aqui dentro de Belem na maior cara de pau….

Comments are closed.