PSC 2×3 Remo (João Diogo e Wallace)
PSC 2×3 Remo (João Diogo e Wallace)

Nossos atletas de base pagam pela insuficiência de jogos, de intercâmbio e até treinos, principalmente de treinos físicos. Ao subirem, precisam de longo estágio no elenco profissional para correção da defasagem.

Passa por aí a explicação da “minutagem” a que se referem os técnicos quando falam do tempo certo desses jovens atletas.

Paulo Bonamigo, por exemplo, ao falar de Wallace, às vésperas do Re-Pa, descartou lançá-lo no início do clássico por insuficiência de minutagem, pois o atleta ainda não estaria fisiologicamente pronto para jogar 90 minutos em alta intensidade.

Forçar, antes que esteja pronto, é expor o garoto a lesões ou queda de rendimento.

Concorrência

O gol de Wallace no Re-Pa foi o de número 8.700 em 4.402 jogos na história do Remo. O sucesso de Wallace e Hélio Borge, com a chegada de Eron e João Diogo, devem acender o alerta para Tcharlles sobre sua titularidade. Gustavo Ermel deve ir para o fim da fila.

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 06/10/2020

22 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente é isso mesmo na base remista falta de estrutura por culpa de mal gestores e com todo esse problema aparecem muito garotos bons de bola e acho que so se pode mudar esse cenário com a subida para a série B e tendo gestores competentes como a atual diretoria pois se cair nas mãos de gatunos aproveitadores que pensam serem donos do clube vai tudo pelo ralo,fica Fábio Bentes..

  2. O engraçado é que qdo os moleques da base desistem e vão prá um clube como o Bragantino , dentre outros, eles correm o tempo todo e muitas vezes derrotam o clube de origem. Daí vem o arrependimento por não tê-lo aproveitado, pois preferem gastar rios de dinheiro pagando dívidas trabalhistas para as sucatas de outros estados. E exemplos não faltam. Busquemos dar maior atenção à base então para que qdo forem aproveitados no “time de cima” eles estejam preparados. Sabemos que a maioria desses moleques vem de famílias de baixa renda, que ainda tem de ajudar no sustento da família. Busquem convênios de empresas que financiem a base, mesmo que passem a ter um percentual numa futura venda do jogador. Pensem nisso.

    • Perfeito! Essas situações só me fazem lembrar do Flamel. Garoto extremamente talentoso. Sempre se destacou nos times do interior, e o Remo sempre abrindo mão dos valores da região para trazer a barca de fora do estado. Aí o Remo me resolve contratar o rapaz já lá com os seus 34/35 anos, no mínimo 10 anos atrasado, já que o Flamel se destacava muito antes disso.
      Enquanto o Remo tiver executivos de futebol com a característica similar ao Carlos Kila da vida, isso não vai mudar.

  3. Concordo plenamente com o Bonamigo! A base pode até ser boa, mas não podemos colocar nos garotos a responsabilidade de fazerem a diferença. Esses meninos devem ser utilizados aos poucos. O maior exemplo é o próprio Ronald, que está parado neste momento devido contusão, um grande atraso para a sua evolução como jogador.
    A grande falha está na formação do plantel (titulares e reservas) de fora do estado e agora tendo que recorrer a molecada para qualificar o plantel.
    Os nossos Ronald’s, Wallace’s e Helio’s de 25/26 anos estão neste momento jogando pelo Bragantino, Castanhal, nos times do Amapá, Acre, muitas vezes jogando uma segunda divisão, primeira, na Europa, como por exemplo o Betinho, Alex Ruan, Cametazinho, Roni, Tsunami, Welton, e etc…
    Fabio, espero muito que você vença as eleições deste ano e de vez por todas mudar essa estratégia dos últimos anos, e, ao lado do Bonamigo, formar um plantel base regional, com jogadores de fora do estado escolhidos a dedo, mas que façam a diferença.

  4. ALÔ!!!! Presidente, você é da gente!!! Fabio Bentes!!! É Leão na Série B!!! Votação certa, Momento certo, dia Certo e Hora certa. Galéra de Belém do Pará, está contigo Fabio Leão Bentes. PRESIDENTE DO SEMPRE LEÃO…..AMEM.
    ,

    • O que está atrapalhando o leão a diretoria é essa dívida trabalhista FDP que diretoria é passadas só queriam roubar devia ser a maior sacanagem na contratação de jogadores perebas que jogavam remo na justiça..era contrato mal feito? Não acredito,era pilantragem mesmo….

  5. amigos eu tenho sobrinho que foi da base do remo toda vez que ele entrava no final do jogo ele fazia gol mais seu neto que e treinador da base do remo so botava os filhos de diretores pra jogar, hoje um rapaz de 24 anos ta jogando pelada por cem 100 reais e na horas vaga e motorista de urbe se tem algum olheiro que queira o jovem jogador que nao bebe e nem fuma e tem preparo fisico excelente que me mande mensagem que mando os videos dele o sonho dele ainda e ser jogador profissional o nome dele e jonhata o meu imail lacerdapaulootavio@gmail.com o meu fone 21216869

  6. Era pro esporte interativo comprar a copa verde agora não sei quem estar com os direitos de transmissão todas dela porque ano passado a tv cultura só transmitiu alguns jogos do remo e de paysandu em casa os jogos de fora ela não transmitia.

  7. Porque a dazn não compra então os direitos de transmissão da copa verde eles iriam lucrar bastante.

    • Caro Ayrton, saudações Azulinas. Quantas dúvidas e palpites.

      Tenha em foco o seguinte:

      1- O Clube do Remo precisa subir para a Série B em 2021.

      2- Estando na Série B, o LEÃO AZUL receberá “cota financeira” oficial da CBF.

      3- Com maior exposição da sua marca, o REI DA AMAZÔNIA conseguirá mais e melhores patrocinadores, significando maior volume de recursos em caixa.

      4-Em todas as competições que participar, paralelamente à Série B, incluindo aí, Copa Verde, Campeonato Paraense e, Copa do Brasil. O CLUBE DE PERIÇA despertará mais interesse nos grupos midiáticos para a transmissão de seus jogos, arrecadando mais dinheiro.

      Portanto, tenha em mente, que a solução para o LEÃO AZUL DE ANTÔNIO BAENA é, simplesmente, o acesso à série B.

Comments are closed.