Lukinha
Lukinha

O desempenho insatisfatório contra o Tapajós, na abertura do Campeonato Paraense, obrigou o técnico Rafael Jaques a mexer na formação do Remo para o compromisso deste domingo (26/01), contra o Carajás, no estádio Mangueirão.

Em elação ao jogo da esteia, o time deve apresentar 4 modificações posicionais e mais 2 de ordem tática.

Além de demonstrar respeito pelo mandante, que levou uma surra na estreia (5 a 0 diante do Paragominas, na Arena Verde), o Remo busca resgatar a confiança do torcedor, que não aprovou a atuação inicial.

A mais significativa alteração deve ocorrer no meio-campo, onde Robinho deve assumir o papel de organizador, substituindo Eduardo Ramos, que vai como opção no banco. Peça importante no elenco, mas muito criticado pelo torcida, a mudança visa preservar o camisa 10.

O canhoto Robinho jogou por apenas 12 minutos contra o Tapajós, mas teve desempenho bastante elogiado. Movimentou-se bem, sempre verticalizando o jogo e buscando triangulações com Rafael Jansen e Gustavo Ermel, pelo lado direito do ataque.

Outra alteração importante está prevista para o comando do ataque, onde Jackson deve ser efetivado ao lado de Ermel, entrando no lugar de Giovane Gomez, que foi improdutivo no domingo (19/01).

Jackson mostrou mais desprendimento e disposição para entrar na área, travando alguns bons duelos com a zaga santarena, que não havia sido incomodada por Giovane até a metade do segundo tempo.

Outra mudança esboçada pelo técnico Rafael Jaques na sexta-feira (24/01) é a entrada de Djalma na lateral-direita, o que força o deslocamento de Jansen para o interior da área, provavelmente ao lado de Fredson, tirando Mimica do time titular.

O meia-atacante Lukinha, o mais efetivo na estreia, deve ganhar funções mais ofensivas diante do Carajás. Sua escalação na frente faz crer em dois movimentos táticos: será um extrema-esquerda quando o Remo atacar, mas terá a tarefa de reposição quando o time estiver sem a bola. De sua movimentação dependerá a autonomia dos volantes Lailson e Xaves.

Blog do Gerson Nogueira, 25/01/2020

5 COMENTÁRIOS

  1. Deveria colocar os jovens Wallace e Hélio, que iriam fazer o técnico permanecer até o final do ano.

  2. Só nao gostei do volante chaves eu botaria outro testaria o Charles k tem. Boa finalização chuta forte e botaria o Wesley no lugar desse centro antes duro igual um porte

  3. vou falar p ultima vez esses tres jogadores que tao destoando do time esse zagueiro que pegou cartao ontem esse lairson e esse luquinha sao jogadores p entrar no 2o.tempo ok meu time e da maioria é esse.vinicius djalma mimica jansen e dudu mandai charles xavis robinho e douglas parcker gustavo ermel e jackson se eu pegasse um time desse pra treinar eu dificilmente perderia jogos.ok

  4. Concordo com Mariano Carneiro porque quem tem Vinicius no gol no dia em que faz defesas milagrosa ninguém ganha do Leão dentro do Baenão e também porque quando houver necessidade de substituições o Time não cairá de rendimento porque terá no banco reservas tão bons e dependendo do dia poderão render até mais que os Titulares de Mariano Carneiro. Eu sempre aprecio a maioria dos comentários, eu acho que Mariano entende muito de futebol, porém no futebol de muitos craques os resultados são surpreendentes, se der errado ficará a duvida: será que existe outra escalação mais forte? Conclusão: eu concordo com a escalação de Mariano porém eu acredito que o Tri campeonato se concretizará pelas defesas de São Vinicius. Eu sou da opinião que o Fenômeno decidirá este tri porque eu Já observei que o São Vinicius faz defesas impossíveis quando o Mangueirão está com pelo menos 20.000 Torcedores, ou seja, o sangue do Vinicius fica aditivado pela emoção da Galera.

Comments are closed.