Fábio Bentes
Fábio Bentes

Na última sexta-feira (03/01), o presidente azulino Fábio Bentes fez uma análise geral do seu primeiro ano de mandato, desde o processo de reestruturação administrativa até às decisões no futebol, além de adiantar medidas futuras, como a busca por mais contratações até o início do Campeonato Paraense.

Fora das quatro linhas, Bentes exaltou a busca pela responsabilidade financeira e o retorno da credibilidade do Remo no mercado. O clube terminou o ano sem atrasar salários e reduziu de maneira substancial sua dívida trabalhista.

“Em um primeiro momento, a gente pegou um clube que tinha, de funcionários, uma folha de R$ 160 mil, sem contar jogadores e comissão técnica. Reduzimos para quase R$ 100 mil, ou seja, R$ 60 mil de redução. Ao longo do ano, isso é R$ 720 mil que a gente economizou. Procuramos também reduzir as despesas fixas do clube, aquelas que a gente não tem como deixar de fazer, como os investimentos que são necessários no futebol. A gente diminuiu o ‘custo Remo'”, explicou o presidente.

“Hoje o Remo precisa arrecadar por mês, aí sim já contando com o futebol, em torno de R$ 700 mil para empatar a conta todos os meses. Quando a gente assumiu, esse custo estava em torno de R$ 800 mil, só que tinha outro problema: a gente não arrecadava tanto. Tínhamos um orçamento projetado para 2019 de R$ 18 milhões, arrecadamos R$ 14 milhões e mais alguma coisa, mas em 2018 tínhamos arrecadado R$ 12 milhões, então tivemos um incremento de quase R$ 2 milhões”, complementou.

Fábio Bentes também detalhou o esforço da gestão para zerar, até 2021, as dívidas do clube na Justiça do Trabalho. Parte desse projeto passa, essencialmente, por não contrair novos débitos.

“Quando a gente assumiu, estava pouco mais de R$ 8 milhões de dívida. Pagamos mais de R$ 4 milhões esse ano, só que entrou R$ 1,5 milhão de anos anteriores, então se paga R$ 4,5 milhões e entra R$ 1,5 milhão. Em outros anos, entrava mais. Ano passado, a turma já foi mais responsável em algumas rescisões, que não geraram processo, mas ainda ficou o Givanildo (Oliveira, ex-técnico), o (lateral-direito) Levy, teve alguns processos novos que ficaram altos esse ano”, detalhou.

“Todo ano entravam (novos processos trabalhistas). O Remo pagava R$ 4 milhões, mas entrava R$ 3 milhões, então baixava menos de R$ 1 milhão. Estava indo a passos lentos para zerar, agora não. Para o ano que vem, a perspectiva é que desse ano tenha entrado de R$ 200 mil a R$ 300 mil (de novas dívidas) e pagar os mesmos R$ 4 milhões, aí a gente vai ter uma redução real e consegue zerar, até 2021, a temida dívida trabalhista, que há tantos anos vem atormentando a gente com bloqueios de renda, bloqueios de patrocínio, bloqueios de toda ordem”, prosseguiu o mandatário azulino.

Outra mudança implementada pela atual gestão do Remo, ressaltou Fábio Bentes, foi a forma de negociar contratos com os jogadores. Ao invés de prometer altos salários em contratações badaladas, a diretoria buscou acertar valores mais condizentes com a realidade do clube, garantindo o pagamento em dia.

“Nas negociações, a gente foi bem sincero. Disse: ‘A gente quer te pagar em dia, mas a gente só pode pagar isto’. Inclusive, jogadores que estavam no elenco, que queriam o aumento, disse ‘o que dá para manter é isso aqui, aí vou continuar te pagando em dia’, e a turma topou. Jogadores que até mereciam, pelo que fizeram em 2018, a gente fez. Jogadores que a gente contratou no início do ano, procuramos trazer dentro da política salarial do clube e, na reta final do (Campeonato) Brasileiro, quando a gente achava que precisava contratar um ou outro jogador pagando mais, a gente contratou, mas foram contratos curtos, que foram tranquilos e foram finalizados”, argumentou.

Fábio Bentes tocou em vários outros assuntos. Detalhou números do balanço financeiro do Remo e das prioridades gastos do clube, fez um balanço do número de contratações, analisou o desempenho do futebol em 2019 e avaliou individualmente cada técnico que passou pelo clube no ano.

Bentes também confirmou o acerto com um zagueiro – que tem 1,90m de altura e deve ser anunciado durante a semana – e confirmou as buscas no mercado por um lateral-direito, um segundo volante e um atacante, possivelmente até o início do Parazão.

O mandatário ainda deu detalhes sobre a pré-temporada do clube e criticou o atacante Gustavo Ramos, que passou pelo Leão na temporada passada, a quem considerou o “pivô” da briga judicial entre o Remo e lateral-direito Rony que, através de liminar na Justiça, voltou a tornar vigente seu vínculo com Leão.

Confira esses e mais temas assistindo à entrevista na íntegra.

Globo Esporte.com, 05/01/2020

5 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns a toda a Diretoria do Leão na Pessoa de nosso Presidente Dr. Fábio Bentes, O Leão é um Gigante Financeiro. Todos temos dívidas, o Leão tem uma dívida atual em torno de R$6.000.000,00 que já foi de R$12.000.000,00. Com esta dívida administrável de 6 milhões o nosso querido Clube do Remo pode ser considerado um Gigante fazendo Jus da afirmação de ser Top 20 entre os maiores Clubes do Brasil. É bem verdade que no inicio da temporada de 2019 eramos em torno de 1,000 sócio torcedor adimplente e no auge chegamos em torno de 4.000 adimplentes, o que já foi suficiente para o Leão executar grandes investimentos devemos considerar que também o Leão por ser muito querido entrou vários recursos de eventos, promoções e doações, até hoje me emociono ao lembrar de torcedores doando R$1,00 ou R$2,00 ou R$ 5,00 ou R$10,00 ou R$20,00 e até levando doação de saco de cimento na garupa de sua bicicleta, um reforço além da imaginação, para o Retorno do Rei ao Baenão. Eu vejo o Evandro Almeida completamente lotado pelo Fenômeno Azul no Jogo da Luz onde definitivamente o nosso querido Estádio será o maior Colosso de iluminação a baixo custo do Brasil. Muitos dizem que falo muito, porém eu digo que ainda falo pouco, porque é impossível dizer com palavras o amor que a imensa Nação Azul tem pelo nosso querido Clube do Remo.

    • Fala irmão. Sou tão azulinos quanto você e seria interessante da minha parte ter alguém tão viciado no nosso leão no grupo de zap de torcedores que fiz. Qualquer coisa. Manda msg aqui que te mando o link. Flw

  2. Um dos melhores gestores que já passaram pelo clube e que hoje está fazendo um excelente trabalho, parabéns, tô acreditando no nosso LEÃO esse ano.

  3. Parabens Fabio Bentes pela excelente gestao financeira do clube! Sera excelente encerrarmos o ano de 2021 zerado de divida trabalhista. Conto com a sua reeleicao!
    Como melhoria, somente a qualidade dos nossos contratados. Acho que o erro inicia quando escolhemos um diretor de futebol fora do estado, pois nao conhece os nossos valores e acarreta em contratacao em massa de jogadores de outros estados. Nao vamos conseguir trazer bons jogadores do sul e sudeste pagamento 15 a 20 mil por mes.
    Deveriamos investir em alguem da regiao, ex jogador que estudou bisiness, e colocar para trabalhar junto com a atual diretor de futebol, tipo um processo sucessao. Joao Luiz, ex Tuna Luso seria um otimo nome, mas certamente temos outros bons nomes na regiao.
    O planejamento para 2021 (base regional com qualidade) ja deve iniciar o quanto antes, atraves do mapeamento de bons valores, comecando pelo estadual.

  4. Se não o melhor, seguramente um dos três melhores presidentes que o Remo já teve. Tomara aceite se reeleger.

Comments are closed.