Sobradinho-DF 1x0 Remo (Daniel Vançan)
Sobradinho-DF 1x0 Remo (Daniel Vançan)

Com uma delegação formada essencialmente por jogadores reservas, o Remo não foi capaz de conseguir um bom resultado na estreia na Copa Verde. Os azulinos foram derrotados pelo Sobradinho (DF), jogando em Ceilândia (DF).

O único gol da partida saiu aos 41 minutos do segundo tempo, depois da equipe azulina ter desperdiçado boas chances de marcar na etapa inicial.

O técnico Márcio Fernandes demonstrou preocupação, mesmo ciente de que não levou a campo seus melhores jogadores.

“Era uma chance maravilhosa para esses jogadores ganharem confiança, darem uma confiança ao treinador de poder colocar (em campo) e alguns deixaram passar”, disse.

Na análise inicial feita pelo técnico remista depois do jogo, em entrevista coletiva, Fernandes salientou que sua equipe foi melhor que a adversária, mas pecou nas finalizações. Os atacantes Alex Sandro e Marcão Assis desperdiçaram chances claras na etapa inicial.

“Fomos superiores ao time do Sobradinho (DF). Tivemos chances claras. No primeiro tempo poderia ter sido jogo com um placar até certo ponto elevado, mas a gente não faz o gol, né? Em uma chance que eles tiveram, acabaram fazendo o gol. Agora é tentar, contra o São José (RS), montar uma equipe competitiva para que a gente possa conseguir o nosso objetivo, que é a vitória”, resumiu o treinador.

Na visão de Márcio Fernandes, a partida desta terça-feira (13/08) serviria como uma oportunidade de, além de descansar os titulares para a Série C, dar minutos em campo a jogadores pouco utilizados no Brasileirão, mas o técnico não gostou do que viu de seus reservas.

“Demos chances e penso sempre como era antigamente: a gente tinha uma chance, tinha que agarrar, porque se não você ia lá para o fim da fila e para voltar era muito difícil, pois a qualidade era muito grande. Era uma disputa muito grande de posições. Eles tiveram uma chance de ouro para mostrar realmente que têm condições de estar na equipe principal do Remo e, no final do jogo, talvez, também por muito tempo não jogando, sentiram um pouco, sei lá… Vamos acreditar que seja tudo isso, mas poderíamos ter um jogo bem mais tranquilo se a gente fizesse os gols no primeiro tempo”, argumentou.

Para avançar na Copa Verde, o Remo terá que vencer o Sobradinho (DF) por 2 gols de diferença no jogo de volta, em Belém. O duelo está marcado para a quarta-feira (21/08), no Mangueirão.

Antes disso, a equipe terá que enfrentar o São José (RS), nesta sexta-feira (16/08), pela 17ª rodada da Série C. Em seguida, dia 25/08, faz o clássico com o Paysandu no encerramento da primeira fase do Brasileirão.

Confira outros trechos da coletiva de Márcio Fernandes:

Jogadores foram para o “fim da fila” e mudança de postura

É difícil, não gosto de ficar comentando depois do jogo, assim, mas acho que a gente tem que buscar mais. Pela tradição do Remo, não pode (jogar nesse nível). A gente fica escutando coisas e vai falar que não tem razão? Tem razão, o torcedor tem razão. Ele cobra uma melhor atitude e é isso que a gente tem que ter. No jogo contra o São José (RS), com certeza, vamos ter. Pode cobrar que a gente vai ter uma atitude melhor e vamos conseguir essa vitória.

Reta final da Série C

Penso sempre no melhor. Temos duas chances de ouro para chegar a um lugar que muita gente quis chegar e não conseguiu. Deus está dando a chance, agora é a gente agarrar essa chance, não podemos deixar passar. São duas chances juntos da nossa torcida. Mangueirão é um campo maravilhoso, tudo proporcionando um espetáculo. Agora, temos que ter essa atitude para dar um espetáculo.

Expectativa de bons públicos nos próximos jogos em Belém

Nossa torcida é fantástica. Não sei mais o que falar da nossa torcida, porque eles comparecem, eles se doam, fazem o melhor, acho que agora tem que vir um pouquinho mais da gente.

Astral do time para as próximas semanas

Perder nunca é bom. Era uma chance maravilhosa para esses jogadores ganharem confiança, darem uma confiança ao treinador de poder colocar (em campo) e alguns deixaram passar, mas isso não tira nossa vontade de vencer e pode contar: sexta-feira (16/08) vamos jogar a nossa vida. Essa torcida merece. Vamos fazer o possível e o impossível para conseguir essa vitória. Sabemos que o São José (RS) é uma equipe dificílima, vai fazer de tudo para que isso não ocorra, mas tenho fé e confiança que vamos conseguir.

Avaliação dos laterais e dúvida na direita

Acho que o (Daniel) Vançan fez até um bom primeiro tempo, mas tive que trocar, porque o Ronaell tomou o terceiro (cartão amarelo contra o Volta Redonda-RJ, pela Série C, e estará suspenso contra o São José-RS) e a gente vai precisar do Vançan. Desgastar ele hoje (terça-feira), jogando os 90 minutos, não era interessante. Tive que fazer essa troca. Agora, na lateral-direita, ainda não está definido. Vamos pensar. Temos o Djalma, que está tentando voltar mesmo não sendo a posição dele. Vamos ainda pensar no que vamos fazer para ter, realmente, o melhor em campo para jogar contra o São José (RS).

Queda de produção de Zotti no segundo tempo

Zotti caiu bastante de condições físicas no final. Se ele se poupou, não sei, porque ele está buscando um lugar no time, então não pode estar se poupando, tem que estar sempre buscando algo mais. Creio que sentiu o fato de estar há muito tempo sem jogar, a viagem. Creio que tenha sido algo desse tipo.

Globo Esporte.com, 13/08/2019

10 COMENTÁRIOS

  1. Esse técnico não faz auto-crítica? É sempre na base do “eu ganhei, nós empatamos e os jogadores perderam”. Se o time não funciona é por culpa exclusiva dele que não sabe montar a onzena. É cada um pior que outro que aparece para treinar o Remo.

    • pois é eu ja disse aki , o marcio fernandes no meu ver perdeu o ãnimo ha tempos ou não tem capacidade de dar um padrão de jogo pro remo o certo é que o time não consegue jogar quando chega na área só sabe ir pelas pontas e cruzar pra ninguém na área adversaria ele da entrevista vc nota que ele ta sem disposicão ate de falar espero que ele queime a minha boca nessa reta final pq torço muito pro remo classificar caso contrario vou atribuir esse insucesso pra ele e a diretoria que não teve posturar de tirar ele quando chegou a hora e não fez……

  2. Era pro Pingo jogar e tem outro da base um canhoto meia tds deveriam jogar…o Márcio empregou vários bondes no Remo essa e a vdd…

  3. Senhor Fernandes, acho cara de pau culpar os jogadores, falta de ética até. Nesse caso, teve jogador que não jogava há 3 ou 4 meses, ou que esquenta banco há muito tempo. O senhor não consegue fazer seu time titular jogar bem, manteve por diversos jogos um ataque que nunca funcionou (Gustavo, Carioca), mexeu e improvisou na lateral diversas vezes, e agora quer dizer que os reservas perderam oportunidade? Ora, faça um favor. Faça auto-crítica, diga abertamente que não consegue mais extrair nada desse grupo, nem as jogadas de bola.parada funcionam mais. Assuma que erra também. É muito mais honroso. O Josué Teixeira saiu daqui escurraçado, mas deixou o Remo no G4 com um elenco beem limitado, mas ele sacou o clima e saiu. O senhor não tem.coragem de admitir uma falha.

  4. Avaliação muito a quem de um técnico de futebol, arrumar desculpas para esse Zoti, é demais para minha cabeça, essa imundície deixou escapar 4 pontos fazendo merda na entrada da área que resultaram em gol do Tombense e São José…paciência! Dessas merdas que chama de alternativo pode mandar todos para longe…única excessão o Mimica que está voltando.

  5. Essa declaracão mostra a irresponsabilidade do Marcio Fernandes a frente de um clube tão grande, falta de ética da parte dele e o pior que isso é perceber que o grupo não está fechado ou nunca esteve verdadeiramente! Era para o remo ter mandado embora a tempos esse técnico, quero ver qual vai ser a proxima cagada que ele vai fazer sexta feira, pois o zaquinha vem muito fechado para levar o empate de Belém!

  6. Futebol tem muitas surpresas, caso o Time acerte e vença o duelo contra o São José o Leão terá uma boa base para 2020. O Leão precisa de um time mais competitivo reforçado com novos jogadores do seu Plantel sub-20 para disputar a C 2020 ou a B no caso do acesso. O Papão melhorou eles assumiram o 2º lugar do grupo B com a vitória sobre o Luverdense. Na média de Público o Leão está muito na frente, a Torcida do Paysandú despertou porque em Público eles passaram o Santa Cruz. O Leão ainda não reagiu em campo entretanto poderá reagir contra o São José e deverá continuar com a maior média de Público daqui para frente e terá uma média de 10.000 sócio torcedor adimplente por ano, ai está a maior força do Leão, ele deverá armar um Time mais competitivo que fique numa folha mensal na ordem de R$ 400.000,00 por mês, por isso ninguém duvide da força de um Leão que tem uma torcida Gigante capaz de pagar um grande Time reforçado com os melhores valores do seu Time sub-20. O Leão 2020 será muito mais forte do que o de 2019. O Leão vivo é perigoso e morto é mais perigoso ainda porque ressurgirá das cinzas muito mais forte. Eu diria que o Leão está ressurgindo das cinzas, os nossos adversários começam a ter medo do Leão, ele ainda esta cambaleando entretanto estará mais revigorado em 2020 e seja na C ou seja na B, o nosso Presidente Fábio Bentes poderá fazer parte de uma das mais bela páginas da história do Filho da Glória e do Triunfo. No meu entendimento Fábio Bentes Já faz parte de uma das mais belas páginas do Leão que foi a reinauguração do nosso querido Estádio Evandro Almeida Juntamente com o Grupo de Torcedores que imaginaram e realizaram o Projeto: Retorno do Rei ao Baenão.

Comentários