Rony
Rony

Na manhã desta quinta-feira (26/12), ocorreu mais um capítulo da “novela Rony”. Após a sentença da juíza Lea Helena Pessoa dos Santos Sarmento, no último dia 20/12, em que o jogador de 20 anos foi liberado para assinar com qualquer outro time, o Remo entrou com um mandado de segurança para que o atleta não se vincule a nenhum outro clube.

O advogado do Remo, André Serrão, explicou os motivos pelo qual o clube entrou com o mandato e disse que a diretoria do Leão está aberta para um acordo, desde que o Remo não saia lesado, já que é o clube formador do jogador.

“Entramos com um mandado e foi atendido o nosso pedido. O importante é que ele continua vinculado ao Remo e agora esperamos que ele se apresente ao clube. Caso alguém queira o jogador, que seja da forma correta, pagando o que o clube possui por direito, como formador do atleta, pagando a multa (rescisória) de R$ 2 milhões ou realizando um acordo. O que não pode é ele sair de graça, já que o Remo investiu nele”, disse.

O lateral-direito chegou ao Baenão aos 13 anos e treinava com o elenco profissional desde 2017, chamado pelo ex-técnico Josué Teixeira. Em 2019, o atleta teve a primeira chance no time de cima e disputou 2 partidas pelo Remo na Copa Verde, a primeira no Baenão, contra o Atlético (AC), pelas quartas de final da competição; e outra contra o Paysandu, na semifinal, ambas entrando no segundo tempo.

O jogador entrou na Justiça do Trabalho pedindo o pagamento de salários atrasados referentes aos anos de 2017 e 2018, na gestão do ex-presidente Manoel Ribeiro. O empresário do jogador solicitou também a saída do atleta de forma direta, sem que o Remo receba por ser o clube formador.

O Liberal.com, 26/12/2019

10 COMENTÁRIOS

  1. O Remo está corretíssimo em defender seus direitos. Esse pilantrinha quer dar um golpe juntamente com seu empresário safado. O advogado do Remo está com toda razão. Quer sair então paga a multa rescisória.

  2. Tem que sacanear mesmo…. Já que está querendo sair, segura e não bota pra jogar, só pra melar mesmo. Se querem o moleque, que paguem por ele.

  3. totalmente de acordo !!!! o remo mandando seu recado a todos os pilantras aproveitadores que acabou a mamata !!!!
    não fazemos nem mais questao deste ingrato atleta. nao sei nem se podemos chama-lo de altleta. mas é para mostrar o respeito que devem ter com a instituição clube do Remo. se querem paguem !!!!

  4. Ta certo o Remo após conseguir normalizar com a justiça
    . Vende esse ingrato que vai ser um Moisés da vida!!!!

  5. Parabéns Remo, tá certíssimo, é patrimônio do clube, ñ pode abrir mão mesmo. Se sair, tem q ser por vias regulares que deixem o retorno para o Leão por conta do investimento feito..!

  6. De acordo com o Leão…moleque quer crescer desse jeito, se vinculando a empresário pilantra e sem escrúpulo, já se queimou no cenário, os clubes já vão ficar com pé atrás de querer contratar um aprendiz de safado desses. Aguenta as consequências!

  7. Pergunta a esse advogado se quer logo raspadinho e gel..muito engraçado esses parasitas de campo..eu queria ter um time pra esse engraçadinho fazer essa gracinha dele…kk

  8. Remo não pode mais perder jogador formado na base. Diretoria tem razão de recorrer na justiça pelo jogador, mas têm que ficar esperto pagando direitinho esses meninos, senão ocorre o que está ocorrendo!

  9. Diretoria está correta em recorrer na justiça, não pode mais dar 0800 jogador formado na sofrida base!

Comments are closed.