Helder Barbalho
Helder Barbalho

Uma cerimônia realizada na noite desta quarta-feira (09/01), no Teatro Maria Sylvia Nunes, na Estação das Docas, abriu as programações relacionadas ao Campeonato Paraense de 2019.

O governador do Pará, Helder Barbalho, disse que foram fechados entre a executiva estadual, os clubes e a Federação Paraense de Futebol, recursos na ordem de R$ 4,2 milhões, sendo que os valores serão utilizados na viabilização do campeonato.

Com isso, o Governo segue como o maior patrocinador da competição, que terá 10 clubes, tendo a dupla Remo e Paysandu como protagonistas.

“Aquilo que couber ao Governo do Estado e aos seus órgãos correlatos à atividade esportiva, faremos todos os esforços para aprimorarmos e fazer o Campeonato Paraense de 2019 o melhor da história”, disse Helder, que lamentou as atuais condições do estádio Mangueirão.

“Visitei as instalações do Mangueirão e o que vi me deixou entristecido”, disse Barbalho, garantindo que fará obras para deixar o estádio em condições de receber jogos.

A partida entre Remo e Tapajós, pela 1ª rodada do Parazão, foi adiada por conta destes problemas estruturais, que estão no lado A do estádio, onde pedaços do teto desabaram. O setor entrará em obras.

“Não podemos pôr em risco o nosso torcedor”, disse o presidente da Federação Paraense de Futebol, Adelson Torres.

O duelo entre Remo e Tapajós deve ser realizado no próximo dia 27/01.

“O Governo é o maior patrocinador do campeonato. Isso se dá pela transparência da FPF”, declarou o vice-presidente da FPF, Maurício Bororó.

O Governador do Pará também frisou que a ideia é concluir as obras do Estádio Colosso do Tapajós, em Santarém.

“Temos a responsabilidade de concluir o estádio de Santarém”, anunciou.

O Liberal, 10/01/2019

Comentários