Marcão
Marcão

No empate sem gols com o Juventude (RS), a comissão técnica do Remo optou pela entrada do centroavante Marcão Santana ao lado de Alex Sandro, em busca de gol. Porém, a equipe não conseguiu balançar as redes e vencer na 11ª rodada da Série C. De acordo com o jogador, a partida precisa ser encarada como aprendizado.

“São 4 jogos que a gente não vence, são 2 empates aí. Lógico que a gente não queria empatar. Jogamos para vencer. Enfrentamos uma equipe qualificada, bem arrumada taticamente, tentamos. Agora é passado, é trabalhar durante a semana para procurar o caminho da vitória”, disse Marcão Santana.

Para o atleta, que tenta marcar o seu primeiro gol, o objetivo central, no entanto, é cooperar para que o triunfo ocorra e que o time volte a somar pontos e seguir bem na parte de cima da tabela.

“Temos que vencer. Respeitando o Luverdense (MT), sabemos que será difícil, mas temos que vencer porque temos um objetivo, uma meta que é subir na tabela”, destacou o atacante, focando na próxima partida, sábado (13/06), em Belém.

Diário do Pará, 09/07/2019

9 COMENTÁRIOS

  1. Tem que esquecer esse jogo com o Juventude , Remo tem que se concentrar agora nos próximos adversários, ganhar os primeiros 3 pontos de uma sequência de pontuação se quiser se manter vivo na competição.

  2. Esse Marcão é muito ruim, Jones carioca rescindiu contrato com o Havaí, diretoria trás o cara e paga e três meses de salário e o acesso fica mais perto.

  3. Como ele iria funcionar com o Alexsandro e Carlos Alberto não jogando nada e o lateral direito Jansen não acertando um cruzamento sequer.?

  4. Para mim foi um dos melhores jogadores em campo, brigou muito, mostrou vontade, infelizmente a bola não chegou nele, mas mostrou garra!!!!

  5. Amigos,essa teimosia do fernandes de insistir na lateral direita com um zagueiro tá acabando o time cara.
    Não tá dando certo mano!
    Nação Azul vamos gritar no ouvido desse cara no Bainão e não deixar ele destruir o sonho da naçao Azul!!

  6. Tudo é pegar corda da imprensa. Trouxeram um tal Michel que fez um excelente campeonato paraense. A imprensa joga o anzol, a torcida morder, pressiona, é a diretoria contrata. Desde quando campeonato paraense credencia algum jogador? Outra coisa! Jogar no Remo, com média de público de 14 mil pessoas, precisa ter personalidade. O cara vestiu a camisa do Remo, parece ter pesado e o cara é uma praga. Esse Geovani, em entrevista diz que está treinando para ter uma oportunidade. Mas, quando entra, parece que treme e com 15 minutos de jogo já pede para ser substituído. Observei isso em vários jogos, inclusive alguns o Treinador ignorou e ele foi até o final. Mas, sempre com aquela cara de aapavorado. É um jogador medroso. Veio do Globo-RN. Talvez seja o primeiro time grande que joga. Esse negócio de colocar lateral de ofício funciona quando prestam quando não prestam, melhor improvisar mesmo. O Diego Militão era zagueiro na base do São Paulo é acabou dando certo de lateral, so um exemplo. Não acho que o Jansen esteja comprometendo. Melhor que os dois de ofício, pelo menos, na marcação, com certeza é. Acho que é melhor até em todos os fundamentos da posição.

  7. Esse cara e uma bosta…
    Já tivemos tantos bons exemplos jogadores revelados pelo clube , e ficam batendo cabeça com essas bostas em fim de carreira…
    E esse técnico teimoso que não muda esse esquema de jogo, que todo mundo já sabe como marcar

  8. Todo resultado que não a vitória os jogadores dizem que não podem errar mais, que o jogo serviu como lição…é melhor parar de mi mi mi e treinar, treinar, treinar e treinar finalizações de média e longa distância!

Comentários