Eudes Pedro
Eudes Pedro

O técnico Eudes Pedro comemorou a primeira vitória ao comando do Remo. Depois da derrota por 2 a 1 em Rio Branco (AC), o treinador levou o Leão à goleada por 6 a 1 diante do Atlético (AC), neste domingo, no Baenão.

O resultado colocou o Leão na semifinal da Copa Verde. O treinador afirmou que conseguiu enxergar mais do seu estilo ao comando do time azulino.

“Leva um pouco de tempo para você colocar em prática um modelo de jogo. Rogério (Ceni) vem encontrado dificuldades no Cruzeiro (MG). O Remo mudou um pouco, fiz 2 ou 3 treinos antes do jogo no Acre. Os jogadores até compraram a ideia do jogo ofensivo, mas foi pouco tempo para o resultado. Hoje conseguimos”, disse.

“Tiveram algumas falhas que serão corrigidas, mais controle da partida, mas são coisas do dia a dia, que você vai implementando o trabalho, corrigindo e exigindo mais”, continuou Eudes Pedro.

Na sequência da Copa Verde, o Remo irá enfrentar o vencedor da partida entre Paysandu e Bragantino – o jogo de ida, no Mangueirão, terminou empatado em 1 a 1.

Apesar de ter pela frente a possibilidade de disputar seu primeiro Re-Pa, Eudes Pedro disse que não tem preferência por adversário na busca de uma vaga na decisão da competição regional.

“A primeira coisa é ter humildade. Essa foi uma das minhas primeiras palavras para os jogadores. Temos que trabalhar bastante. Não ganhamos nada, apenas passamos de fase. É difícil, são duas grandes equipes e uma delas estará brigando com a gente para chegar à final. Respeitamos todas as duas, mas com muita humildade e trabalho, vamos buscar. A vontade de ganhar vai ser sempre essa”, comentou.

“É difícil falar. Duas grandes equipes, uma mais tradicional, rival imediato. O outro tem uma equipe bem treinada, montada, já fez surpresa no Campeonato Paraense. Não tenho preferência. É preparar o meu time, treiná-lo para combater qualquer adversário que vier pela frente”, completou o técnico.

A partida deste domingo (15/09) marcou o encontro de Eudes Pedro com o torcedor do Remo, que lotou o Baenão e foi um estímulo extra aos jogadores no gramado. O treinador enalteceu a força do Fenômeno Azul.

“O Remo é uma equipe muito grande no futebol brasileiro. A torcida é fantástica, apaixonante. Estou acostumado a ver estádio cheio em 25 anos no futebol, passei por grandes equipes. Não estava ansioso, mas esperando bastante por esse momento. O Remo tem que sempre jogar aqui. É chegar dentro de campo e fazer o papel de sempre ir em busca do resultado”, concluiu.

Globo Esporte.com, 15/09/2019

8 COMENTÁRIOS

  1. Para mim não resta dúvida nenhuma que o baenao é um caldeirão e faz os jogadores do Remo continuarem atacando empurrados pela torcida mesmo quando em vantagem no placar,diferente de um mangueirão onde a torcida fica longe dos jogadores e o time recua quando está ganhando e acaba cedendo o empate,agora é arrumar os refletores para que possa ter jogos a noite e com certeza será o grande diferencial na série c do próximo ano,como foi para o time gaúcho do são José e outros clubes que jogam onde treinam.

  2. Sem dúvida jogar no Baenão, é o melhor lugar para o time, restam 2 jogos em casa se chegarmos a final, então se não for um Re x Pa, continuem marcando os jogos no Baenão e de preferência as 15:00, pq deu pra perceber cansaço físico ao time visitante, devido ao calor intenso e com a torcida perto mas quente ficou, os jogadores do Remo já estam acostumados com o calor, e com certeza não sente tanto quanto o time rival…
    A dica tá dada…

  3. Eudes Pedro mostrando pra que veio. Técnico valente, sem medo. Foi pra cima, mexeu bem e obteve o resultado merecido.

  4. Eu preferia o duelo da semifinal com o Braga porque o primeiro duelo seria em Bragança e o segundo no Mangueirão. O PSC não aproveitou o duelo na Curuzu e deu 1×1, então o Bragantino não vai deixar escapar a vitória em Bragança ele estão aproveitando a instabilidade emocional do PSC,o nosso maior rival não pode esquecer a eliminação recente do acesso a B para o Naútico, quando praticamente o acesso estava garantido, eles perderam o acesso na prorrogação do tempo final. Já com o PSC os dois duelos seriam no mangueirão e não tem favorito. Com o Braga a decisão do finalista pode até ser no Baenão, porém ficarão aproximadamente 15.000 Torcedores de fora do Estádio porque a Nação Azulina poderá ser representada por 30.000 Torcedores que só o Mangueirão pode acomodar.

  5. O diferencial do Remo foi na filosofia. Se fosse com o Márcio Fernandes, o Remo teria feito 1×0 e teria recuado. Poderia ter sido eliminado ontem se mantivesse essa mentalidade medíocre.
    Parabéns ao nosso novo “professor”. Assim que se joga pra ganhar!!

  6. Jogos do remonta série c tem qbser td no baenao…. lá é pressão e dificilmente o Remo perde…. diretoria burra medíocre e gananciosa levaram o jogo tombense pro mangueira aonde nós perdemos..

    • A diretoria pediu a mudança para o Baenão, mas a DAZN não autorizou a alteração na data para o final de semana, para poder ser de tarde. Como o jogo precisava ser a noite, foi para o Mangueirão. Antes de atacar, procure se informar melhor.

Comments are closed.