Rodrigo Santana – Foto: Samara Miranda (Clube do Remo)
Rodrigo Santana – Foto: Samara Miranda (Clube do Remo)

Na véspera da viagem à capital maranhense, o técnico Rodrigo Santana falou dos desafios que encarou ao aceitar o convite para treinar o Clube do Remo, da resposta que o elenco deu para ele na semana de treinamentos e a necessidade de reforços, entre outros assuntos, inclusive da possibilidade de o centroavante Ribamar recuperar sua melhor fase.

“A diretoria tem consciência que, no momento, o elenco não conseguiu dar a resposta que tem que dar, mas estamos trabalhando incansavelmente. Espero muito que a gente tenha algumas peças que consiga suprir”, disse.

“O mercado é muito difícil. Não adianta a gente aumentar a folha e trazer jogadores que não vão resolver. Tenho jogadores que conheço, que são muito bons, que têm condições de vir, mas não consigo ver aquele espírito de Remo, de alguém que não vai ficar melindroso. Não é isso que o Remo precisa”, completou Santana.

De acordo com o treinador, o Remo precisa de jogadores de fibra, que venham a Belém para resolver e contribuir com o clube nesse momento tão difícil.

“Estou aqui, estou dando minha cara à tapa, estou de peito aberto aqui. Peço paciência para a torcida, me ajudem a resgatar a confiança desses jogadores. Estou trabalhando todos os dias no vestiário, na mente deles, para resgatar essa confiança, porque tenho certeza que no momento que a gente voltar a jogar bem, a torcida vai apoiar e tudo vai mudar”, afirmou.

Na preparação para o confronto com o Sampaio Corrêa (MA), Rodrigo Santana garantiu que procurou estudar bastante o elenco que tem em mãos. Ele contou que notou nos primeiros trabalhos que o comportamento dos atletas mudou bastante em relação ao falar, ao cobrar a intensidade um do outro.

“A gente precisa transferir isso para dentro do jogo, que é o mais difícil. Estou satisfeito com que eles apresentaram, trabalham muito a compactação do time, para eles se sentirem mais seguros, tanto na fase ofensiva quanto na fase defensiva. Agora é levar isso para dentro de campo, transferir toda essa energia, toda essa cobrança para um time vibrante”, apontou.

Recuperado de lesão, o centroavante Ribamar teve apenas um dia de treino com Rodrigo Santana. O treinador conhece muito bem o jogador e aposta que o atacante pode se recuperar a tempo de dar bons frutos para o Leão.

“Pela mobilidade dele, pela força, a todo momento ele está com chance de gol, porque a todo momento ele está brigando pelo gol. Ele vai voltar a ter confiança, passando alguns detalhes, algumas táticas de posicionamento para terminar um pouco melhor a jogada”, comentou o técnico.

“Essa ânsia do Ribamar de fazer gol acaba atrapalhando. É um cara muito trabalhador e em um momento nenhum a gente vê ele de cabeça baixa. Está trabalhando demais e a gente espera que ele volte a fazer gols”, concluiu.

O Leão volta a campo neste sábado (01/06), a partir das 17h00, para enfrentar o Sampaio Corrêa (MA), no estádio Castelão, em São Luís (MA). O jogo é válido pela 7ª rodada da Série C e terá transmissão ao vivo pela DAZN. Clique aqui para fazer sua assinatura agora.

Diário do Pará, 01/06/2024

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor informe seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui