Remo 0×1 São Bernardo-SP (Marco Antônio) – Foto: Mauro Ângelo (Diário do Pará)
Remo 0×1 São Bernardo-SP (Marco Antônio) – Foto: Mauro Ângelo (Diário do Pará)

Foram 4 gols perdidos no primeiro tempo, mais 2 bolas na trave e zagueiro salvando em cima da linha, mas o Remo sucumbiu no período final, sofrendo o gol em falha de Paulinho Curuá. Para piorar, perdeu o zagueiro Ligger expulso após erro do volante João Afonso, tornando um jogo de domínio em total desespero.

A ineficiência do Leão foi superada pela objetividade do adversário. A derrota mantém o time em situação de risco na competição.

Os primeiros movimentos foram totalmente favoráveis ao Leão, apesar da chuva que castigou o gramado do Baenão. Tudo parecia ajustado. O São Bernardo (SP) se encolhia, assustado com a pressão nas jogadas de bola aérea e nos avanços de Marco Antônio, Jaderson e Raimar pelos lados.

Teve bola no travessão em arremate de Giovanni Pavani, bola afastada em cima do gol por um defensor, goleiro salvando chute certeiro de Marco Antônio, outra bola na trave de Pavani, cabeceio de Ligger rente ao travessão… O Remo sufocou, ameaçou, mas não acertou o gol.

Os cruzamentos se repetiam e confundiam o São Bernardo (SP), deixando o Leão à vontade no campo de ataque. Nem era brilhante o jogo desenvolvido pelos azulinos, mas tinha intensidade e determinação. O torcedor incentivava, percebendo a superioridade da equipe.

Veio a segunda etapa e as coisas mudaram por completo. Logo aos 2 minutos, Paulinho Curuá dominou mal uma bola no meio-campo e propiciou um ataque fulminante ao adversário. Kayke dominou e lançou Luiz Felipe, que invadiu pela direita e bateu rasteiro para fazer 1 a 0.

O gol abalou o Leão e calou a torcida. Sem a mesma pegada do primeiro tempo, o time remista começou a mostrar insegurança. Errava passes curtos e não investia mais pelas extremas. Marco Antônio, bem vigiado, não levava mais vantagem sobre a marcação e Jaderson pouco arriscava. Na área, Ytalo era peça decorativa.

Diante de um quadro claramente desfavorável, o técnico Rodrigo Santana não mexeu na formação e manteve o 3-4-3. Até Ligger ser expulso em lance de infelicidade, quando a bola ficou presa na água, o Remo não esboçava uma reação clara em busca do empate. Com um a menos, o quadro ficou ainda mais dramático.

Só então vieram as mudanças, com Kelvin, Pedro Vítor e Ribamar, mas o time continuou engessado e sem criatividade para buscar o gol. O São Bernardo (SP) se defendia sem dificuldade e, de vez em quando, dava pontadas perigosas.

Aos 44 minutos, o técnico lembrou de colocar em campo Ronald e Matheus Anjos, no lugar de Raimar e Bruno Bispo. Inutilmente. O cansaço físico também se manifestou e o Remo só ameaçou nos instantes finais, em cabeceio de Paulinho Curuá, que tirou tinta do travessão.

Uma derrota que quebrou o otimismo deixado pelo bom resultado contra o Sampaio Corrêa (MA) e recolocou o Remo na desesperança, apesar de ainda estar na 13ª posição. O problema do time, mais do que eventuais erros do comando técnico, é mesmo a qualidade dos jogadores.

O Leão volta a campo neste domingo (16/06), a partir das 16h30, para enfrentar o Ypiranga (RS), no Baenão. O jogo é válido pela 9ª rodada da Série C e terá transmissão ao vivo pela DAZN. Clique aqui para fazer sua assinatura agora.

Blog do Gerson Nogueira, 10/06/2024

Não perca nenhuma notícia do Clube do Remo! Se inscreva nos canais do Remo 100% no WhatsApp e no Telegram.

6 COMENTÁRIOS

  1. Perguntem para o Rangel porque ele não percebeu que o nosso adversário poderia chutar de longe cruzado, ele é um bom goleiro tudo deu errado para sair aquele gol, o resultado seria 0X0. Se Rangel tivesse nos melhores dias aquele gol não aconteceria.

  2. Jogar melhor o Remo Jogou, porém não ganhou…contra o Dampaio o Remo jogou melhor nós primeiros 25 min e depois foi dominado mas ganhou…o importante a partir de agora é jogando bem ou mal tem q ganhar.
    O gde problema do Leão é fisico, como visto no jogo do Sampaio, e de qualidade técnica como visto ontem.
    Jogadores como Pavani, Ytalo, Ribamar, Kelvin, João Afonso, Sheldon, Kelvin ,os dois Matheus não tem as mínimas condições de estarem no Remo…Porra, não botem esses caras para jogar…tem outros q podem entrar.

  3. Realmente o Futebol paraense está sendo uma decepção…Leão nessa situação q vemos…a mucura só perde tb…Aguia é Cameta são os últimos de seu grupo. Triste ver q o nosso futebol só anda para trás.

  4. Remo X Ypiranga vai ser um duelo de muita paciência, O Ypiranga vai jogar fechado como o São Bernardo esperando o momento de fazer o gol pois eles já sabem que o Leão tem dificuldade de fazer gols, eles sabem que se fizerem o gol primeiro eles levam a vitória por 1X0, assim eles venceram o Figueirense e o Tombense por 1X0, eles já tem esta leitura e vão agir deste modo contra o nosso Leão, da mesma forma se o Leão fizer o primeiro gol venceremos por 1X0, esta é a analise mais provável do que acontecerá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor informe seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui