Fábio Bentes
Fábio Bentes

O Conselho Deliberativo (Condel) do Remo convocou, para a próxima quarta-feira (09/03), a partir das 19h, uma reunião de pauta única para debater o modelo de Sociedade Anônima do Futebol (SAF).

O encontro ocorrerá por um pedido do presidente Fábio Bentes e será realizado no salão nobre da sede social azulina, na Avenida Nazaré.

O objetivo é específico: explicar a conselheiros, beneméritos e grandes beneméritos como funciona o modelo de gestão do futebol pela SAF. A apresentação será feita pela mesma empresa de consultoria contratada para levantar e avaliar a posição do Leão no mercado.

“A gente está com uma consultoria contratada para estudar a situação do Remo neste processo. Ela está fazendo uma análise. Contratamos no início do ano. A empresa está fazendo um trabalho para ver aonde é que o Remo se enquadraria neste processo, se é viável ou não, quais são as alternativas para a gente, se valeria a pena ou não. Fazer essas análises”, detalhou.

O tema tem ganhado os holofotes de dirigentes Brasil afora desde que a Lei 14.193/21 foi aprovada no Congresso Nacional, em agosto do ano passado. De maneira bem resumida, o Remo passaria a ser oficialmente um “clube-empresa”, o que daria garantias legais e financeiras a investidores. A gestão do futebol passaria a ser feita pela SAF, separado do restante do clube, sob uma perspectiva maior de profissionalismo e saúde financeira.

“É um tema que está em voga e a gente tem que estar aprofundando, estudando, entendendo. Uma das etapas deste estudo passa por uma apresentação interna, que vai ser esta, para os conselheiros, sobre o que a Lei traz de bom, quais são os benefícios, as oportunidades, quais são as possíveis ameaças que possam trazer a Lei. Será uma apresentação com um dos maiores especialistas no Brasil e a oportunidade de todos tirarem suas dúvidas para começar a formar opinião. Não existe nada concreto, nada definitivo, mas a gente está estudando esse processo para avaliar se é interessante ou não para a gente”, concluiu Bentes.

O primeiro clube a colocar a SAF em prática no Brasil foi o Cruzeiro (MG), que teve 90% dos seus direitos comprados pelo ex-jogador Ronaldo “Fenômeno”, com um investimento da casa dos R$ 400 milhões, além do compromisso de assumir as dívidas.

Pouco depois, o empresário americano John Textor, um dos donos do Crystal Palace (Inglaterra), anunciou acordo na mesma ordem com o Botafogo (RJ), com duração de 3 anos.

Mais recentemente, o Vasco (RJ) tem negociações avançadas com o grupo americano 777 Partners, que pretende comprar 70% da SAF vascaína por cerca de R$ 700 milhões. Já há um acordo assinado e um empréstimo-ponte de R$ 70 milhões aprovado pelo Condel do clube carioca, mas ainda existem etapas a serem cumpridas até a efetivação do novo modelo de gestão do futebol cruz-maltino.

Confira o edital de convocação do Clube do Remo na íntegra:

CLUBE DO REMO
CONSELHO DELIBERATIVO
REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA
CONVOCAÇÃO

Convocamos, na forma estabelecida do Título V, Art. 105, do Estatuto do Clube, os senhores membros natos (grandes beneméritos, beneméritos e ex-presidentes) e membros eleitos (conselheiros) para reunião ordinária do Conselho Deliberativo do Clube do Remo a ser realizada no dia 09/03/2022 (quarta-feira), às 19h, em primeira convocação, e 19h30, em segunda convocação, no Salão de Eventos da Sede Social do clube, localizado na Av. Nazaré, 962.

Informamos que será uma reunião de pauta única, atendendo solicitações do presidente do Codir, Fábio Bentes, para tratar sobre a lei que criou a SAF (Sociedade Autônoma de Futebol), a qual será explicada por uma empresa especializada de consultoria que fará uma explanação sobre o assunto e sobre o trabalho que vem desenvolvendo.

Os conselheiros, beneméritos e grandes beneméritos poderão entender melhor o funcionamento da lei e poderão, ainda, sanar todas as suas dúvidas.

O Conselho Deliberativo tomará todas as medidas preventivas, respeitando as orientações das autoridades de saúde. No entanto, o conselheiro que não se sentir confortável em comparecer presencialmente na reunião deliberativa em razão da pandemia, terá sua falta desconsiderada.

Pauta única: Explanação sobre a lei que criou a SAF (Sociedade Autônoma de Futebol).

Belém (PA), 02 de março de 2022.

Milton Campbell Campos
Presidente do Condel

Carlos Getúlio Gama
1º Secretário do Condel

O Liberal.com, 05/03/2022

11 COMENTÁRIOS

  1. Em se confirmando essa pilhagem do capital financeiro, abandonarei o Clube do Remo, como torcedor que fui e sou!

    • Mesmo vindo jogadores de série A ou internacionais como o Cavani que está chegando ao Botafogo SAF?

  2. Quanto custou esta consultoria? Varios clubes adotaram a SAF e acabaram por perder patrimônio e estão devidamente rebaixados, salvo engano o Joinville é um deles.

    • Paulo Gaya, tem que entender melhor o que aconteceu com esses clubes que faliram (exemplo, qual foi o modelo de negócio adotado), porém de imediato a SAF é diferente de clube-empresa.

      O patrimônio material do Clube do Remo (Sedes, Baenão, CT, etc), em princípio, é na ordem de 200 milhões, e que no caso da SAF continua sendo de propriedade do Remo e dos seus sócios.

      Um grande investidor, através da SAF, tem interesse no futebol e toma para si o patrimônio imaterial (marca, história, torcida, etc). Se especula que esse patrimônio do Remo vale na ordem de 250 milhões.

      Mas como os valores são especulações há necessidade de uma consultoria especializada para futuramente os apresentar para algum investidor interessado em SAF do Remo.

      Hoje o Remo com baixa dívida e patrimônio imaterial que tem seria muito atrativo para grandes investidores. Bem interessante porque viriam os investimentos para modernizar o clube e o colocar no nível de organização e gestão profissional top de clubes de futebol. É isso que se espera com a SAF se for bem implementada.

    • Ainda não há nada definido. É tudo muito embrionário, ainda em fase de estudos e “reconhecimento do terreno”.

Comments are closed.