Remo 0×0 Aparecidense-GO (Renan Castro)
Remo 0×0 Aparecidense-GO (Renan Castro)

O Remo voltou a ser errático, confuso e inofensivo durante a maior parte do jogo contra a Aparecidense (GO), neste domingo (07/08), no Baenão.

Cerca de 15 mil azulinos lotaram o estádio para empurrar o time em busca da vitória necessária para deixar a classificação encaminhada. Tudo em vão. Por 10 minutos, o time até cercou a área e criou situações perigosas com Brenner. Uma pelo alto, mas o cabeceio não pegou em cheio. Outra em lançamento de Paulinho Curuá, que o centroavante não conseguiu desviar do goleiro dentro da área.

Depois desses lances iniciais, o time caiu na velha toada dos passes laterais e atropelos nas tentativas de chegar ao ataque. O trio ofensivo não era acionado e, com isso, Brenner e Leandro Carvalho tinham que voltar ao meio-campo para tentar iniciar jogadas.

A Aparecidense (GO) passou a controlar as ações com a presença do experiente meia Felipe Menezes e o meia-atacante Robert. Trocava passes com extrema liberdade, enquanto os volantes do Remo e Erick Flores corriam de um lado a outro tentando conter danos.

Por sinal, a escalação de Flores surpreendeu a todos! O jogador não atravessa boa fase e não funciona como criador de jogadas, mas o técnico Gerson Gusmão insistiu com ele até o início do segundo tempo.

Antes, no intervalo, substituiu Anderson Uchôa – que havia ido a nocaute no início da partida – pelo estreante Pablo Roberto em seu lugar. Ainda não foi suficiente para o Remo sair do cerco bem executado pelo time goiano.

Ainda com resquícios da era Paulo Bonamigo, o time segue rodando em círculos, avançando pouco e desperdiçando tempo precioso.

De vez em quando, a Aparecidense (GO) chegava ao ataque e ameaçava. Robert perdeu uma chance cabeceando para boa defesa de Zé Carlos. Depois, lançado na área, tocou à esquerda da trave com extremo perigo, mas a saída precisa de Zé Carlos atrapalhou o chute do atacante adversário.

O Remo só reagiu em campo quando o meia Soares entrou na equipe substituindo Erick Flores. O jogador concentrou a saída de bola com categoria e rapidez, conseguindo movimentar mais os atacantes. Na esquerda, o atacante Thiaguinho havia entrado no lugar de Leandro Carvalho. Na direita, Netto substituiu Bruno Alves.

Com essa formatação, o Remo teve 25 minutos de presença forte no campo de defesa da Aparecidense (GO). O gol quase saiu em cabeceio de Brenner, que desviou na zaga. Em seguida, Renan Castro descolou um lançamento longo rumo à área e Netto completou de cabeça, quase surpreendendo o goleiro, que salvou com a ponta dos dedos.

O mesmo Netto arriscou um chute forte de fora da área e Soares mandou uma bola por cima da trave.

Apesar de ter melhorado na reta final do jogo, o Remo não teve forças para superar a defesa em duas linhas que a Aparecidense (GO) armou.

O esforço derradeiro não compensou o desperdício de tempo no início da partida. Ficou a impressão de que Gusmão teria agido melhor escalando Soares e Pablo Roberto desde o início, com Netto e Bruno Alves correndo pela direita. Certamente, as oportunidades seriam melhores e em maior número.

O Leão volta a campo neste sábado (13/08), a partir das 17h, para enfrentar o Botafogo (SP), no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP). O jogo é válido pela 19ª rodada da Série C e terá transmissão ao vivo e exclusiva pela DAZN. Clique aqui para fazer sua assinatura agora e ganhe 30 dias grátis.

Blog do Gerson Nogueira, 08/08/2022

9 COMENTÁRIOS

  1. Até a torcida fez [email protected] ontem, soltando aqueles sinalizadores e quando o remo tinha retomado pressão em cima do adversário. Impressionante… Quando a fase não é boa o urubú de baixo mela o de cima. Enquanto há vida, há esperança. Torcendo pelo Leão até o fim!!!!

  2. Mudanças mudanças profundas no que mais importa que é dentro de campo. Comprovadamente amadores, incompetentes estão na responsabilidade do que é mais importante no fim das contas, dentro de campo. Planejamentos catastróficos , irresponsáveis , até infantis na montagem de uma comissão técnica e elenco. Um verdadeiro absurdo.
    A torcida do remo se acostumou tanto tanto a pequenas conquistas , sim sim, pequenas coisas , um clube centenário , mais que centenário e 1 mísera série C e nada mais … e chega em uma última rodada , brigando p classificar com apararecidense com a torcida lotando.. inacreditável !! Em qualquer outro clube de tradição , acostumado com conquistas relevantes realmente , jamais aconteceria…
    A torcida do remo já se acostumou com pouco e por isso é achacoalhada pelo rival !!! Vergonha !!!

  3. Falem p este sr Paulo caxiado, este setoristas , baba ovo de presidente e comissão técnica , mudar sua postura , que há mto sendo prejudicial ao clube,, se espelhe se Paulo caxiado ao setorista da mucura ,, que não livra ninguém , não poupa ninguém . Mto bocudo é manipulador da torcida ! Deixa de convocar o torcedor rapaz!!! Deixa de mentir p torcida , iludindo o torcedor partida pós partida , deixa eles se virarem rapaz !!!

  4. Esse time do Remo é horrível de ver jogar sai treinador e entra treinador quase em todas as partidas a verdade é que o time nunca deu confiança de melhoras que pudesse deixar nós torcedores otimista o Remo só sabe jogar como se fosse time pequeno. Dessa maneira é impossível sonhar em subir pra série B. O que ainda deu um pouco mais de tranquilidade nesse elrnco foi o goleiro Zé Carlos, algumas vitórias foram por pura sorte mais não por futebol que desse gosto de ver. Nessa última rodada pode acontecer um grande milagre.

  5. Tem que usar a última estratégia de todas, mandando esse treinador embora e colocando o Netão, último tiro, se permanecer o Gusmão, Thau.

  6. Vamos ser torcedor gosta do clube apoiar , mas tem hora que devemos cobrar um elenco melhor para a disputa de uma competição. Nos temos culpa um pouco nisso tudo que acontece com o clube anos após anos. Sabe por que? Vemos que o time que foi montado e ruim e continuamos a lotar o estádio. Não Há cobrança. Meia dúzia de torcedores das ditas organizadas que vai protestar. Protesto deve ser com arquibancadas vazias pra que a Diretoria comece a respeitar o torcedor do clube do Remo. Faz muitos tempo que nao vejo o clube com um time competitivo que jogue com garra , que de vontade de assistir jogar. Volta a repetir todos os anos e a mesma coisa. Égua nao dá mano!

  7. É triste assistir aos jogos Remo, time sem raça, sem impto de vitória, triste mesmo. Não sei se esta falta de raça vem da diretoria, comissão técnica ou dos próprios jogadores que foram contratados de maneira errônea. Lamentável, um time caro e sem retorno. Segunda mancada do atual Presidente Fábio Bentes. A primeira deixar o Remo ser rebaixado e agora.

Comments are closed.