Brasil-RS 1×1 Remo (Igor Fernandes)
Brasil-RS 1×1 Remo (Igor Fernandes)

Lento, desplugado e sem vibração. Poucas vezes nesta Série B o Remo atuou de forma tão descomprometida com o resultado como no empate diante do Brasil (RS), nesta sexta-feira (27/08).

A igualdade no placar foi mentirosa em relação ao desempenho das equipes. O time gaúcho jogou mais, correu em busca da vitória e fez por merecer sorte melhor. O confronto foi marcado por intervenções do VAR, corretas, mas que alteraram completamente os rumos da partida.

Isso ficou mais acentuado no lance do gol de Rildo anulado pelo árbitro por falta do atacante sobre o volante Anderson Uchôa no início da jogada. Em consequência, além de ficar sem o gol, o Brasil (RS) também perdeu o jogador, que recebeu o segundo cartão amarelo.

Para o Remo, as anulações definidas pelo VAR serviram de consolo em relação ao primeiro jogo do returno, quando o árbitro de vídeo impôs a derrota para o CRB (AL), no Baenão.

O problema é que o Leão não soube aproveitar as circunstâncias favoráveis. Nem mesmo quando ficou com um jogador a mais a partir da metade do segundo tempo, o Remo se mostrou ágil o suficiente para ir buscar a vitória. Tinha a bola e espaço para explorar, mas se limitou a ficar trocando passes laterais e só chegou com perigo em chutes de fora da área.

A debilidade mostrada no fim da partida foi ainda mais acentuada no início. O recuo excessivo e a concessão fácil da bola ao Brasil (RS) permitiram que os lances mais agudos do jogo coubessem ao mandante, mesmo sem desenvolver uma atuação de grande qualidade.

Com os pontas Rildo e Kevin bem abertos e o centroavante Erison se movimentando com intensidade, o time gaúcho chegava à área do Remo sempre com muita agressividade, explorando principalmente o lado direito da zaga, onde o improvisado Warley não conseguia jogar. Foi justamente por ali que o Brasil (RS) foi construindo o seu jogo.

Aflito pela péssima situação na tabela, o adversário azulino foi todo ao ataque desde os primeiros minutos. Aos 10 minutos, Rômulo mandou de fora da área e Vinícius encaixou. Aos 19′, em contra-ataque, Vidal disparou um chute cruzado e o camisa 1 do Leão desviou com a ponta dos dedos.

Os sinais todos indicavam que o Remo não podia jogar tão aberto, sem força de marcação e ausente do ataque.

Aos 29 minutos, veio o gol do Brasil (RS). Erison lançou Kevin na esquerda, ele devolveu na área e o camisa 9 finalizou para as redes.

Em um raro momento de lucidez, aos 37 minutos, o Remo avançou tocando a bola pelo meio com Lucas Tocantins, Felipe Gedoz e Victor Andrade, que entrou na área, fintou o marcador e cruzou para Tocantins testar para as redes. No lance, o azulino se lesionou com gravidade e deixou a partida.

Logo em seguida, marcado com os olhos por Igor Fernandes, Netto aproveitou cruzamento para estufar as redes de Vinícius. Para sorte do Leão, o árbitro de vídeo entrou em cena e apontou impedimento na jogada.

Veio o segundo tempo e Felipe Conceição seguiu impassível, olhando a banda passar. O Brasil (RS) voltou com a mesma postura forte no ataque, explorando o corredor aberto na lateral-direita do Remo.

Aos 19 minutos, o VAR atacou novamente. Rildo ganhou disputa empurrando o volante Arthur, avançou e mandou um belo chute no canto esquerdo, mas não deu tempo de festejar. O lance foi revisado e a falta foi confirmada. Além do gol invalidado, Rildo recebeu o segundo cartão amarelo.

Com um a mais, o Remo melhorou, mas não ao ponto de se impor e garantir a vitória. O Leão ainda perdeu um gol em um chute forte de Marlon, depois que a bola desviou na zaga e passou renta à trave.

No fim, o time remista ficou sem Renan Gorne, expulso por reagir com um pontapé a um agarrão de seu marcador.

Apesar de ter ganho um ponto fora de casa, o Remo deixou uma impressão ruim. O time parecia sem ânimo, como quem está apenas cumprindo tabela, pouco disposto a correr e cedendo campo ao adversário.

As soluções que Felipe adotou, com Gorne e Gedoz enfiados na área, pouco ajudaram, até porque a bola não chegava lá. A exceção foi Jefferson, que voltou a entrar bem, parecendo até fora do ritmo de “piquenique” dos demais companheiros.

Salta aos olhos que o time precisa melhorar muito para voltar ao nível dos jogos contra Goiás (GO) e Vasco (RJ).

Blog do Gerson Nogueira, 28/08/2021

26 COMENTÁRIOS

  1. Os zagueiros não têm proteção dos laterais e volantes de marcação.
    As bolas paradas não existem.

  2. Pelo caminho que Remo está seguindo, o Conceição vai afundar abraçado com Gedoz, Lucas Siqueira e companhia, estão quase garantindo um lugar na Série C. Sueliton fez o certo, abriu, foi buscar um lugar ao sol, nem que seja no andar de baixo, no Remo atual, já tem um grupo fechado, o cara não produz num posição vai para outra, sempre os mesmo. Daqui a pouco vai ter meio de campo jogando como zagueiro. Pelo visto este returno vai ser só vexame, a maioria dos times já estabilizou um padrão de jogo, evoluiu, os que não conseguiram, é um desespero só, é purgatório.

    • A torcida azulina não merece tanta frustração depois de tanto apoio, ajuda que da ao time e o retorno que o time da é só desanimo, pra torcida.0 presidente e direção de futebol se omitem e não contratam ninguém enquanto os outros times estão contratando. O Remo está em rota de colisão com a série C para o ano 2022 o que será extremamente vexatório com a zoação do rival. LAMENTÁVEL.

  3. Ótima análise, como sempre!
    Para nós, torcedores Azulinos, só resta esperar o final desse campeonato e com ele o término do contrato de vários jogadores que vieram terminar a carreira de forma pífia no Clube do Remo, que amarga apresentações desanimadoras como é a maior parte desse elenco. Sem criatividade, sem força física e sem vontade no meio de campo, liderado por Gedoz, não podemos esperar nada além de contar com a sorte:

  4. Qualquer outro time que tivesse jogado com o Brasil ia ganhar a partida, como as coisas parecem que só acontecem com o remo, o time do Brasil não fazia gol a cinco rodadas, fizeram no Remo, estava na lanterna o remo o tirou. Gedoz não treina falta e nem escanteio no dia do jogo bate tudo e não acerta nada, todos os times que vem jogar com remo só atacar pelo direito onde está o Warley improvisado, por que sabe que ali é o mapa da mina, ontem todas as jogadas que resultaram em gols foi pelo lado direito. A corda diretoria que ainda dá tempo de melhorar se contratar peças que estão faltando, se o remo voltar a zona de rebaixamento com esse plantel é série C novamente, próximo jogo contra o Botafogo se jogar como jogou ontem vai ser peia em pleno Baenão novamente.

  5. Falta e jogadores qualificados nesse elenco fraquíssimo do Remo. Tem jogador que aí da não chegou em Belém, se veio foi embora e ainda não voltou,vê o caso do Marcos Junior e outros que não tem futebol pra disputar uma série B.

  6. Concordo com o Gerson Nogueira que o Remo jogou muito mal ontem e o placar pode ser até enganoso, porém também há de ser dito que o time gaúcho sentou o pau o jogo inteiro, já no primeiro merecia ter jogador expulso se o juiz fosse mais enérgico.

    Não concordo de forma alguma quando o Gerson Nogueira diz “as anulações definidas pelo VAR serviram de consolo em relação ao primeiro jogo do returno, quando o árbitro de vídeo impôs a derrota para o CRB (AL), no Baenão”.

    Totalmente equivocada essa comparação, pois no jogo de ontem contra o Brasil os dois lances foram corretamente anulados, com lisura, sem qualquer contestação de dirigentes ou dos jogadores do Brasil. Já no jogo contra o CRB o VAR foi claramente passional contra o Remo, principalmente no segundo pênalti para o CRB que houve falta claríssima no Jansen e no gol mal anulado do Victor Andrade, sem contar com três lances de pênaltis no Victor Andrade que o VAR não acionou o juiz, ou seja, contra o CRB era para o Remo ter vencido com folga se o VAR tivesse sido correto.

    Portanto, não há sentido consolo aos remistas na atuação do VAR ontem contra o Brasil para minimizar a frustração da roubalheira do VAR no jogo contra o CRB.

    • Concordo Garra Azul de que não tem comparação as situações de interferência do VAR nos dois jogos. Contra o CRB o Remo foi garfado com VAR. Nesse último jogo o VAR interferiu acertadamente. Não concordo com GN quanto ao placar enganoso. Apesar do Brasil ter pressionado mais, têve duas jogadas com chances de gol dentro da área do Remo, fez um golo. Já o Remo pressionou menos, mas têve quatro jogadas na área do Brasil com chances de gol e fez uma. Acho que se o Remo pelo volume de jogo não mereceu vencer, o Brasil pelas poucas jogadas de gol na área do Remo também não mereceu vencer.

  7. Perfeito … claro que como bom comentarista utilizou todos os eufemismos cabíveis. Eu já posso falar que foi uma merda.

  8. Deixando aqui minha opinião, quando voltar o time do remo com.
    Vinicius. T.Enes, Romercio, kevem ou suelligton, Igor Fernandes, Uchôa, Eric flores, Felipe gedoz, Mateus Oliveira, Vitor Andrade e Jeferson de centroavante. Aí sim vai melhorar e o time vai voltar a ganhar várias rodadas pode acreditar.
    Esse é meu time . Time cascudo disposto a subir para o g4.

  9. É esse Técnico. Concerteza Deve tá pegando uma ponta desse Empresário do Gedoz. Escala Mau. Deixar o Jeferson no Banco pra colocar esse Gedoz. E a merda continua tira o Vitor Andrade e o Arthur. Qer saber Lançamos foi o Boi: A Torcida Organizada tem q ir la botar Pressão pra ele deixar essa Pustema no Banco.

  10. Se vender o Gedoz o Remo ganha duas tacadas: o time fica ofensivo e passa a ter dinheiro pra contratar um bom centroavante ou um bom meio campista, e a torcida vai agradecer.

  11. Rapaz com certeza esses comentários são de mucura!

    Porra só faltam rebaixar logo o time com esses comentários negacionista!

    Estamos com + de meio time no DM logo o remo volta a prosperar e logo os reforços chegaram!

    Nem todo jogador quer vir para Belém e de fato não é mais tempo de se apostar, quem vir já tem que vir para jogar e não para se recuperar!

    Eu acredito meu LEÃO….

    • Negacionismo, é vê o céu azul estrelado, quando está negro de nuvem carregadas, é vê jogadores que acertam uma , duas, três partidas e achar que são verdadeiros galáticos, o Remo, parece vai repetir a gangorra da série D e C na B, estão copiando o Santa Cruz, que beleza!

    • Concordo! O Remo está na briga. Se não é um time brilhante, é um time que voltou a competir. Saiu da última posição e se não está com melhor classificação foi por conta de diversos “erros” de arbitragens contra o Remo. Está com muitos jogadores no DM e ainda assim está se conseguindo se manter competitivo. O Brasil estava na lanterna, mas não perdeu de goleada para ninguém, suas derrotas eram com placar apertado. Assim como O Remo esteve na lanterna e lutou para sair, os outros clubes estão com o mesmo propósito. O caso é que alguns torcedores não analisam o contexto e pior são de um negativismo extremo.

      • Correto Emerson e Jamil, tem alguns aqui que parecem torcer contra e não perdem a oportunidade para só exigir e desmerecer, pois o Remo está se mantendo muito bem na parte intermediária da tabela, e se não fossem os assaltos em jogos dessa série B por arbitragem e VAR de má fé que o sequestrou de 10 até 13 pontos, o Remo estaria no G4 com 37 até 40 pontos na tabela de classificação.

        O Importante é o Remo conquistar logo mais 18 pontos necessários para se segurar na série B em 2022, jogando bem ou não.

  12. Vá em paz suelligton seja feliz no Abc o ABC TAMBÉM É TRADIÇÃO EM NATAL
    DESEJO MUITO SUCESSO.

  13. O Yony Gonzáles, ex-Flu, está disponível e jogando pelos aspirantes do Ceará.
    Encaixaria bem nesse ataque fraco do Remo, ele é raçudo (o que nos faz falta) muita disposição e movimentação.

  14. Sinceramente eu não credito ao professor Felipe Conceição ao ao futebol pouco convincente apresentado pelo Remo. Pelo contrário, eu até acho que ele está tirando leite de pedra. Torço pela pronta recuperação do Erick Flores, Romércio, Mateus Oliveira, Ernes, Welligton Silva e mais recentemente o Lucas Tocantins.

  15. Começara a cair as fichas! A improvisação do Warley, inexperiente e fora da posição vai trazer muitos prejuízos para a equipe. Será o o técnico ainda não viu a besteira que fez não colocando o Jansen, ainda no jogo contra o CRB. Já se previa que ia haver consequência, quando perdemos o Sueliton, ficamos sem zagueiros. A coisa está complicando, errar é humano, mas persistir no erro….

  16. Jogador João Paulo do confiança o cara fez 4 gols de falta nós últimos 3 jogos é joga bem o menino. Algo a diretoria a observar para o parazao 2022.

  17. Nao foi um mal resultado e ao mesmo tempo FOI,afinal os de baixo estao se aproximando de nós!!

Comments are closed.