Marcos Júnior
Marcos Júnior

Mesmo em meio a pandemia da Covid-19, em que as torcidas ainda não podem lotar os estádios no Brasil, jogar fora de casa ainda é tarefa árdua. No entanto, para o Clube do Remo, a partida contra a Ponte Preta (SP), neste sábado (17/07), às 18h30, é a chance de “arrancar” na Série B.

Embora o adversário azulino esteja invicto há 6 partidas, em apenas uma delas conseguiu sair com uma vitória, a única até agora na competição. Foi contra o CSA (AL), por 2 a 1, na 8ª rodada.

Por outro lado, o Leão tentará sua primeira vitória fora de casa. Até aqui, foram 4 partidas longe do Baenão, com 2 derrotas e 2 empates. O Remo segue com um jogo a menos, já que a partida contra o Avaí (SC), ainda pela 5ª rodada, foi adiada por conta da forte chuva que atingiu Florianópolis (SC). O jogo foi remarcado para o dia 28/07, entre a 14ª e 15ª rodadas.

Dentro de casa, em 5 jogos, a Ponte tem 3 empates, 1 vitória e 1 derrota. Para um dos principais jogadores do time, o atacante Moisés, é importante continuar invicto, mas a vitória é imprescindível.

“Não podemos nos acomodar. Não perder é bom, mas precisamos das vitórias. Não adianta só pensar no empate e pensar que tudo está bem”, disse Moisés.

Remo e Ponte Preta (SP) se enfrentaram pela última vez há 13 anos atrás, no Mangueirão. Na ocasião, o Leão já estava rebaixado e acabou perdendo por por 1 a 0, com gol de Léo Mineiro.

Diário Online, 16/07/2021

7 COMENTÁRIOS

  1. A equipe da ponte preta tá fragilizada, então, se o Remo se mantiver determinado a vencer, a vitória virá. Gostei do Marcos Junior extravasar sua emoção no seu gol e na sua estréia. Isso demonstra que ele veio ávido por se manter na equipe como titular e se tornar respeitado pela torcida. Que bom que as duas últimas contratações estão dando certo.

    • Os jogadores que vieram para o LEÃO e não deram certo, foram contratados pela mesma Diretoria que trouxe os dois mais recentes., que aprovaram.
      Portanto, os mesmos torcedores que criticaram, as más contratações, deveriam, agora elogiar os dirigentes azulinos.

        • Ah.. fala sério? Não dá pra passar pano pra essa diretoria…. Muitos equívocos na montagem do elenco, o que repercute negativamente em vários aspectos, inclusive financeiro. Marcos Jr estava disponível no mercado há pelo menos 4 meses… Pq não foi contratado antes? Isso é só um exemplo, podemos passar o dia falando dos demais equívocos: Renan Oliveira, Cariús, Gabriel Lima, Kiss, só pra citar os que já foram embora. Nada pessoal com esses atletas.
          Saudações, azulinas!

    • Verdade! E bem fundamental a atuação de M.j e V.a no jogo, pos ambos tem experiências positivas..

Comments are closed.