Remo e Paysandu se enfrentam pelo Parazão na Curuzu

0
339
Mimica, Lucas Siqueira e Renan Oliveira
Mimica, Lucas Siqueira e Renan Oliveira

O Clássico Rei da Amazônia chega à edição 760 neste domingo de Páscoa (04/04). Remo e Paysandu disputam, a partir das 17h, o primeiro Re-Pa da temporada, pelo Campeonato Paraense 2021.

A partida, que será realizada sem público devido à pandemia, terá um palco diferente do habitual. Dessa vez, o estádio da Curuzu recebera o duelo, já que o Mangueirão, local tradicional do confronto, está em reforma.

Devido ao regulamento do Campeonato Paraense deste ano, não há uma disputa direta entre Paysandu e Remo na tabela de classificação. Cada equipe está em um grupo diferente no campeonato – bicolores no Grupo A e azulinos no Grupo B. Porém, isso não é sinônimo de clássico “morno”.

Em campo, está a manutenção da liderança em cada chave da competição, além da briga pela manutenção da invencibilidade na temporada. O Remo está com 4 vitórias em 4 jogos, enquanto o Paysandu acumula 3 vitórias e 1 empate, entre Parazão e Copa do Brasil.

Mandante da partida, o Paysandu está na ponta do Grupo A do campeonato, com 7 pontos (3 jogos, 2 vitórias e 1 empate). Ainda em fase de construção e adaptação na temporada, o time segue acertando detalhes táticos e técnicos e vem evoluindo na competição.

Para este Re-Pa, os bicolores chegam no melhor momento do ano, até então. A cada partida, a equipe vem produzindo mais e criando consistência dentro de campo.

O momento do Remo é de muita confiança. O bom futebol apresentado no final da última temporada se manteve e foi potencializado com a chegada de reforços. Assim como seu tradicional adversário, o Leão também vive uma fase de adaptação, mas como manteve grande parte do elenco do ano passado, o trabalho aparenta estar um estágio a frente.

Para o clássico, o Remo está com 100% de aproveitamento no Parazão (3 vitórias em 3 jogos) e ocupa a liderança do Grupo B, com 9 pontos.

Durante a pausa do Parazão, o Paysandu anunciou 2 novos jogadores: os volantes Paulinho e Bruno Paulista. No entanto, as novidades ainda não devem aparecer no time titular.

Na última entrevista antes da partida, o treinador Itamar Schülle disse que, apesar de não ter nenhum atleta lesionado no elenco, alguns jogadores não estarão a disposição. Segundo o treinador, o lateral-esquerdo Diego Matos e o volante Ratinho se recuperaram da Covid-19 e são dúvidas. Assim como os volantes recém-contratados, que aprimoram a parte física.

A provável escalação do Paysandu deve ter: Victor Souza; Israel, Perema, Yan e Bruno Collaço; Denilson, Elyeser e Ruy; Ari Moura, Nicolas e Igor Goularte.

Pelo lado do Remo, o técnico Paulo Bonamigo preferiu esconder o jogo na entrevista antes do clássico. No entanto, há pouco mistério quanto a provável escalação para o Re-Pa.

Sem desfalques, o Remo deve mandar a campo a mesma equipe que venceu o Esportivo (ES), pela Copa do Brasil, mas com dúvidas.

Os atacantes Gabriel Lima e Wallace disputam uma vaga na frente. O último vinha sendo titular no início do ano, mas perdeu a vaga para Gabriel na partida em Bento Gonçalves (RS).

Outra dúvida está no gol. O goleiro e ídolo Vinícius está recuperado da Covid-19, mas o reserva, Thiago Rodrigues, fez atuações seguras na meta azulina, defendendo até um pênalti pela Copa do Brasil.

O Leão deve entrar em campo com: Vinícus (Thiago Rodrigues); Welington Silva, Rafael Jansen, Fredson e Marlon; Anderson Uchôa, Lucas Siqueira e Felipe Gedoz; Gabriel Lima (Wallace) , Renan Gorne e Dioguinho.

Globo Esporte.com, 03/04/2021