Thiago Alves
Thiago Alves

No Remo desde o final de janeiro, quando chegou para substituir Carlos Kila no cargo de executivo de futebol do Remo, Thiago Alves não tem a permanência confirmada para 2022.

Segundo informações, a definição em torno da sequência do profissional no comando do futebol azulino ainda é incerta e as conversas com a diretoria estão acontecendo desde a semana passada.

Antes de chegar ao Baenão, Thiago Alves construiu uma carreira no Rio de Janeiro, onde foi executivo de futebol do Boavista (RJ), chegando até a integrar as comissões técnicas de base da Seleção Brasileira. Em fevereiro, o executivo do Leão afirmou que abriu mão de ir às Olimpíadas de Tóquio com a Seleção Brasileira para seguir no clube.

Neste período em que está no Baenão, Thiago Alves vem sofrendo com a desconfiança da torcida azulina. O baixo rendimento de algumas contratações e o rebaixamento à Série C do próximo ano são os principais motivos das cobranças por parte do Fenômeno Azul ao executivo de futebol.

Em meio a incerteza da permanência ou não de Thiago Alves, a diretoria do Remo está monitorando o mercado para encontrar um – possível – nome para assumir o posto. O primeiro da lista seria Alarcon Pacheco, que deixou a Ponte Preta (SP) na última quarta-feira (01/12).

Antes de assumir o clube paulista no primeiro semestre deste ano, Alarcon passou um longo período no CRB (AL), indo de 2011 a 2017, e depois comandou o futebol do Vitória (BA).

Roma News, 05/12/2021

10 COMENTÁRIOS

  1. Executivo de futebol ex Boa Vista??? Se fosse Boa Vista de Portugual, ate tudo bem, mas Boa Vista do Rio??
    Ai, ai diretoria! Vcs acreditavam mesmo que iria dar certo??
    Ao pode ser brincadeira!!!

  2. Presidente, nao esqueca da formula do fracasso! Esta bem clara pra nos.

    Por favor, analise bem o que voce e a admistracoes anteriores vem fazendo nos ultimos anos e vamos tentar algo diferente para 2022. Estamos insistindo em plantel caro, baixa qualidade e pouca identificacao com o clube. Contratar titulares, reservas e arquibancadas de fora do estado nao vem se mostrando o caminho mais inteligente.

    A contratacao desse executivo vai ditar 70% do nosso futuro para 2022. Acho que o caminho eh contratar alquem que conheca o futebol da regiao norte.

    Como falei vamos tentar algo diferente! Vamos nos inspirar nos times do inicio da decada.

    • Concordo! O descompromisso ou mesmo descomprometimento com clube, aliás atitude pouco profissional, começou com o pedido antecipado para sair com contrato vigente, e o Clube disputando certame ainda, no caso a Verde. Acho que o desempenho de um executivo não deve contratar o profissional que esteja na possibilidade financeira do clube e que tenha um nível técnico compatível. Penso que deveria ser sondado também esse interesse e comprometimento com o empregador, no caso o clube. Tem que se ter noção, pelo menos, da personalidade do jogador.

  3. É o executivo que não presta ou deram limite de dinheiro para ele contratar? É uma boa pergunta.

  4. Tiago Alves, Dirson Medeiros estes caras levaram o Remo ao rebaixamento não podem permanecer de maneira nenhuma sob pena do Leão cair pra série D.

  5. Tem que mandar embora junto com Dirson Medeiros e as perebas que eles contrataram: Rafinha, Renan Gorne, Jeferson, Neto Moura, Wellington Silva, Raimar e Lucas Siqueira

  6. Fora ele, dirson. E vendi Siqueira e neto Moura. Bora fazer a coisa certa pra 2022. Chega de amadorismo e falta de culhão Fábio bentes

Comments are closed.