Cruzeiro-MG 1×3 Remo (Felipe Gedoz)
Cruzeiro-MG 1×3 Remo (Felipe Gedoz)

Os primeiros 30 minutos causaram apreensão à nação remista, tal o domínio do Cruzeiro (MG). Era a versão reativa do Leão, em uma estratégia que deu muito certo, com a vitória por 3 a 1, avanço para a 11ª posição com 41 pontos e alargamento da distância para a zona do rebaixamento, agora de 9 pontos.

O Remo se revigorou em todos os aspectos para a reta final da Série B, inclusive por recompor o sistema defensivo, com Romércio, Anderson Uchôa e Lucas Siqueira. Ainda falta o retorno do meia-atacante Erick Flores e, nesse novo momento da equipe, Victor Andrade é banco.

Na terça-feira (02/11), o Leão terá o próximo desafio, em Belém, devidamente reconciliado com a torcida, contra o Londrina (PR), às 19h.

7.800

Anderson Uchôa fez contra o Cruzeiro (MG) o gol nº 7.800 da história do Clube do Remo, que tem 4.745 jogos, segundo o memorialista azulino Orlando Ruffeil. O futebol do Remo existe desde 1913.

Cuidados

Sob rigorosos cuidados na recuperação da musculatura, Erick Flores só deve reaparecer no time do Remo na segunda quinzena de novembro, para os jogos contra o Manaus (MA), pela Copa Verde, além das últimas rodadas da Série B.

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 29/10/2021

2 COMENTÁRIOS

  1. Uma pena ele ter se machucado nessa proporção, estava bem encaixado no esquema do Conceição!

  2. Vitória maiuscula onde mostramos amplas condições de terminar a competição entre os 10…Eu acredito!!!!

Comments are closed.