Paysandu 0×1 Remo (Tcharlles)
Paysandu 0×1 Remo (Tcharlles)

Vice-campeão da Série B em 1971 e 1984, em decisões contra Villa Nova (MG) e Uberlândia (MG), respectivamente, e campeão da Série C em 2005, após um quadrangular com Novo Hamburgo (RS), América (RN) e Ipatinga (MG), o Remo passa a mirar seu 2º título nacional, na perspectiva pós-acesso.

O time azulino só não será finalista desta Série C se perder para o Londrina (PR), no Mangueirão, desde que o Paysandu também vença o Ypiranga (RS), em Erechim (RS), no sábado (12/01). Ainda assim, o Leão teria que ser superado no saldo de gols. A vantagem sobre os bicolores está em 4 gols – os azulinos possuem +3 contra -1.

O Leão volta a campo neste sábado (16/01), a partir das 17h, para enfrentar o Londrina (PR), no Mangueirão. O jogo é válido pela 6ª rodada do quadrangular do acesso na Série C e terá transmissão ao vivo e exclusiva pela DAZN. Clique aqui para fazer sua assinatura agora e ganhe 30 dias grátis.

Coroamento

Classificação antecipada na 1ª fase e acesso antecipado no quadrangular. Esse é o coroamento da campanha do Remo, o time com menos derrotas, menos gols tomados e com a 2ª maior pontuação geral, apenas 1 ponto atrás do Santa Cruz (PE).

Os números dizem quanto é justa a conquista azulina que, em toda a competição, fechou apenas uma rodada fora da zona de classificação – os remistas terminaram a 7ª rodada em 5º lugar. O Leão subiu com autoridade!

Vitrine

Com a vitrine da Série B garantida e a Copa Verde sendo disputada entre janeiro e fevereiro, o Remo já vira alvo de ofertas, no assédio de empresários. O clube, que por 13 anos sofreu rejeições, agora passa a fazer escolhas e o técnico Paulo Bonamigo deve conduzir o processo, já que ele é a primeira escolha do clube para o comando do time.

Destino

O Remo se privilegia do sucesso de Vinícius, que brilha pela 4ª temporada consecutiva. Em 2018, o camisa 1 só não “atravessou” para a Curuzu porque teria faltado um acordo no tempo de contrato. A galera azulina agradece e Vinícius, agora vereador, também.

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 12/01/2021

3 COMENTÁRIOS

  1. Ei Carlos Ferreira mucurento, invejoso e desesperado, tu não desistes de tentar conturbar o excelente ambiente do Remo, pois o remista Vinícius jamais trocaria o poderoso Leão Azul pela mucura freguesa.

    TRINTA E TRÊS, 33, 33, ….

  2. O clube deve continuar com Bonamigo, também com salatiel, luz, marlon, lucas, jansen, fredson, vinicius, wallace, augusto, helio, charlles, outros nao deveriam permanecer.

  3. Pô, deixem as opiniões agoureiras de vocês para o término do campeonato, assim que o Leão levantar a taça!
    Tem cada torcedor travanca, rústico, casca grossa, sem tato, sem visão nenhuma dando opinião sobre ‘qualidade ou falta de qualidade’ de certos jogadores que é difícil de aturar!
    O time não está dando certo assim? Não conquistou o acesso? Então parem com essa frescura de querer apontar “pontos fracos” (que até o mais ingènuo torcedor do Remo sabe que existe). Vamos deixar terminar o campeonato com a conquista do caneco e, no final, os “incontáveis técnicos de futebol” podem se manifestar apresentando seus indicados “à degola”. Por hora vocês só conturbam o harmonioso ambiente do MAGNÂNIMO CLUBE DO REMO.

Comentários