Marlon
Marlon

Na última partida do Remo na Série B, contra o Botafogo (RJ), a zaga azulina teve novidade. O lateral-esquerdo Marlon formou a dupla de zaga com Rafael Jansen, já que Romércio está machucado e Kevem cumpria suspensão pelo 3º cartão amarelo.

O jogador paraense lembrou que já jogou até de goleiro por alguns minutos, sendo um “coringa” no time do técnico Felipe Conceição.

Atualmente com 35 anos, Marlon iniciou a carreira nas categorias de base da Tuna como zagueiro e explicou os motivos de ter começado na posição.

“Logo quando comecei, passei 2 anos na base e atuava como zagueiro, por ter estatura. Então o treinador da escolinha me colocou nessa posição e gostei, pois é uma posição que você pega os jogadores de frente, está de frente para o jogo. Me adaptei muito fácil”, disse.

Quando chegou ao Remo, em 2007, Marlon já atuava de volante, além de fazer a lateral-esquerda. O atleta chegou a atuar na Série B daquele ano sob o comando do técnico Bagé.

“Em algumas partidas com o Bagé, em 2007, algum zagueiro estava suspenso e ele me colocou na zaga. Sou volante de origem, depois passei a exercer a função na lateral. Já joguei em várias posições, no Novo Hamburgo (RS), atuava como ponta. Fui bem por lá, sempre procurando ajudar as equipes por onde passei”, finalizou.

Marlon se aventurou alguns minutos até como goleiro na Série B de 2019. Quando defendia o Criciúma (SC), durante uma partida contra o América (MG), após a expulsão do goleiro Luiz, o time catarinense já tinha realizado todas as substituições e Marlon acabou a partida no gol. Não levou gol, mas saiu derrotado por 2 a 1.

Com a volta de Kevem após suspensão e o possível retorno de Romércio, que iniciou transição, Marlon deve retornar à disputa pela posição na lateral-esquerda com Igor Fernandes, que atualmente ocupa a titularidade.

O Liberal.com, 06/09/2021

8 COMENTÁRIOS

  1. se fosse eu pra ele fazia essa transição para zaga jogou bem melhor q na lateral por ir ate a frente e volta não tem mas essa rapidez por isso a zaga te fez bem.

    • Essa transição é fato. Tanto que já tem um novo lateral-esquerdo no elenco aguardando regularização.

      • Eu, se fosse o treinador, o colocaria na ponta esquerda onde ele cruza bem e não compromete defensivamente, deslocaria o Victor Andrade para o centro do ataque e dava um chá de banco para o Gedoz.

  2. Na zaga ou de volante fazendo proteção da zaga e com seus lançamentos até acho que seria melhor que de lateral

  3. No jogo em que o Kelvin levou o terceiro cartão amarelo, o meu irmão disse de cara que o Marlon seria o zagueiro do próximo jogo. Acertou. Acho a grande vantagem como zagueiro e a facilidade que tem de sair jogando, sem dar chutão como o Jansen, este não sabe sair jogando.

Comments are closed.