Remo 1×0 Itupiranga (Gabriel Lima)
Remo 1×0 Itupiranga (Gabriel Lima)

O bom filho, definitivamente, à casa torna. Nada mais objetivo que o bom e velho ditado popular para definir o regresso do atacante Gabriel Lima, de 24 anos, ao Baenão para defender o Remo em 2021, após 3 anos da sua primeira passagem pelo time que o revelou e projetou no cenário nacional.

Velocista, com bom arremate e agora mais maduro, o atleta é uma das contratações realizadas pela diretoria de futebol remista para ajudar o time a conquistar os objetivos neste ano, como o Campeonato Paraense, primeira competição oficial da equipe, além de boa colocação na Copa do Brasil e na Série B do Campeonato Brasileiro.

Por sinal, na segunda partida desde sua volta, o jogador já foi acionado logo de cara pelo técnico Paulo Bonamigo para ser titular no trio ofensivo contra o Esportivo (RS), na vitória por 2 a 0, pela Copa do Brasil.

Gabriel garantiu que tem muito a cooperar nessa reformulação azulina, com base no seu aprendizado, destacando os anos fora de Belém.

“Minha experiência fora foi muito boa. Saí em um momento muito bom na minha carreira. Passei por Avaí (SC) e Tombense (MG). Fiquei um bom tempo fora e agora retorno ao Remo para mostrar que aprendi muita coisa”, disse.

“O Remo é um clube muito grande e vou procurar conquistar o máximo possível de vitórias e títulos. Vou trabalhar forte para dar alegria para essa torcida grandiosa que é a do Clube do Remo”, almejou.

Com a titularidade alcançada na última partida, o jogador não escondeu a satisfação pela escalação. Até por isso, Gabriel Lima reiterou o trabalho duro para voltar a ser o jogador decisivo que foi entre as temporadas 2017 e 2018.

“O Clube do Remo tem um elenco muito qualificado, com jogadores muito bons. É trabalhar bastante para procurar meu espaço. É trabalhar, porque só quem tem a ganhar é o clube”, disse.

Gabriel Lima também reencontra um clube bem mais estruturado do que quando deixou o Baenão, em 2018. Com o time na Série B e as finanças bem organizadas, a nova gestão não passou despercebida pelo atacante.

“Retornei ao clube e está totalmente diferente, com uma estrutura diferente. O clube evoluiu bastante. Um clube que já conheço, sei o peso da camisa e sei da grandeza. É bom retornar e ver o clube desse jeito. Se Deus quiser, vamos corresponder bem e buscar os títulos para ver o clube evoluindo cada vez mais”, destacou.

Mesmo com boas atuações, gols e participações decisivas na sua primeira passagem pelo Clube do Remo, outra situação que marcou o começo de carreira de Gabriel Lima foi o longo tempo em que frequentou o Departamento Médico.

Lesões graves em contusões diferentes no tornozelo esquerdo, afastaram o atacante dos gramados no meio da temporada 2017, em um momento em que estava muito bem nos gramados. Sobre o assunto, atleta e membros do DM do clube preferiram não se posicionar.

No momento atual, o jogador, aparentemente, parece estar bem fisicamente, conforme demonstrado nas partidas em que participou pelo Remo até o momento.

Diário do Pará, 21/03/2021

18 COMENTÁRIOS

  1. Bem vindo Gabriel,a Fenomeno Azul gosta muito de seu futebol e sentiu sua falta apos sua saida;Vamos as vitorias!!!

    • Como diz o refrão oficial dos irmãos lusitanos de além-mar:

      “Às armas, às armas!
      Sobre a terra, sobre o mar
      Às armas, às armas!
      Pela Pátria lutar
      Contra os canhões
      Marchar, marchar!”.

      É isso que o LEÃO AZUL tem que fazer nessa temporada 2021.

      E, uma de suas “armas” é o jovem Gabriel Lima. Filho da casa e conhecedor do sentimento de gratidão às origens.

      Torçamos para que o atacante, LUTE PELA PÁTRIA AZULINA E, MARCHE, MARCHE SOBRE OS ADVERSÁRIOS.

  2. Excelente jogador, bom técnica, dribles rápidos, porém tem que dar mais assistências, em alguns lances tinha companheiro mais bem posicionado pra marcar e o mesmo preferiu finalizar, me lembrou do Tcharlles, nenhuma assistência a série C toda, é bom ter uma Sombra para o Wallace,ele últimame não tem jogado bem, Bonamigo, macaco velho, logo identificou e sacou ele do Time, Eu creio que falta pro Remo zaga e entrosamento e condicionamento físico, logo, logo,vamos identificar as qualidades. Principalmente jogador que com um drible possa mudar o panorama de uma partida, este poder ser o Gabriel Lima.

  3. É caro Gabriel, muita coisa mudou, precisamos eleger um Presidente torcedor para sanar nossas dívidas e reestruturar o clube. Todo mundo quer vir jogar aqui, (Inclusive você), recebem em dia, coisa que antes era impossível. Os agiotas que se diziam “torcedores apaixonados”, passavam cheque em um valor X para pagamento da folha, e recebiam depois XX em agiotagem. Essa prática espúria não acontece nos dias atuais, nosso Presidente é homem íntegro e excelente administrador. E hoje contamos com um NASP muito bem coordenado pela equipe do Dr. Jean Klay, onde conseguem dar uma estrutura e resposta mais rápida na recuperação e condicionamento do atleta.
    Trabalho esse que nos levaram aos 40 melhores clubes do Brasil.
    Mas essa luta foi árdua, passamos muitos anos sem divisão, quase vendemos nossa sede, depreciaram nosso patrimônio para tentarem vender ao remo imobiliário, foram tempos sombrios.
    Ficamos a beira de não termos o acesso a série C, mas apareceu o Cacaio em 2015 e somente com a vontade e as palavras de incentivo, junto com nosso maestro Eduardo Ramos venceram o operário e voltamos a série C.
    Mas em 2016, ficamos na quinta colocação, em 2017 ficamos em 7, e, em 2018, que depois de 3 técnicos (Ney da Mata, Givanildo e Arthur) pensando que não tivesse luz no final do túnel, surgiu o Netão e conseguiu nos salvar do rebaixamento, e ainda nos deixou em 6º colocado na classificação geral.
    Quando pensávamos que era o fundo do poço estava alí mesmo, eis que o Fábio Bentes surge com uma proposta inovadora, no início desacreditada, em 2019, e por mísero 1 ponto, batemos na trave ao acesso.
    Mas em 2020, bem mais estruturado, veio o nosso tão sonhado acesso a Elite B do futebol do nosso País.
    Sabem o que mais me impressiona nisso tudo?
    Que nossa torcida JAMAIS, eu disse, JAMAIS, abandonou esse clube querido, e foi parte fundamental para o financiamento disso tudo.
    Me recordo que o Sr. João da Luz de 63 anos, saiu da marambaia até o baenão, cerca de 8km, empurrando uma bicicleta com uma saca de cimento para ajudar na reforma do Baenão, Isso chama-se amor, como se tivesse fazendo por um filho seu.
    Não poderia esquecer do seu TED (Valdir Sales, 52 anos) filho da inesquecível Dona Flora, fundadora da torcida Ver-o-Remo, pessoas queridas do nosso Ver-o-Peso, que dedicaram anos de amor ao clube, e infelizmente nos deixaram, que Deus os conforte.
    Também não podemos esquecer do Clelson Oliveira, fundador da ARTUTA – Trovão Azul, que faleceu em 2020 acometido de um infarto, e não pode ver nosso clube de volta na série B.
    Poderia ficar dias escrevendo sobre torcedores apaixonados aqui, porque, somos apaixonados mesmo, ao ponto de termos infartos de alegrias e tristezas, mas, JAMAIS, abandonamos o clube que amamos.
    Clube do Remo, é patrimônio histórico do Pará e da Amazônia!
    Viva Leão!!!

    • Rapaz!! Sem palavras.. acho que todo torcedor azulino, o verdadeiro torcedor, se emocionou com seu depoimento, um verdadeiro flasback, muito bem resumido.. Parabéns!

    • Magnífico texto Giovanni Nogueira, resume com propriedade o remismo, passagens de nossa história recente, inclusive cita grandes remistas que ajudaram tirar do chão o gigante ferido, o querido Clube do Remo.

      Remo 100%, esse tipo de texto merecia destaque aqui.

    • Parabéns… Belo texto Giovanni Nogueira, são de torcedores como vc que o nosso Clube está precisando.

  4. Bela análise Geovani, que Deus possa continuar iluminando o nosso presidente e a nossa gigantesca torcida. Amém

  5. Ótima explanação Geovane, por isso que somos uma verdadeira nação azul marinho. Deus estará sempre no comando para proteger essa instituição imensa que chama-se Clube do Remo.

Comments are closed.