Home Futebol Profissional Bonamigo nega estratégia em treinos longe do Baenão e despista sobre titulares do Re-Pa

Bonamigo nega estratégia em treinos longe do Baenão e despista sobre titulares do Re-Pa

3
Bonamigo nega estratégia em treinos longe do Baenão e despista sobre titulares do Re-Pa
Paulo Bonamigo

Com 100% de aproveitamento dentro do Grupo B do Campeonato Paraense, qual seria a motivação do Remo para o jogo deste domingo (04/04), contra o Paysandu? De acordo com o técnico Paulo Bonamigo, um Re-Pa, por si só, torna o confronto importante.

O comandante azulino lembrou os embates contra o maior rival na Série C do ano passado – com 4 partidas sem derrota para os bicolores, sendo 3 vitórias e 1 empate – e lamentou, mais uma vez, a ausência do torcedor na arquibancada.

“Sempre motivado. Um jogo muito especial, uma pena que no ano passado e nesse não teve a torcida presente, sempre um espetáculo à parte. As duas torcidas sempre incentivando as agremiações. Nossa torcida é enorme, joga junto com o time, seria importante a gente ter, mas infelizmente, estamos nos adaptando à situação. Muito motivados em fazer uma grande partida contra o Paysandu no domingo (04/04), na Curuzu”, disse.

“Todo clássico tem sua importância. Estamos buscando uma classificação dentro do nosso grupo. Por se tratar de um clássico, sempre tem um gosto especial. Normalmente são as equipes favoritas à conquista do título estadual. Esse é o momento em que elas vão se enfrentar, as duas se reconstruindo, já medindo forças na 4ª rodada. A gente espera uma grande partida, como foram os clássicos Re-Pa do ano passado, na Série C, o 3 a 2, o próprio 1 a 0, jogos de muito respeito, intensidade, qualidade, fazendo valer a grande rivalidade que existe no Norte”, lembrou Bonamigo.

O elenco profissional do Remo tem se dividido entre treinamentos no Baenão e em um outro campo da cidade, mas Bonamigo negou que essa seja uma estratégia para se livrar de possíveis “espiões” visando o clássico.

“Temos a Série B, que será disputada dentro do Baenão. Estamos procurando preservar o estado do gramado justamente para poder ser positivado pela CBF, quando ela vir fazer a vistoria, para dar o OK para a gente jogar dentro do Baenão. Estamos tento todo o cuidado. Já vínhamos treinando há quase 20 dias no Amazon (Country Club), não é questão de estratégia”, falou.

Bonamigo vinha trabalhando com uma base de formação antes da parada do Parazão. Na classificação à 2ª fase da Copa do Brasil, diante do Esportivo (ES), as únicas alterações feitas pelo treinador foram as entradas do meia Felipe Gedoz e do atacante Gabriel Lima nas vagas de Renan Oliveira e Wallace, respectivamente.

Recuperado de Covid-19, Vinícius deve voltar ao gol azulino, que estava sendo defendido por Thiago Rodrigues.

Indagado sobre prováveis mudanças na formação do Re-Pa, o comandante do Leão despistou.

“Estamos procurando trabalhar um grupo. Nesse momento que vamos começar a atuar, em jogos sequentes, preparamos um grupo para 17, 18 jogadores estarem sempre atuando com uma constância muito grande, até porque hoje a gente pode fazer 5 substituições. Isso é uma situação que veio para somar, melhorar a qualidade, manter o nível de performance. Você formata uma equipe não somente 11 titulares, sempre com jogadores muito presentes dentro da partida. A gente pode mudar uma estratégia de jogo. Então, é preparar sempre um grupo de 24 ou 25 atletas que vão ser atuantes, como aconteceu ano passado, na Série C”, concluiu.

Globo Esporte.com, 01/04/2021

3 COMMENTS

  1. …O MAIS IMPORTANTE, É ARRUMAR A ZAGA E ESTRATÉGIA PARA SUPERAR ESSA NOSSA DEBILITADA LINHA DE ZAGA…

Comments are closed.

%d blogueiros gostam disto: