Fábio Bentes
Fábio Bentes

O Remo anunciou na última sexta-feira (04/06) a aquisição da área do CT do Carajás, que fica em Outeiro, na Região Metropolitana de Belém. São 98 mil m² onde o Leão irá iniciar a construção do seu Centro de Treinamento.

Porém, um documento exposto por um jornalista local mostra que o terreno pertenceria a uma senhora, cujo nome não foi revelado. Segundo a diretoria azulina, o Remo seguiu todos os trâmites legais e se certificou que a área pertencia de fato ao Carajás, antes de sacramentar a compra.

“Antes de fecharmos o negócio, fomos atrás do documento de registro junto SPU-PA (Serviço de Patrimônio da União). Ali é área de Marinha e o órgão responsável por registrar é o SPU, pois é área da União. Quem tem a posse, tem o direito de uso da área e pode vender, aterrar, fazer o que quiser”, disse o presidente azulino Fábio Bentes.

“No SPU, está registrado no nome do Carajás, que consta como presidente o Lindomar de Jesus, irmão do Luís Omar Pinheiro. Neste sentido, não tem qualquer impedimento de negociação. Por isso, fechamos o contrato. No documento não consta o nome desta senhora como já tendo sido proprietária”, explicou.

O dirigente informou ainda que, anos atrás, houve um embate na Justiça entre o Carajás e a suposta dona do terreno, com o clube de Outeiro ganhando a ação.

Bentes confirmou que agora a área é propriedade do Clube do Remo e que, se existe algum problema nessa situação, é exclusivamente entre esta senhora e o Carajás.

“Não tive acesso a este documento, não posso dizer se ele é verdadeiro ou falso, se existe ou foi montado. Soube que um tempo atrás existiu um litígio entre eles, entre o Carajás e essa senhora. Ela perdeu na Justiça e desistiu do processo. Acredito que isso tem que ser resolvido com eles. Estamos comprando de quem é o dono por direito, de quem está registrado no SPU”, afirmou.

“Se ela possui algum direito, se já foi proprietária, se vendeu para eles ou não, isso já não posso entrar no mérito. Se ela se sente no direito, ela tem que processar e se entender com eles”, apontou Bentes.

“O Remo comprou a área de quem está registrado no Serviço de Patrimônio da União”, encerrou.

O Liberal.com, 07/06/2021

21 COMENTÁRIOS

  1. As mucuras estão modendo as costas por causa da aquisição que o nosso Clube fez e vão fazer de tudo pra criar fakes ou aumentar fatos já superados judicialmente.

  2. Fábio Bentes não é Burro pra fechar negócio sem ter segurança. Agora, esse jornalista no mínimo tá querendo aparecer.

  3. Esse jornalista FDP deve ser torcedor da mucura fedorenta, que por sinal, todos os mucurentos estão roendo-se de inveja. Isso é muita dor de cotovelo. Passa gelol que passa!!!kkkkkkkkkkk. Pensam que o presidente Fábio Bentes é idiota. Pobres coitados!

  4. Tomara que rolo do terreno seja só intriga de jornalista mucureto.

    Mas não é bem assim como diz o presidente Fábio Bentes, que é um problema entre a portuguesa e o irmão do Luiz Omar, pois o Remo se torna co-responsável por ter comprado o terreno caso futuramente haja processo judicial da família da suposta dona e vier ganhar a causa (se for lícito o direito dessa portuguesa).

    Eu não confio em negócios feito com mucurento, geralmente há sujeira no pedaço. Portanto, a jurídica do Remo deveria ir a fundo nesse caso e cobrar do Luiz Omar a documentação fidedigna e comprobatória que confirme que essa ação foi perdida pela suposta dona do terreno e o caso foi devidamente encerrada em juízo confirmando que o dono legal do terreno seria o irmão do Luiz Omar que o vendeu ao Remo.

  5. SEMPRE TEM ALGUMA COISA POR TRAZ DE UM NEGÓCIO QUANDO O DIRIGENTE É DO PASSANDU FICA ESPERTO FÁBIO BENTES, ESSES CARAS NÃO VALEM P…. NENHUMA .

  6. Já fazia um bom tempo que o Remo se interessava pela aquisição do área pertencente ao Carajás e ninguém comentou, nenhum repórter, levantou essa situação. Só foi o Remo definir a transação, aperece um repórter que nunca ouvi falar de seu nome, para trazer essa situação que como o próprio presidente expõe não tem nenhuma implicação pois já estava resolvida, estando tudo legalmente documentado e resolvido em instâncias judiciais. Esse é problema do futebol paraense, toda vida foi assim, e é por isso, que despenca a cada dia e é só ver o ranking das federações para observar o quanto decresceu o futebol local. É que nele se instalou um grupo que passa pelas gestões de um timeco e parte da imprensa que os apoia, que ao invés de trabalhar para quem os paga, para o engrandecimento de seu clube, que não consegue crescer pela sua desqualificação natural, apela para estratégias baixas, tentando derrubar, para nivelar seu clube fracassado, prejudicando as ações do glorioso Clube do Remo, inventando situações para conturbar. Nunca conseguiram e não conseguirão. O Remo é grande na essência, é reconhecido, e continuará evoluindo e crescendo por vários positivos fatores, entre eles, pelo maior patrimônio que um grande clube pode ter que é a sua grande, fenomenal, apaixonada, inigualável torcida, maior do Norte e uma das maiores do Brasil. A “dor de cotovelo ” e a inveja os coloca em seu devido lugar, mesmo com suas tramas, no fundo do poço. Se quiserem ser grandes como o Remo, aconselho reconhecerem, aplaudirem, imitarem o Remo, façam igual e então terão perpectivas.

  7. Ei mucura,tua ida para a serie D é fato;vai pagar tuas dividas que e melhor!!!Parabens Naçao Azulina,Maior aquisicao dos ultimos 100 anos.

  8. ESTE JORNALISTA FDP QUE JA TRABALHOU NA RADIO LIBERAL AGORA DECADENTE ESTÁ AGORA NA RADIO MARAJOARA, JOSÉ MARIA TRINDADE QUE JA DISSE VARIAS VEZES NO MICROFONE QUE TORCE PRO GAYsandu. CARA MAU CARÁTER SE O CT FOSSE COMPRADO PELO TIME DELE, ELE JAMAIS POSTARIA ESTA CALÚNIA.

  9. Hei mukurentos vão se preocupar com o timinho de vcs,a porta se abriu para série ” D” depois da surra do Botafogo da PB

  10. Isto é intriga do reporte mais odiado no futebol paraense este fdp chamado José Maria Trindade hoje na rádio marajoara só lá que dão ibope para
    este infeliz, assim como mês passado ele quis rebaixar o engenheiro do Remo que foi o responsável pela nova iluminação do Baenao, in-
    Clusive chamou nesta mesma reportagem o setorista Paulo Caxiado de puxa-saco e baba ovo,
    dizendo que o remo não tunha laudos sufienes
    para reabrir seu estádio, esta imundice é torcedor do paisandu declarado e tuso faz para rebaixar
    as conquistas obtidas pelo clube, como no caso do nosso ct. Este nojo ofende e ameaça todo mundo em seu programa esportivo sos domingos inclusive ameaçando pessoas que vão contra seus comentários em tom de vingança e
    ameaças, não entendo como uma praga desta ainda tem espaço em uma rádio como a marajoara. Pres. Fábio Bentes consiste este estrume como perosna não grata nas hortes azulina. Tudo o que este pilantra fala e para rebaixar o clube do Remo.

  11. Isso é potoca news, manos. Coisa de gente invejosa. Nenhum jornalista levantou isso e agora vem só esse da mucura?! Nem se batam! Tão querendo diminuir o feito do Remo.

    A realidade é uma só: Remo tem CT, mucura não!

    Saudações Azulinas!

  12. Esse jornalista safado tau de Trindade quer ganhar fama nessa rádio escrota dele um tremendo pau no cu desse só porque torce pra mucura fedorenta quer defamar o nosso leão sai fora seu filha da puta.

Comentários