Erick Flores
Erick Flores

O Remo teve a melhor notícia da semana nesta segunda-feira (22/11), com o triunfo do CRB (AL) sobre o Vitória (BA), por 3 a 1, valendo pelo complemento da 37ª rodada da Série B. O resultado deixou o time paraense à frente de Londrina (PR) e Vitória (BA) na classificação.

No domingo, contra o Confiança (SE), uma vitória simples garante a permanência na competição em 2022, sem depender de outros resultados.

A partida teve um começo preocupante para os azulinos. O CRB (AL) marcou com menos de 1 minuto, mas cedeu o empate ainda no primeiro tempo para um time baiano ofensivo e determinado, que chutou muito mais a gol e rondou o tempo todo a área alagoana. Na etapa final, o CRB (AL) melhorou e fechou o placar em 3 a 1, para alívio do Fenômeno Azul.

Cabe lembrar que todo esse desassossego poderia ter sido evitado. O Remo entrou no segundo turno da Série B em condições de atingir a meta da permanência sem maiores atropelos, mas um conjunto de fatores contribuiu para a queda técnica vertiginosa da equipe.

Uma série impressionante de lesões se abateu sobre o elenco. Jogadores titulares ficaram ausentes de vários jogos, quebrando o entrosamento e travando a evolução da equipe. Erick Flores, Romércio, Wellington Silva, Anderson Uchôa, Igor Fernandes, Lucas Siqueira, Jefferson, Vinícius, Pingo e Lucas Tocantins foram alguns dos que desfalcaram o Remo em momentos cruciais da competição.

Esse problema gerou outro. O técnico Felipe Conceição, que havia conseguido recolocar o time na disputa após a saída de Paulo Bonamigo, viu-se obrigado a improvisar ou fazer apostas que não funcionavam a contento. O meio-campo acabou refletindo muito essa oscilação.

Com Erick Flores, o time tinha recomposição e transição bem executadas. Sem ele, o setor passou a depender de Arthur e Lucas Siqueira se alternando no papel de apoio aos laterais e aproximação com o ataque. Não deu certo. Pior que isso: o mau funcionamento do setor não foi sanado por Felipe Conceição, que seguiu teimosamente com as mesmas peças.

No ataque, o uso de Felipe Gedoz como “falso 9” foi um artifício para esconder uma fragilidade: a falta de um centroavante definidor. Renan Gorne não teve sequência e o camisa 10 passou a ser utilizado como o jogador de chegada pelo centro, situação que poucas vezes funcionou de verdade.

Com Eduardo Baptista, mesmo em curtíssimo tempo de trabalho, o Remo ganhou outra feição. Saiu de cena a obsessão pela posse de bola e entrou em pauta a objetividade. Para isso, contribui a volta de Erick Flores, justamente a maior baixa do elenco, que ficou 80 dias em recuperação.

O melhor momento do novo Remo foi o jogo contra o Vasco (RJ), em São Januário, quando o time esteve muito perto de voltar a vencer, com grande produção ofensiva no primeiro tempo. É esse modelo que deve ser aperfeiçoado nos treinos da semana para a decisão do ano, neste domingo (28/11), diante do Confiança (SE).

Antes, porém, o Leão tem o Manaus (AM) como obstáculo na Copa Verde. O time será alternativo e as dificuldades continuam, mas o ânimo geral no Baenão foi renovado graças ao resultado obtido pelo CRB (AL).

Blog do Gerson Nogueira, 23/11/2021

15 COMENTÁRIOS

  1. Presidente para começar a primeira coisa que você deve fazer é mandar esse executivo embora esse cara não entende nada de futebol só contratou jogadores perna de pau então manda logo esse executivo embora vê se você contrata jogadores de qualidade o clube do remo não era para estar nessa situação Presidente pelo amor de Deus pare de contratar errado clube do remo não é para tá trazendo jogador para teste clube do Remo time para o jogador chegar pronto uma série b não é para estar fazendo teste com jogadores então Presidente vê se você contrata jogadores de qualidade porque se você tivesse contratado jogadores de qualidade a gente não estaria nesta situação outra coisa presidente pare de falar que você quer se manter no meio da tabela na série b nós temos que subir para série a presidente então nunca mais fale isso que você quer se manter no meio da tabela numa série b tá bom presidente o fenômeno azul não aguenta mais ver tanto jogadores ruins chegando dentro do baianão ver se contrata jogadores de qualidade não deixe para ir no mercado quando tiver começando a série b porque você não vai conseguir jogadores de qualidade

    • Olhando essa última rodada por um prisma diferente. O Clube do Remo pode até ver uma vantagem nisso tudo.

      Enquanto os demais times já garantidos de série no próximo ano, como Operário, Brusque, Sampaio e outros, têm seus torcedores (em alguns casos, suas testemunhas) desmotivados, por não almejarem coisa melhor.

      O LEÃO AZUL pode contar, mais uma vez (como sempre fez) com a presença do FENÔMENO AZUL.

      Domingo com um BAENÃO LOTADO, novamente, a Diretoria poderá arrecadar uma boa quantia para manter as contas em dia.

      • Eh serio q eu li isso? O estadio estaria lotado de qualquer forma. Se o remo ja tivesse se garantido seria um jogo comemoraivo de permanencia e nao um jogo tenso como cosuma ser esse tpo de decisao. Esse outro prisma ai ta furado, SAZ

  2. Esse cenário bem traduz o que foi o Remo nesse retorno a série B. Confiamos na gestão do Clube, pra mim determinante na evolução da entidade. Acho que os erros cometidos não serão reiterados em 2022, onde o discurso não deve ser apenas o da permanência. Não obstante, a humildade responsável, como o chamado pé no chão, se mostram pertinentes, pois a boa gestão no futebol é coisa seríssima e deve ser mantida. Vamos Leão.

    • Há 5 jogos atrás só bastava uma vitória, e novamente só basta uma vitória. Se entrarem em campo de fato pra vencer, e não para desfilar ou posar pras câmeras, a vitória não será difícil Basta querer, querer e querer a qualquer custo e nada mais…

  3. Agora meus caros jogadores vocês tem por obrigação para não deixar tão feio, É jogar e buscar dentro desta semana essas duas classificações, porque não é porque eu acredito é porque realmente está TUDO DENTRO DAS POSSIBILIDADES E CONDIÇÕES DO REMO SE CLASSIFICAR NESTES DOIS JOGOS…. NÃO TEM NEGOCIO DE DISER QUE TA DIFICIL NÃO É SÓ ENTRAR CONCENTRADO COMO ENTROU CONTRA O VASCO NOS DOIS JOGOS DESTA SEMANA E BOTAR PRA CIMA MESMO IR PRA CIMA que eu tenho CERTEZA que vai ser duas vitórias. Amém e amém. Leão série B 2022.

    • Agora basta vencer… e tem que vencer bem! Os jogadores tem que ter consciência do que está em jogo nessa única partida! É o futuro do clube que lutou por anos para voltar a série B, e o currículo deles que vai ficar marcado com o resultado da partida que resumirá o campeonato. Não pode dar chance para mala branca dos baianos e paranaenses e muito menos a arbitragem, é entrar para liquidar o jogo sem dar chance para o adversário, dentro e fora das quatro linhas. Diretoria, comissão técnica, D.M., psicólogos… em fim todos para motivar essa equipe a aplicar uma vantagem tranquila no placar desse jogo. Vamos Leão!!!!

  4. Tem que pensar no elenco pra 2022 acho que temos uma base: Vinicius, Enes, Romercio e Jansen, İgor, Uchoa, Pingo, Erick Flores e Lucas Tocantins a partir dai formar um grupo mais forte nao pode parar Leao.

  5. E ganhar e ganhar nao tem desculpa dessa vez,deu tudo certo os resultados estamos com faca e o queijo nao mao.Diretoria se nao der p ganhar na limpeza tem que ser com a mala.Nao deixem o Remo cair

  6. Agora é não entrar pensando que já ganhou. Vai ser um jogo muito difícil. Não é porque o time do Confiança já caiu p série C que o jogo vai ser fácil. O Remo tem q entrar determinado, não pode relaxar do começo ao fim. Não dependemos de ninguém é entrar em campo com vontade de vencer. Ô pessoal da retaguarda! Vamos ficar esperto, nada de vacilo bobo. SE DEUS QUISER DOMINGO VAMOS FAZER UM GRANDE JOGO E SAIR COM A VITÓRIA.
    BORA LEÃO!!!

  7. Excelente matéria do Gerson, mostrou a diferença de pensamento de dois treinadores com as mesmas peças, um queria a posse sem objetividade, e o outro quer o objetivo, o gol.
    Como falava o Mourinho no Real Madrid quando jogava contra o Barcelona, ” eles que fiquem com a bola, se quiser podem até levar pra casa. Eu quero é gols!”
    Time ao comando do baptista: enfrentou o Goiás, o Tadeu foi o nome do jogo, e por uma infelicidade do KEVEN saíram com a vitória.
    Contra o Vasco, time jogou muito bem o primeiro tempo, fez 2 gols, coisa que não via há tempos. Por uma irresponsabilidade do Andrade, e também coloco meia culpa no Netão que sabia das imprudências do Andrade, não auxiliou o técnico na substituição do mesmo.
    Vamos ver hoje contra o Manaus e domingo contra o confiança.
    Mas o que o baptista já demonstrou no Mirassol, o credencia bem acima do Conceição.

Comentários