Fábio Bentes
Fábio Bentes

O Campeonato Paraense 2020 está paralisado por tempo indeterminado e isso tem preocupado os dirigentes dos clubes participantes. Sem as receitas dos jogos, medidas estão sendo tomadas para minimizar a crise, como rescisão de contrato com jogadores.

Mesmo a cota de patrocínio do Parazão sendo antecipada, a situação financeira é a maior preocupação. Times como Carajás e Itupiranga estão dispensando todo o elenco. No Remo, jogadores estão treinando em suas residências enquanto a direção busca formas de lidar com os prejuízos em um futuro próximo. Os dirigentes terão uma reunião para definir o que deverá ser feito para contornar a situação.

Vice-líder do campeonato, o Leão liberou seus atletas para o isolamento em suas casas. Sem previsão de retorno do Parazão, o clube suspendeu as atividades em todos os setores e a direção deve se reunir essa semana para tomar providências em relação a atual situação. Segundo o presidente Fábio Bentes, o Leão irá estudar medidas para enfrentar a falta de receitas neste período.

“A gente liberou os atletas e ficamos de dar uma posição para eles de como ficará daqui para frente. Ainda não há uma definição nesse sentido, até porque o cenário é nebuloso. A gente não sabe em quanto tempo voltará o campeonato. A gente não sabe o que vai ser possível ser feito, por exemplo: é possível, nesse período sem jogos, suspender o contrato de trabalho? É possível reduzir? Teria que rescindir? Rescindindo, tem que acertar as contas, não vai ter dinheiro para isso, porque estamos sem receita”, disse Bentes.

“Apesar de a gente estar regularmente em dia, existe uma série de questões ainda sem resposta. Estamos estudando com todo cuidado a situação com nosso Departamento Jurídico. A princípio, não está no nosso plano desmontar o elenco, mas tentar encontrar uma forma de conseguir manter essa relação durante o período sem jogos”, concluiu.

Globo Esporte.com, 24/03/2020

Comentários