Mangueirão
Mangueirão

Quem curte as luzes do Maracanã em jogos noturnos do Flamengo (RJ) ou Fluminense (RJ), vai curtir mais ainda a iluminação temática do “novo” Mangueirão, sobretudo em jogos de Remo e Paysandu. Outros avanços tecnológicos vão contemplar o serviço de internet, os telões e toda a iluminação em led, cabeamento para as transmissões de TV e de rádio, entre outros itens.

Imprensa e atletas terão espaço privativo para circular e trabalhar na atual área de acesso aos vestiários, escadas das cabines e elevador. Toda a área será isolada, proporcionando muito mais segurança no desembarque e embarque das delegações e dos profissionais de imprensa.

Rampas duplicadas ou duas rampas extras

O Corpo de Bombeiros vai decidir se é melhor duplicar a largura das rampas atuais ou construir duas novas rampas para o acesso às arquibancadas de fundos. Mesmo nessa segunda hipótese, as rampas atuais ficariam um pouco mais largas. A alternativa das rampas exclusivas para as áreas dos fundos do estádio teria uma grande vantagem. Favoreceria a criação de espaço popular, para ingressos mais baratos.

De um jeito ou de outro, vai ficar mais fácil entrar e sair do estádio, também pelo alargamento dos “vomitórios”, que ligam as rampas às arquibancadas. Só assim será aprovada a ampliação da capacidade de público, passando dos atuais 35 mil para 53 mil lugares, entre arquibancadas e cadeiras.

Jogos internacionais

A revitalização vai habilitar o Mangueirão para eventos internacionais, com exceção de jogos de Copa do Mundo. O estádio vai atender, por exemplo, às exigências da Conmebol para partidas válidas pela Copa América. A inauguração deverá ter a Seleção Brasileira em campo, em 2022.

O Mangueirão vai continuar olímpico, vai manter a homenagem ao jornalista Edgar Proença, vai ter os banheiros mais próximos das arquibancadas, cobertura (teto) para todo o público e novos assentos anatômicos (numerados) nas arquibancadas.

Será acrescentado mais um portão, serão mantidas as bilheterias e haverá um sistema mais prático de catraca. A Polícia Militar voltará a ter um batalhão dentro do estádio e será criada uma estrutura para o Mangueirão receber outros tipos de evento. Haverá, por exemplo, um amplo auditório e salão de recepções.

Fim dos túneis

Como nas modernas arenas, o acesso dos times e da arbitragem passará a ser por um corredor, em que todos entrarão juntos, solenemente. O projeto ainda está aberto a ajustes e o orçamento está em R$ 155 milhões.

Estacionamento

O estacionamento externo vai passar de 1.500 para 2.345 lugares, mas deverá ser privatizado. Haverá grandes mudanças também no sistema de acesso ao estádio. Horas antes dos jogos, será impedida a circulação de carros no anel viário, como forma de evitar a bagunça habitual.

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 12/07/2020

6 COMENTÁRIOS

  1. Deveria construir uma nova arena, para 70.000 torcedores.
    Ficaria um lado pra cada torcida em Re×PA.
    Mas tá bom, e que venha o novo Mangueirão.

  2. Não confio nesse governador para administrar o dinheiro público se o BRT da BR está a passos lentos como imagina novo mangueirão…

  3. Vou mais simples ainda até tudo que vi até o momento foi anunciadas grandes obras muito.linfas nas maquetes e muito mau acabada e interminais nas sua origem exemplos Brts um lixo….as novas vias e acessos sem sinalizações e buracos as praças terminais as paradas de pedestre ônibus todos enferrujados e quebrados todos velhos sem as melhores condições pra encerrar vou de São Tomé só vendo tudo pronto auto funcionamento o mangueirão Para aplaudir em pé um grande Rexpa…ao vivo….com Vitória do leão maior do Norte.

  4. Eu idem, prometeu o de Ananindeua, até hoje obras inacabadas, nunca cumpre com sua palavra é mentiroso.

  5. Hélder vai responder por mais uma ação, esse garoto não pode ver dinheiro! Faz algo menor e coloca esses milhões no saneamento básico!

  6. Isso não vai dar certo, vai sumir o dinheiro e a obra não vai acabar ou melhor vai ser entregue mal acabado um mês antes das eleições pra governo do estado

Comments are closed.