Wesley
Wesley

A pré-temporada do Clube do Remo em Salinas está chegando ao fim. A delegação azulina permanecerá no município até esta quinta-feira (16/01), antes de fazer os aprontos finais para a sua estreia no Campeonato Paraense 2019.

Até a data do retorno a Belém, a comissão técnica do Leão espera utilizar desses dias restantes para tirar uma dúvida que está na cabeça de todo o torcedor remista: a definição da formação do time titular que irá encarar o Tapajós, no domingo (19/01), às 16h, no Mangueirão.

Todos os atletas do elenco tiveram espaço nos amistosos e jogos-treinos para que Rafael Jaques pudesse observar suas qualidades e analisar se as mesmas casam com o que planeja para lançar a campo neste final de semana. Mesmo com um esboço montado, dois setores ainda apontam indefinição: o meio-campo e o ataque.

No setor ofensivo, alguns jogadores ganharam visibilidade pela eficácia e retorno imediato, como é o caso do atacante Wesley, que anotou 2 gols e 2 assistência nos 2 testes com bola em que esteve em campo.

O centroavante Jackson também está no bolo, já que tem aparecido melhor nas movimentações para a posição.

Para o técnico Rafael Jaques, o período será determinante para a escolha.

“Vamos trabalhar essa semana buscando a melhor formação, a melhor condição, porque essa equipe já vem evoluindo e a gente sente isso mesmo. Estou tendo uma resposta muito boa e isso faz com que tenhamos uma boa base em mãos”, disse.

Apesar da curiosidade da torcida, o comandante reiterou que a paciência é primordial nesse momento, pois todo o processo atual é voltado para essa finalidade.

“Os jogadores têm dado as respostas. Vamos analisar com calma, como foram os jogadores e o que precisa ser melhorado, individualmente e coletivamente, para ver qual será a melhor formação para a estreia”, destacou.

Se a primeira impressão é a que fica, o atacante Wesley deve ter celebrado bastante o seu começo de 2020 na briga por uma vaga no time titular. Apontado como o jogador que mais chamou atenção nesse período em Salinas, o profissional acredita ter deixado uma boa imagem na comissão técnica após se recuperar de lesão.

“Fico feliz em ser uma peça importante para o treinador. É a primeira vez que a gente trabalha junto e devido ter machucado, ele (técnico) não tinha visto o meu futebol, mas agora estou mostrando o meu trabalho”, disse.

“Cabe ao professor decidir se entro ou não. Vou dar o meu melhor e durante a semana vou me preparar melhor ainda”, ponderou.

Diário do Pará, 14/01/2020

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu não gosto desse Wesley. Jogador fisicamente fraco. Já entra no jogo cansado. Demonstra cansaço deste o início do jogo. Está todo tempo de fora por lesão. Inclusive, na minha visão, comprometeu no jogo de 1×1 contra o payssandu que eliminou o Remo na série B o ano passado, apesar de feito o gol do Remo na partida. Naquela partida, pela sua constante falta de condições físicas não voltava para marcar. Daí saiu o gol payssandu do lado dele que chegou atrasado na marcação por já está visivelmente cansado. Eu nem renovaria com esse jogador.

  2. Parece que vc não entende de futebol Jamil.
    Wesley é atacante, Não tem que ficar voltando toda hora, Não tem físico que aguente
    Pra mim ele fez o café com leite, Fez a parte dele
    Mais com esse meio campo bosta com Eduardo Ramos, A bola mal chegava.
    Tem que ver tudo isso.
    Pra mim foi uma boa renovar com ele.

  3. O Remo gastando um dinheirão com comissão técnica podendo ter Jamil e Bruno Cezar no cargo, aposto que esses dois treinadores de Playstation sairiam mais barato.jow

Comentários