Gilberto Alemão

Último contratado para a reta final do Campeonato Paraense 2020, o zagueiro Gilberto Alemão falou pela primeira vez como jogador do Remo na tarde desta segunda-feira (27/07). Vindo do XV de Piracicaba (SP), Gilberto revelou que a boa relação com o clube paulista ajudou na hora de negociar a quebra do contrato, que tinha validade até 15/08.

“A motivação aqui está muito grande. Estou muito feliz de ter recebido o convite e ter dado tudo certo a minha vinda ao Remo. É um enorme clube, que merece um destaque maior no cenário nacional e que merece voltar a viver cenários maiores. A negociação foi tranquila, tinha uma boa relação com o XV de Piracicaba (SP). Espero ter uma boa relação aqui e desempenhar um bom papel no Remo”, disse.

“Foi recíproca a negociação, o Remo queria que eu viesse, eu também queria. No XV não houve problema para a minha vinda, mesmo tenho um mês de contrato ainda. O Campeonato Paulista (Série A2) começaria depois do término do meu contrato. Não houve empecilho nenhum”, disse o zagueiro.

Aos 30 anos, Gilberto chega para ser uma das 5 opções do técnico Mazola Júnior para compor a dupla de zaga. Com Fredson suspenso e Kevem machucado, o zagueiro ganha um fôlego a mais nesta briga pela vaga para a retomada do Estadual, mas deverá aguardar um pouco mais para entrar em campo, já que o treinador azulino vem trabalhando a zaga titular com Mimica e Neguete.

Apesar disso, Gilberto vê com bons olhos as variadas opções que Mazola terá para montar o setor e acredita que isso vai qualificar a briga no dia a dia.

“Essa briga traz benefícios ao clube, ao elenco e ao treinador. Essa disputa honesta pela vaga. Todos querem jogar. Claro que na hora da escolha a gente deixa para o Mazola, mas temos que deixar a cabeça dele ferver, deixar ele na dúvida. Todos têm que treinar bem, se empenhar ao máximo para ele tomar a melhor decisão possível em prol do clube”, comentou.

No próximo domingo (02/08), o Remo encara o Águia de Marabá pela 9ª rodada do Parazão. Novato na competição, Gilberto quer estar o “mais rápido possível” a disposição para ajudar o Remo nesta reta final da competição.

“Vim duas vezes aqui para jogar contra, era Brasileirão. Estadual vou ter a oportunidade agora. Espero poder jogar e ajudar minha equipe. Conversei um pouco, faltam 2 jogos e depois já é o mata-mata para as finais e decisão. Espero estar o mais rápido possível a disposição para poder ajudar a minha equipe e ficar a critério do professor Mazola a escolha dele para entrar em campo ou não”, disse.

Com estilo de “xerifão”, o zagueiro marcou 12 gols em 47 jogos pelo time paulista nas 2 últimas temporadas. Só neste ano, foram 2 gols em 10 jogos. Apesar dos bons números ofensivamente, Gilberto reforça que sua prioridade é primeiro defender, para depois pensar em se aventurar no ataque.

“Fui muito feliz na minha passagem pelo XV, concluindo gols também e ajudando a equipe, mas meu principal objetivo é defensivo. Usar a força e todas as características que tenho na vontade de ajudar a equipe para não levar gols. É claro que lá consegui fazer 12 gols em 47 jogos, sendo 10 só no ano passado, mas espero aqui também poder fazer isso. Meu primeiro objetivo é defensivamente para, posteriormente, ajudar no ofensivo também”, contou.

Esta será a primeira vez que o zagueiro vai defender um clube do Norte do país. No currículo, ele acumula passagens pelo Volta Redonda (RJ), Icasa (CE), Red Bull Bragantino (SP), Novorizontino (SP), Botafogo (SP), entre outros. Além disso, já são 2 acessos para a Série B garantidos, com Icasa (CE) e Botafogo (SP), em 2012 e 2019, respectivamente.

“Representando uma equipe do Norte é a primeira vez. Joguei 3 vezes a Série C e 2 vezes a Série B. Nas 3 edições que disputei da Série C, em 2 eu subi e na outra teve uma confusão. Em 2013, estava no Mogi Mirim (SP) e teve uma confusão de um time (Betim-MG) que perdeu pontos e depois voltou e a gente acabou não classificando”, disse.

Gilberto acredita que o Remo já deu o “primeiro passo” para conseguir o sonhado acesso à Série B do Brasileirão.

“Todos que estão aqui estão com o propósito de levar o Remo à Série B. Esse é o caminho certo. Diretoria, presidente, comissão técnica, jogadores, torcida é muito importante também, lógico que agora seria jogos sem torcida, mas o apoio deles mesmo de longe é importante. Acho que tudo isso somado, trabalhando junto em prol do clube, já é o primeiro passo para sair na frente e ir em busca desse grande acesso”, finalizou.

Roma News, 27/07/2020

4 COMENTÁRIOS

Comentários