Remo 1x2 PSC (Rafael Jaques)
Remo 1x2 PSC (Rafael Jaques)

O treinador Rafael Jaques, que deixou o Remo dividindo a liderança do Campeonato Paraense com o Paysandu e foi substituído por Mazola Júnior, explicou sua saída do clube.

“Tinha em mãos uma equipe muito mais qualificada do que foi montada nos últimos 3 anos. No Remo, encontrei apenas 2 jogadores titulares da Série C e montamos do zero. Tivemos dificuldades, porque os jogadores de melhor mercado não querem disputar o Campeonato Paraense, mas outros torneios com mais visibilidade”, disse.

“O projeto principal sempre foi a Série C do Brasileirão. O Campeonato Paraense era um laboratório. A Copa do Brasil, fazia 13 anos que o clube não chegava na 2ª fase. Mesmo assim, saímos com 71% de aproveitamento, dividindo a liderança do Estadual e com a melhor defesa da competição”, completou Jaques, lamentando a eliminação na Copa do Brasil frente ao Brusque (SC).

Rafael Jaques deixou o Remo quando o mesmo tinha 12 pontos, assim como o rival bicolor. No Parazão, foram 5 jogos, com 4 vitórias e 1 derrota, 6 gols marcados e apenas 3 sofridos. O técnico falou sobre seu futuro.

“Vou avaliar melhor sobre o próximo desafio, um elenco mais qualificado e um clube que preze pela continuidade do trabalho”, concluiu.

Futebol Interior, 02/03/2020

13 COMENTÁRIOS

  1. Vou dxar minha opinião , técnico fraco e diretoria amadora , esse é meu clube do Remo 2020,

  2. Ele tem razão!!! Com um time de “canelas de urubú”, que não correspondem às cores do pavilhão leonino, não tem treinador que resista. É preciso a contratação de jogadores que honrem essa camisa, que façam o seu melhor dentro de campo ou então peçam pra sair.

  3. Realmente é difícil, jogadores mais qualificados quererem vir jogar em nosso estado em início de ano. Preferindo ir para regiões, por exemplo do nordeste, que não tem a competitividade que temos aqui, desconhecimento. É uma triste realidade e para a gente amantes do bom futebol. Esquecem da grandeza do nosso RE x PA.

    • Técnico fraco. Deu certo no São José porque não tinha pressão de torcida que um tradicional clube brasileiro, como o Remo, costuma ter. Daí teve tempo de, 2 anos, salvo engano, para montar um time. Demonstrou ser inexperiente ao tentar no Remo, montar um laboratório isso é aquilo outro, a mesma estratégia do São José. Saiu ao que parece sem conhecer o elenco que ele mesmo participou e avalizou a montagem. Se continuar assim só vai dar certo em clubes sem tradição e sem torcida, não em time grande, como o Remo. Técnico fraco e inexperiente, reitero. É essa a minha opinião. Foi uma tentativa que não deu certo. Poderia ter dado. O Cuca começou por aqui. Isso acontece!

    • Só não entendo como o Paysandu conseque trazer jogadores de bom nível e o Remo não . Porisso esse papo que bons jogadores não querem disputar o paraense não cola. Acho que os bons jogadores não querem é vir ogar no Remo.

  4. É por isso que tem que se formar uma base desde o meio do ano até o ano seguinte,aí vai só complementando com chegadas pontuais,pois início de ano além do paraense tem um tremendo atrativo que é a copa do Brasil,coisa que nossos clubes não sabem valorizar.

  5. Jaques deveria saber que nosso Clube do Remo é um time de tradição e tem uma torcida que se chama Nação Azul, que cobra pra Clh… então na hora das contratações teve algumas indicações dele pra montar esse plantel patético que se encontra.

  6. Esse presidente do nosso Remo vou falar outra vez o que eu já falei no começo do ano de 2020 ele é um bom administrador é honesto para com as finanças do clube um cara do bem mais que ainda não deu sorte para formar um time competitivo e bom porque ele acerta com jogadores de R$0,50 cincoenta centavos ex. Nininho,Douglas Packer,Xaves, Robinho, Fredson o bruto,Geovani Gomes, não tem condições de jogar no meu Leão…

  7. remo nao participa da segunda fase da copa do brasil desde 2018, não há 13 anos.

    • Segundo a matéria, essa foi a fala do técnico. Ele se equivocou com essa informação, talvez tentando valorizar seu trabalho.

  8. Ainda dão mídia, prá este aprendiz….
    Era só jogar com a base, muitos valores…
    E trouxe jogador bichado….
    Ora me compra um bode….
    Vai cantar em outra freguesia….

  9. Papo furado, como é que o Brusque formou um time bom, o Sampaio Corrêa e outros sem o tamanho do Remo, o técnico era fraco e a diretoria amadora, temo que com esse elenco a gente tenha problemas com times sem expressão, como: Manaus por exemplo, enfim é torcer por dias melhores.

Comments are closed.