Baenão
Baenão

Em conjunto com o projeto “Retorno do Rei” e cumprindo uma etapa por vez, o Clube do Remo busca realizar partidas à noite no Baenão no Campeonato Paraense em 2020.

Atualmente, o estádio não possui sistema de iluminação, mas a conclusão das obras para colocação da subestação de energia no local aumentou as chances de receber refletores.

Com a chegada do transformador, após um pequeno atraso da logística por parte da transportadora, o clube deve finalizar a obra da subestação na próxima semana e já dar o pontapé inicial na segunda fase da obra, de acordo com André Malcher, diretor de estádio do Leão.

“Estamos em fase final da primeira etapa, no que diz respeito ao transformador e subestação. A próxima fase será a montagem do quadro elétrico dentro do estádio, para que sejam alimentadas todas as áreas do Baenão”, comentou.

O clube possuía um quadro geral de força, que ficava próximo às arquibancadas da Almirante Barroso, mas o sistema era antigo e precisou ser desativado por questões de segurança do torcedor. Após a conclusão desse quadro, o clube passará para a fase de compra dos refletores.

“Vamos fazer o quadro geral (casa de força) do Baenão, já para receber os refletores e também alimentar o NASP (Núcleo Azulino de Saúde e Performance). Terminando essa etapa, já vamos iniciar a segunda”, frisou.

A equipe profissional e também as categorias de base já utilizaram as dependências do NASP este ano, que é um centro de tratamento aos atletas, composto por profissionais da fisiologia, médicos, nutricionista e fisioterapeutas, além de possuir uma academia, área para transição e banheiras.

Os móveis e banheiras já foram instalados, mas o sistema de ar condicionado requer cuidados, pois serão ligados após a conclusão da subestação e construção do quadro geral.

“Já foi tudo instalado no NASP, tudo está ligado. Vai ser inaugurado no mês de dezembro”, finalizou Malcher.

O Liberal.com, 07/11/2019

4 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns a toda diretoria atual, vocês estão mostrando as diretorias passadas como se faz quando se tem competência e vontade principalmente,colocando o Clube do Remo de volta aos trilhos,pois estava descarrilhado a muito tempo com gestões vergonhosas de pessoas despreparadas e aproveitadoras….2020 é o ano do acesso do mais “querido” e com seu estádio se transformando em um verdadeiro alçapão como fez o são José do Rio grande do Sul esse ano na série C…vamos subir leão…

  2. Eu fiz um comentário onde falei que o leão tem aproximadamente 23.000 sócio Torcedor e que neste universo existem em torno de 3.000 adimplente. Geralmente os adimplente aumentam durante os períodos de duelos e diminuem com a chegada das férias. A vantagem do sócio adimplente é que ele tem direito de entrar no Estádio quando o Leão tem mando de campo até mesmo sem pagar ingresso conforme o seu plano de adesão, Já os inadimplentes, ou seja os que ficam vários meses com mensalidades atrasadas perdem este direito entretanto durante o período de validade que esta na carteirinha o sócio Torcedor mesmo inadimplente as Lojas que oferecem descontos ao sócio do Leão não interrompem estes descontos. Eu sei que dinheiro não ganha Títulos porém poderemos acelerar a conclusão do Evandro Almeida para duelos noturnos se mantermos a nossa adimplência de sócio Torcedor durante estas férias de fim de 2019, quem sabe poderemos atingir 7.500 sócio torcedor adimplente nestas férias para concluir imediatamente este Projeto de iluminação

  3. esta administração esta de parabens. Continuem honrando nosso clube do remo. Ele é nosso patrimonio. Basta de desmandos de administraçoes anteriores. Viva FABIO BENTES. PARABENS.

Comentários