Gustavo Ramos, Mimica e Eudes Pedro e Rafael Tufa
Gustavo Ramos, Mimica e Eudes Pedro e Rafael Tufa

O Remo entra em uma semana que decidirá o rumo da equipe no restante da temporada. Após a derrota para o Atlético (AC), por 2 a 1, no primeiro jogo das quartas de finais da Copa Verde, o jogo da volta, no Baenão, pode marcar a última vez de vários atletas com a camisa azulina.

Quem comentou sobre o assunto foi o zagueiro Mimica. Titular e capitão no início da temporada, o defensor tem ficado mais tempo no banco de reservas, desde a volta após fratura no tornozelo sofrida no primeiro Re-Pa de 2019, o que pode contar na hora de uma possível renovação.

“Acho que o contrato da maioria acaba em outubro, não sei como fica a situação. Quando você joga poucos jogos, fica complicada a renovação. Quem está jogando mais, tem prioridade, mas estou consciente, estou dando o melhor todos os dias e, se for da vontade de Deus, vou permanecer”, disse.

Em caso de empate ou nova vitória acriana, o ano do Remo terminará mais cedo. Se o Leão vencer por 1 gol de diferença, a partida irá para os pênaltis. Com uma vitória por 2 ou mais gols de vantagem, o Leão seguirá para as semifinais da Copa Verde, jogando contra o vencedor do duelo entre Paysandu e Bragantino.

Para o zagueiro Mimica, é hora da equipe fazer história.

“Na vida, você faz história ou conta história. Se você quer ser lembrado, tem que todo dia dar o seu melhor, trabalhar, ser honesto. É o que procuro fazer, trabalhar, respeitando meus companheiros no dia a dia. O foco agora é a Copa Verde”, encerrou o zagueiro.

O Liberal, 10/09/2019

9 COMENTÁRIOS

  1. o mimica e o melhor zaqueiro do Para so a diretoria e esses tecnicos que nao ver isso ei diretoria vacila que a mucura pega como pegou o eliton

  2. O engraçado que o remo pode não renovar e quando começar a temporada 2020, vai atrás de zagueiro pra completar o plantel.
    REMO PORRA, renova com os zagueiros que estão hoje que já vamos ter uma ótima zaga pra 2020.

Comentários