Wellington Vero
Wellington Vero

Após críticas do técnico Márcio Fernandes e do atual preparador físico do Remo, Luís André Ferreira, acerca do mal condicionamento físico dos jogadores no empate sem gols com o Tapajós, o ex-preparador físico azulino, Wellington Vero, rebateu as acusações.

“Fomos campeões em 2018 no próprio Remo. Fizemos a pré-temporada do mesmo jeito e nenhum jogador saiu assim de campo”, disparou.

O ex-azulino disse que é necessário esclarecer o tema e afirmou que o trabalho foi feito de forma correta no clube. Segundo Vero, o que foi dito por Márcio Fernandes e Luís André Ferreira não levou em consideração a análise de alguns dados importantes.

“As coisas foram colocadas de forma puramente emocional. Não foram usados os dados da fisiologia, que são informações importantes. Essas análises fazem toda a diferença, pois trabalhamos em conjunto. Realizamos uma pré-temporada muito boa e foram feitas as questões de base, força e resistência. Isso tudo foi implantado no América (MG), em 2016; no Ceará (CE), em 2017; e no próprio Remo, em 2018. Fomos campeões estaduais pelas 3 equipes”, disse.

Vero questionou a reclamação da atual comissão técnica do clube e disse que o Remo jamais havia caído tanto de rendimento físico em todo o campeonato, mesmo jogando com chuva e em desvantagem numérica durante o período em que esteve à frente da preparação física do clube.

“A área do esporte requer performance, rendimento. Na minha carreira, obtive 28 conquistas em 30 anos de carreira. Colocaram de uma forma irresponsável, que 6 atletas pediram para sair. Em nenhum momento, os atletas saíram assim de campo na minha passagem, nem mesmo quando jogamos duas partidas seguidas com jogador a menos e na chuva. Na semana do jogo, será que foi feito o repouso necessário? O trabalho de força foi feito da forma correta? Os treinos foram realizados em dois períodos? São vários fatores que podem levar a ter um rendimento desses. Estou analisando a parte técnica”, contou.

O ex-preparador físico do Leão contou ainda que torce muito pelo clube e que deixou amigos, mas pediu coerência nas declarações.

“O trabalho no Remo foi muito sério, ao contrário do que estão dizendo. É uma equipe boa de trabalho, empenhada e que me dava todo o respaldo na parte física, com o Rafael Raposo e o Victor Braga, e na fisiologia, com Erick Cavalcante e Peterson Marcelo. Fica o agradecimento de ter voltado a trabalhar no clube e torço para que o Remo se recupere na competição e conquiste os objetivos traçados pela direção”, falou.

O Liberal.com, 12/03/2019

1 COMENTÁRIO

  1. Wellington Vero podia ter ficado calado, pois não é verdade o que ele disse. Por exemplo, o time do Remo na série C 2018 por ele preparado se arrastava em campo, era nítido isso, levava um sufoco dos adversários no segundo tempo.

    O Márcio Fernandes disse a verdade, o time vem nesse parazão sem preparo físico, mesmo depois de meses de trabalho desde a pré temporada. Então, é preferível mostrar a verdade, doa a quem doer, do que fingir que tudo está na “normalidade” mediante de performances ruins dos jogadores.

    A realidade é que esse Wellington Vero é um arcaico como o velhaco Givanildo, figuras que nunca mais deveriam trabalhar no Remo.

Comentários