Eudes Pedro
Eudes Pedro

O técnico Eudes Pedro usou as redes sociais para se despedir do Clube do Remo. No final da tarde desta terça-feira (15/10), ele foi comunicado pela diretoria azulina que não iria mais continuar no comando do time em 2020.

Eudes teve no Remo seu primeiro trabalho como treinador. Até então, atuou como auxiliar-técnico de times do Sul e Sudeste, sempre ao lado do técnico Cuca. Ele chegou ao Remo no dia 29/09 e ficou no clube por 47 dias, somando apenas 4 jogos, com 2 derrotas, 1 empate e 1 vitória. Pesou contra ele a eliminação para o Paysandu na semifinal da Copa Verde.

Na saída da sede social, após a reunião que sacramentou a sua demissão do Remo, o treinador tentou manter o silêncio, mas não conseguiu. Ele chegou a falar que sairia sem mágoa do clube e argumentou que o anúncio de seu desligamento seria feito prioritariamente pelo presidente remista Fábio Bentes.

“O presidente vai falar com vocês”, repetiu, sempre que questionado.

Minutos depois, o Remo divulgou uma nota oficial sobre a saída “em comum acordo”.

Instigado a falar a respeito do episódio com Eduardo Ramos e Neto Baiano, negando que o fato tenha influenciado a decisão do seu desligamento do comando, o treinador apenas balançou negativamente a cabeça.

O caso ocorreu a partir de um áudio vazado do treinador, em que pedia a saída da dupla de jogadores. No material, ele chegou a dizer que ficaria satisfeito se os dois deixassem o clube, mesmo que isto custasse sua própria demissão. Publicamente, porém, Bentes reafirmou o contrato dos atletas com o Leão.

O Liberal.com, 15/10/2019

4 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns ao ex-presidente do Remo (Fábio Bentes), que com essa decisão renunciou do seu cargo no clube em favor do novo Presidente EDUARDO RAMOS, que de fato, é quem manda no clube !
    Ainda vamos ver o Sr Eudes Pedro avançar na carreira e fazer muitos infelizes (Dirigentes e torcedores), lamentarem sua saída. Os mesmos torcedores, que vivem cobrando renovação de plantel e valorização da base, quando chega um treinador que apresenta esse perfil, meia dúzia de infelizes reclamam da falta de experiência.
    Não sei o que mais me preocupa, o amadorismo dos dirigentes ou dos torcedores.

  2. Sem sarcasmo e ironias, sinceramente, não havia mais clima para esse senhor manter-se como treinador do Clube do Remo. A decisão do Fábio Bentes foi acertada, esperava-se por parte dele renunciar ao cargo, pois dentro dos vestiários, certamente, não haveria mas clima para este senhor. Ele, não teve a dignidade e honradez de entregar o cargo, era o mínimo que se esperava dele, todavia, o que se viu foi o contrário, um comportamento longe do que ele prega como técnico de futebol, transparência, lealdade e moralidade para com seus comandados. Razoes pelas quais insisto que VESTIÁRIO para quem jogou futebol é sagrado, portanto, não cabe deslealdade ,isso jogador de futebol não tolera.

Comments are closed.