Emerson Carioca
Emerson Carioca

No processo de contratações do Remo, ainda em 2018, o clube ressaltava a importância de cada jogador para o sucesso do projeto da atual temporada.

Zagueiros, meias e atacantes foram anunciados com furor. No entanto, sem barulho e passando por um período de testes, o atacante Emerson Oliveira de Almeida, ou Emerson Carioca, como é conhecido, de 23 anos, foi quem chamou a atenção ao longo da pré-temporada, com direito a gols em jogo-treino e amistoso.

Indicado pelo ex-volante Serginho, campeão da Série C, em 2005, o jogador não teve caminho fácil até assinar contrato com o Leão. Além de ter passado por um processo avaliativo à parte, sob a supervisão da comissão técnica, ao lado de mais dois aspirantes, Emerson Carioca acompanhava a contratação de jogadores experientes e com bom currículo para o time profissional.

No entanto, quando foi acionado, o jovem atacante, natural de Nova Iguaçu (RJ), não levou em consideração a bagagem com companheiros. Foram 4 gols na pré-temporada, sendo 2 contra o Sub-20 azulino e mais 2 contra o selecionado de Barcarena. Comparado com jogadores da posição, Carioca sobrou.

Pela boa exibição, a expectativa de vê-lo em partidas oficiais rodeou os assuntos pelo Baenão, mas uma pendência do seu antigo clube, o Itaboraí Profute (RJ), com a CBF, alongou o processo de liberação, fazendo com que o Remo regularizasse o atacante apenas na última terça-feira (05/02), junto ao BID.

Relacionado pela primeira vez para uma partida oficial, neste sábado (09/02), em Tucuruí, o grande desejo de Emerson nesse momento, é poder marcar presença diante da torcida azulina e comprovar que o rendimento vai além do exibido nos amistosos.

“Para falar a verdade, estou bastante ansioso para jogar em Belém, ainda mais depois do jogo de domingo (03/02), com aquela torcida fenomenal. Não vejo a hora de poder jogar o mais rápido possível pra essa torcida. Não tem jogador que não quer. Quero mostrar o meu valor para ela”, disse.

Embora seja um jogador jovem, o atacante Emerson Carioca somará no currículo ao vestir a camisa do Clube do Remo, o 10º time da sua carreira. A maioria pelos quais atuou são medianos, exceto por Cruzeiro (MG) e Vasco (RJ), até então, ainda como Sub-20. Dessa maneira, o Leão será sua primeira experiência em um clube de massa e tradição como jogador profissional.

A indicação do ex-azulino Serginho, como explicou Emerson, partiu pelo fato do mesmo possuir o ímpeto e a personalidade para se adaptar ao calor do Fenômeno Azul.

“Recebi um convite do meu amigo Serginho, que jogou aqui em 2005. Já conhecia o Remo e vi que aqui posso decolar ainda mais na minha carreira, porque é um clube gigante. Ele me falou da dimensão e da pressão, mas tenho jeito para assumir o controle”, disse confiante.

A boa impressão deixada para a torcida na pré-temporada, no entanto, precisará ser confirmada oficialmente, principalmente agora que o Remo entrará em uma sequência de jogos importantes, com direto a clássico Re-Pa já neste mês. Por isso, Emerson almeja fazer a sua parte e se firmar entre os titulares.

“Estou trabalhando para isso, já que passou a fase de preparação em si, agora inicia uma nova etapa e espero aproveitar da melhor forma possível. Cada jogo vai ser uma guerra e sei suportar isso. O time é de qualidade, mas posso estar lá para ajudar, sim”, destacou.

Atacante tem moral com Netão

Não é novidade que o treinador João Nasser Neto gosta de trabalhar com jovens, até pelo condicionamento físico desses atletas estar no auge, já que as competições que o Remo participará ao longo deste ano exigirão bem mais esse quesito do que propriamente qualidades técnicas e táticas.

A maioria dos jogadores que compõem o elenco azulino se enquadra neste perfil, como é o caso do atacante Emerson Carioca. O comandante teceu comentário sobre o jogador, falando das suas qualidades e de como elas poderão se encaixar no projeto moldado por ele.

“Ele (Emerson) é um jogador que atua tanto pelas beiradas como mais centralizado. Tem aquele gás para correr e isso é importante em jogadas de contra-ataque ou de transição. Todos estão entendendo o nosso plano e ter peça de reposição com esse perfil é importante”, explicou Netão.

Emerson Carioca reiterou que o objetivo é poder ajudar o treinador e a equipe para ratificar a aposta no seu talento e conquistar, junto com o Remo, grandes objetivos nessa temporada.

“Neto é um cara inteligente e sabe o que faz. Se optar por mim, vou estar pronto de qualquer jeito. A gente tem que estar preparado para tudo e estou muito feliz aqui. No passado, tive passagens por clubes de tradição do Brasil e vejo que pude aprender bastante todo esse tempo. Agora, espero que minhas qualidades sejam muitos úteis para o grupo”, finalizou Emerson.

Diário do Pará, 10/02/2019

5 COMENTÁRIOS

  1. Emerson parece ter conhecimento da Fenômeno Azul. O importante é ele se apresentar bem no duelo REXPA. No próximo duelo do Leão uma contra o Serra em sua casa será um feito histórico que levará o maior do Norte a prosseguir na copa do Brasil 2019. O Leão tem um dos melhores Times do Brasil por isso é um dos candidatos a segunda fase da Copa do Brasil, é um duelo muito difícil porque o Serra vai vir pra cima do Leão dentro de seus domínios. No próximo duelo RExPA o Mangueirão vai ficar pequeno, desejo boa sorte a Emerson Carioca ele também é um craque.

    • William Fazendinha jogou no time Sub-20 do Remo que foi bicampeão da Copa Norte da categoria, mas na época não ficou porque tinha um extra-campo que não favorecia. Dedé não fechou com o Remo esse ano porque o empresário queria “empurrar” mais um jogador de “contrapeso” na negociação e a diretoria não aceitou.

Comentários