David Batista
David Batista

O Remo pode conquistar a classificação para a semifinal do Parazão já na 8ª rodada. Basta vencer o Independente, neste sábado (16/03), às 16h, no Mangueirão e torcer por um empate ou derrota do Bragantino, diante do São Raimundo, em Santarém.

Para o atacante David Batista, que vem treinando entre os titulares, é necessário fazer das críticas combustível para o Remo melhorar a apresentação. Após protestos por parte de uma torcida do Leão, a equipe azulina segue trabalhando para encarar o Galo Elétrico. O jogador disse que as cobranças são fortes, mas que o elenco precisa assimilar e realizar bons jogos.

“Aqui no Remo sempre teremos cobranças sadias. Agora, temos que pegar essas cobranças e transformá-las em combustível para nós. Temos que fazer essas coisas para reverter essa situação. Estarmos em primeiro, mas não mostrando um bom futebol. Esperamos que no próximo jogo, com todos cientes, vamos conseguir mostrar esse futebol e dar a vitória ao Remo”, disse.

Batista disse que o técnico Márcio Fernandes vem exigindo dos atletas e que a formação no esquema 4-3-3 não é um “bicho de sete cabeças”.

“O 4-3-3 pode ser (usado) e é fácil a adaptação, pois já viemos jogando nele. Em outros clubes já atuei com essa mesma formação. Com 2 ou 3 treinos já pegamos um ritmo e acabamos nos adaptando a essa formação. Ele (Márcio Fernandes) vai saber encaixar nossa formação. Ele possui essa em mente, então creio que está certo”, declarou.

David Batista ainda não marcou com a camisa azulina e isso vem deixando o jogador incomodado. A cobrança é grande, mas o atacante sabe como diminuir essa pressão.

“Somos cobrados e vivo de gols, então tenho que fazer gols aqui”, falou.

David Batista disse que a atenção contra o Independente precisa ser grande e que o clube precisa se impor em campo.

“Eles serão ousados e virão para cima do Remo, não vão esperar nossa equipe. O clube possui jogadores experientes, com rodagem e não é uma equipe boba, mesmo nós ganhando deles por 4 a 0 no primeiro turno. Temos que respeitar o adversário, mas também temos que mostrar que quem manda aqui dentro de casa é o Remo”, finalizou.

O Liberal, 15/03/2019

Comentários