Carlos Kila
Carlos Kila

Tentando começar o planejamento para o ano de 2020, a diretoria azulina continua na busca por um novo executivo, depois de ter uma negociação frustrada com Nei Pandolfo, que fechou com o Santa Cruz (PE).

Carlos Kila é o nome da vez. Segundo fontes internas do Remo, falta apenas o aval do presidente Fábio Bentes para que seja oficializada a sua contratação.

Carlos Antonio Kila tem 62 anos e é natural de Camaquã (RS). No início da década de 90, ele iniciou sua trajetória de mais de 10 anos nas categorias de base do Grêmio (RS), onde participou da organização do setor e acumulou títulos pelo time gaúcho.

Seu último time foi o Brasil de Pelotas (RS), que deixou em julho deste ano. Consta em seu currículo trabalhos no Joinville (SC), Ceará (CE), CSA (AL), Náutico (PE) e Criciúma (SC).

O último executivo azulino foi Luciano Mancha, demitido após a eliminação na Série C. Para a temporada 2019, Mancha fez 42 contratações para o elenco remista.

Roma News, 10/10/2019

7 COMENTÁRIOS

  1. …42 contratações realizadas por mancha!, desse total quantos foram produtivos ao clube? , qual foi o impacto nas finanças combalida do clube?, o critério de contratar tinha padrão, econômico, financeiro,perfil para posição, atividade recente do atleta e outros critérios técnicos ?.Será que ex jogadores paraenses com passagens por grandes clubes brasileiros, com experiência e conhecimento(know-how) não seriam capazes tecnicamente de desenvolver tal função, bastando apenas treinamento administrativo em gerenciar e negociar com jogadores e clubes?

  2. TEM QUE TRAZER UM TÉCNICO BOM!BONS JOGADORES!QUERER NOVAMENTE ENGANAR COM EXECUTIVO É MAIS UMA POTOCA!

  3. Um bom executivo do futebol é como um bom técnico: tem que ter planejamento e metas a serem cumpridas.
    Tem pesquisar a vida pregressa e ver o seu perfil, simples assim!!

  4. É preciso verificar a história recente dos clubes por onde este senhor passou. Como foram durante as competições que participaram enquanto este senhor foi diretor executivo. Foram rebaixados ou obtiveram acesso ou foram um fracasso total.
    Será que aqui no Pará não temos ex-jogadores que podem exercer esta função com excelência.
    Trazer este senhor lá do Sul é dar adeus aos nossos promissores jovens da base. Pois ele vai trazer um bando de jogadores do sul. Um bando de pernas-de-pau como tem acontecido ano após anos

    Forte abraço: Francisco Fernandes.

  5. A Diretoria do clube tem que valorizar jogadores da casa, cria paraense e não jogadores perebentos que só querem lucrar junto com a justiça do trabalho Fábio Bentes te liga.

Comments are closed.