João Nasser Neto (Netão)
João Nasser Neto (Netão)

As palavras de Artur Oliveira, colocando o seu cargo de técnico do Clube do Remo à disposição da diretoria de futebol, após nova derrota na Série C, no domingo (24/06), foram um prelúdio para a saída dele da função. Antes de a equipe desembarcar na capital paraense, na noite desta segunda-feira (25/06), Artur decidiu entregar o lugar, algo que foi prontamente acatado pelos cartolas.

João Nasser Neto, o Netão, que tinha atuado como auxiliar de Givanildo Oliveira e do próprio Artur, é quem irá tocar o barco remista até o fim da Série C.

Desde que assumiu o comando técnico, Artur não conseguiu conquistar sequer uma vitória com o Remo: foram 3 derrotas e 1 empate, em 4 jogos. O último, inclusive, com uma apresentação sofrível.

O excesso de mexidas no time titular, com escolhas por jogadores que não renderam nada ao longo do ano, foi um dos detalhes que também não passou batido.

Acostumado a dar alegrias para a torcida azulina, dessa vez, Artur deixa o Leão frustrado e da mesma maneira como chegou, com lágrimas nos olhos.

Na base do “momento”, as medidas adotadas pelos dirigentes na contratação de Artur, assim como na de jogadores aleatórios, como no caso da última safra de reforços, reforça a tese de que o planejamento montado para esse ano, na verdade, nunca existiu.

Em apenas 6 meses, o Remo vai para o seu 4º técnico para a temporada. Ney da Matta, Givanildo Oliveira, Artur Oliveira e agora Netão, são os participantes da dança das cadeiras no comando do time. É como se um técnico diferente assumisse o posto a cada 2 meses.

Quando a matemática é feita em cima dos jogos disputados em 2018, os números são ainda mais impressionantes. Em 29 partidas oficiais na temporada, é como se o Leão trocasse de técnico a cada 7 jogos.

Diário do Pará, 26/06/2018

5 COMENTÁRIOS

  1. Amigos azulinos uma coisa é certa a grande vantagem da série D é que ninguém pode cair mais

  2. Quero saber qiem foi esse professor de matematica. Porque até onde sei o Neto ainda não fez nenhum jogo a frente do Leão ficando os 29 jogos para os últimos 3 treinadores ficando uma média de 9.33 jogos para cada um. Se o Neto fizer os profjssionais jogarem o qie ele fez a garotada jogar na Copa do Brasil e Taça SP teremos chance primeiro de nao cair.

  3. O Professor Giva ou o velho rabugento, ou o técnico campeão ou como alguma vezes digo que ele é um Gênio do Futebol. Este técnico genial que também faz parte da história do Leão, fez vária mudanças no America Mineiro porém não levou o Time ao acesso no primeiro ano, os frutos apareceram no segundo ano, ele conseguiu que o América Mineiro atingisse o Acesso a série A e ainda fosse campeão Mineiro. A mudança física que ele desejava para levar o remo ao acesso seria treinos e jogos oficiais na casa do Leão, ou seja, no Baenão. Nós devemos lutar com toda força inclusive aumentar a média de Público no Mangueirão, porque o Giva estava certo o Leão só atingirá o acesso com treinos e jogos no Baenão. O Netão tem muitos bons jogadores para montar um Time que saia da Zona de Rebaixamento, o Acesso é mais difícil, nem o Professor Giva conseguiu o acesso para o América Mineiro no seu primeiro ano de comando. Força Netão vamos sair da Zona de Rebaixamento, depois vamos pensar no acesso.

Comments are closed.