Leandro Brasília e Ney da Matta
Leandro Brasília e Ney da Matta

Ney da Matta define o time do Remo para a estreia no Parazão, domingo (14/01), no treino matinal desta sexta-feira (12/01) marcado para o estádio do Souza, a partir das 09h. Na quinta-feira (11/01), o técnico trabalhou apenas no horário da manhã, no campo do Ciaba, onde comandou trabalho tático. Como vem puxando nos treinos, o comandante azulino concedeu folga pela tarde.

Na reta final para o jogo de estreia no Parazão, Ney da Matta não quer se arriscar a perder jogadores titulares, como aconteceu com o lateral-direito Diego Superti, que se lesionou no primeiro amistoso contra o Castanhal e segue sem data para retornar. O atacante Gabriel Lima, que se reapresentou na quarta-feira (10/01), voltou a sentir o mesmo problema na coxa direita e retornou ao Departamento Médico para novo exame.

O atacante Elielton teve um mal-estar durante o trabalho, mas logo foi atendido pelo médico Zé Carlos, que atestou apenas uma “cara branca”, provocada pelo esforço físico. “Uma fraqueza momentânea, nada de assustar”, afirmou o médico azulino. Medicado, o atacante voltou com força total ao treino.

Elielton, um dos “baixinhos” do novo time azulino, está cotado para começar como titular contra o Bragantino, ao lado de Marcelo e Felipe Marques, trio formado pelo técnico da Matta desde o primeiro coletivo. Elielton tem a referência de atuar pelos dois lados do campo, função adotada pelo técnico Ney da Matta. Na linha ofensiva, apenas Marcelo fica mais centralizado entre os zagueiros adversários.

Ney da Matta tem testado opções no time como se tem visto nos treinos, até mudando o esquema de jogo da equipe, como aconteceu no coletivo de terça-feira (09/01), quando formou a escalação no 4-4-2, mas no dia seguinte voltou a formar no 4-3-3.

O atacante Marcelo se destacou nos dois primeiros jogos-treinos – contra o time Sub-20 e Sport Belém – com gols marcados, mas ficou devendo nos amistosos diante do Castanhal, mesmo permanecendo como titular pelo treinador Ney da Matta. A responsabilidade está com o jovem atacante ser o goleador azulino frente ao Bragantino, pois ele tem a sombra do experiente Isac, que ainda não está 100% tecnicamente.

“Estou certo de fazer um bom jogo contra o Bragantino. A torcida pode esperar que o Marcelo vai jogar para marcar os gols”, prometeu.

O Liberal, 12/01/2018

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta