O que dá esperança ao CSA-AL, causa apreensão ao Remo

11/08/2017
Remo 2x2 Confiança-SE (Eduardo Ramos e França)

Dos 15 gols do CSA (AL) nesta Série C, 5 foram feitos entre os 41 e 49 minutos do segundo tempo, sendo responsáveis por 6 dos 24 pontos do clube alagoano. Por isso, os últimos minutos reservam a crença em gols para o CSA (AL), da mesma forma que causam apreensão ao Remo pelas recorrentes quedas de rendimento nos últimos 20 minutos.

Não por acaso, 8 dos 13 gols tomadas pelo Remo aconteceram no segundo tempo. Nas projeções da comissão técnica remista, o Leão Azul teria grande melhora física a partir do jogo contra o CSA (AL). Vejamos!

O time remista tem jogadores em déficit físico, como são bem os casos de Eduardo Ramos e França. Também é verdade que fora de casa, explorando contra-ataques, o time se desgasta menos e pode manter a intensidade de jogo até o fim. Pelo jeito, vai precisar!

O CSA (AL) é líder do Grupo A, está invicto há 10 jogos, é o time menos vazado da Série C (8 gols em 13 jogos), mas tem vivido alguns dramas em casa. O Remo, apesar do que ficou devendo à torcida em Belém, tem reais possibilidades de ser feliz em Maceió (AL). Na rodada passada, por exemplo, o Moto Club (MA), 8º colocado, vencia por 1 a 0 até o último minuto, quando o CSA (AL) conseguiu empatar, em São Luiz (MA).

Gabriel Lima esclareceu que não foi prendendo o pé em um buraco, no Mangueirão, que sofreu a fratura no tornozelo. O atacante remista disse que foi em uma disputa de bola, na “roda de bobo”, durante o aquecimento, domingo (06/08), quando prendeu o pé de apoio na grama, o que provocou a fratura que o afasta do futebol por até 6 meses. Feito, então, o registro que elimina a injusta culpa atribuída à administração do Mangueirão.
Edgar, que vai substituir Pimentinha, é o artilheiro do Remo na temporada com 7 gols. O vice-artilheiro é Gabriel Lima com 5 gols. O Remo vinha mantendo no banco seus atacantes de melhor aproveitamento, mesmo com números que não significam grande coisa.
Uma vitória sobre o CSA (AL) garante a permanência do Remo no G4 do Grupo A. Se empatar, terá que torcer para o Salgueiro (PE) não vencer o ASA (AL), jogando em Pernambuco, às 20h do mesmo dia. Se perder, o Leão vai depender de uma derrota salgueirense.

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 11/08/2017

Deixe uma resposta