Ney da Matta surge como candidato à técnico azulino para 2018

11/10/2017
Ney da Matta

Empresário do técnico Ney da Matta está assediando o Remo para empregá-lo. Pela boa aceitação do nome, a tendência é que consiga. Ney da Matta foi campeão da Série C em 2016 com o Boa Esporte (MG) e conduziu brilhantemente o CSA (AL) na 1ª fase da mesma competição este ano, garantindo a classificação antecipada. Saiu por divergências internas com “medalhões” do elenco.

Além dele, os azulinos avaliam Ailton Ferraz, ex-jogador azulino, com ótimo trabalho no Tupi (MG), também nesta última Série C; e Júnior Lopes, do Luverdense (MT), que poderia vir junto com o executivo de futebol Maico Gaúcho. Com isso, vai caindo a perspectiva de continuidade de Léo Goiano.

Coluna de Carlos Ferreira, O Liberal, 11/10/2017

6 Comments

  1. Daniel de Azevedo

    11 de outubro de 2017 at 12:20

    Acho que todos os treinadores citados, veem com custo maior que o Leo Goiano, acho melhor a diretoria trabalhar no paraense com pé no chão. Acho que além do Goiano no Pará existem treinadores com condições de assumir o remo e o melhor que montem um time com no mínimo de 90% de jogadores que estão aqui, chega de trazer perna de pau. E o pior só aumenta o abismo para o clube. Time cabano, pé no chão.

  2. Magno Monteiro

    11 de outubro de 2017 at 18:10

    Time cabano é bom, mas um time mesclado com jogadores alto nível é melhor e, já vai preparando para outras competições como a copa verde e copa do Brasil e a principal.que é a série C.

  3. Gilson

    11 de outubro de 2017 at 23:14

    Gilson Dias

  4. EMANOEL RODRIGUES

    12 de outubro de 2017 at 00:39

    NEI DA MATA, e disciplinador,
    e o melhor para o REMO

  5. EMANOEL RODRIGUES

    12 de outubro de 2017 at 00:40

    A MAIOR caca que manoel ribeiro fez foi contratar jOSUE TEIXEIRA

  6. Mário

    12 de outubro de 2017 at 11:06

    Concordo com o Magno. É melhor mesclar logo agora,no começo do trabalho e encorpar o elenco.Esses técnicos estão valorizados, então é melhor ter um técnico regional para o Parazão.