“Não vamos trazer jogador rodado”, avisa Zé Renato

11/11/2017
Zé Renato

O Remo trabalha na formação do elenco para a temporada de 2018. O planejamento aponta para um elenco de 28 atletas, entre garotos da base, regionais e os contratados. Em 2017, o Leão apresentou um grupo de 34 atletas. Destes, apenas 5 seguem no clube: os goleiros Vinícius e Evandro Gigante, o zagueiro Martony, o volante Dudu e o atacante Jayme. Para 2018, a intenção remista é aumentar a margem de acerto e o caminho escolhido é o estabelecimento de um perfil de contratações.

“Já estamos conversando com alguns atletas e vamos aproveitar a base. Não vamos trazer jogador rodado, que vem para cá só porque não tem mais para onde ir. Queremos jogadores que querem crescer na carreira, que ainda têm ambição de conquistas. O perfil é de jogadores operários”, afirmou o executivo de futebol Zé Renato.

No momento, o clube tem 12 atletas confirmados para o ano, são eles: os goleiros Evandro Gigante e Vinícius; o lateral-direito David Lima (Sub-20), os zagueiros Martony, Keven (Sub-20) e Matheus (Sub-20); o lateral-esquerdo Vanderlei (Sub-20); o volante Dudu; o meia Miguel (Sub-20); os atacantes Jayme, Hélio (Sub-20) e Wallace (Sub-20).

Zé Renato e Paulinho Araújo, diretor de futebol, estão acompanhando os jogos da Segundinha do Parazão nos estádios para observar alguns atletas em especial.

“Ainda não temos uma quantidade do que vem da Segundinha, mas garanto que serão bons jogadores. De fora do Estado, virão só alguns pontuais”, revelou o executivo.

A meta do clube é fazer um plantel, jovem com um custo estimado em R$ 200 mil, uma vez que o planejamento orçamentário aponta para um teto de R$ 250 mil e somente a comissão técnica de Ney da Matta já exige investimento de R$ 47 mil mensais.

O Liberal, 11/11/2017

3 Comments

  1. Carlos Douglas da Silva Monteiro

    11 de novembro de 2017 at 16:13

    Fenômeno azul e Leão azul , juntos venceremos de novo!!

  2. EMANOEL RODRIGUES

    11 de novembro de 2017 at 19:15

    Parabens JOSE RENATO (nao costuma chamar ninguem por apelido). o REMO tem que contratar jogadores altos para a defesa, coisa que infelizmente nao tem ai na regiao amazonica, pela estatura do que detemina o clima. Tem jogadores bons para o meio campo, para o ataque tem que contratar jogadores rapiidos e jovens. No que conheço da regiao, deveriam cuidar dos jogadores da base, aqueles que tem necessidades familiares, ajuda-los, para que possam render. Por exemplo: ajudar na formaçao fisica e alimentar de tais jogadores.

  3. FP

    15 de novembro de 2017 at 10:14

    Aqui ninguém passa fome meu caro, deverias te expressar melhor!

Deixe uma resposta