A camisa “pesou” na hora de escolher o Remo

06/12/2017
Esquerdinha e Felipe Marques

Com exceção do goleiro Douglas Dias e dos volantes Geandro e Leandro Brasília, todo o plantel remista esteve presente na apresentação na noite desta terça-feira (05/12). Embora poucos tenham cedido a palavra para imprensa, em comum, ao final da rodada de perguntas, destacaram que a camisa azulina foi o grande diferencial por busca de novos desafios.

De acordo com o zagueiro Bruno Maia, que foi campeão da Série C com Ney da Matta, em 2016, pelo Boa Esporte (MG), a tradição do Leão é uma motivação extra para o embalo nas competições em 2018.

“Sabemos da grandeza do Remo. Sabemos que para vestir essa camisa é difícil, o estádio sempre lota. Vamos ser bastante determinados. Não podemos vacilar. Temos que encarar esse desafios. Vamos colocar o Remo na Série B e na Série A, se Deus quiser, para isso estou aqui”, afirmou o zagueiro.

“Vamos dar o nosso melhor dentro de campo para conquistar as vitórias e, consequentemente, títulos. O grupo está focado, com muita vontade e acho que estamos no caminho certo, com uma comissão preparada para fazer o seu melhor”, finalizou o lateral-esquerdo Esquerdinha.

Diário do Pará, 06/12/2017

Deixe uma resposta