Sede Social
Sede Social

O Remo divulgou neste sábado (11/01) um projeto do novo deck da Sede social, que fica na Avenida Nazaré, em Belém. O projeto é assinado pelo arquiteto Adenirson Sandres Olivier e visa melhorar a área de lazer dos associados e frequentadores da sede azulina.

Adenirson falou sobre o projeto feito para o clube, que ganhará um monumento ao ídolo Periçá, churrasqueiras e acessibilidade aos associados.

“O projeto visa trazer mais conforto e lazer aos sócios do clube. No local onde existe a Praça Periçá, ficará o Deck Periçá, um espaço de apoio para os que forem usar as piscinas. Também terá um novo monumento ao ex-atleta que dá nome ao espaço, contando um pouco da importância dele no clube. É incluso também a criação de 4 áreas de churrasqueiras cobertas pros associados usufruírem. Todo o projeto também contempla na renovação da área verde do local com árvores e plantas. A acessibilidade também foi garantida com a colocação de rampas”, disse.

O clube colocou em prática uma campanha chamada “Em todas as lutas estamos unidos. Do Remo eu faço parte”, que busca o retorno de antigos sócios-proprietários para a reativação de seus títulos com uma taxa única no valor de R$ 150, podendo ser pago em dinheiro ou nos cartões de crédito ou débito.

O presidente Fábio Bentes disse que a Sede Social é o foco da administração neste momento, além do Baenão.

“Estamos realizando um trabalho voltado para a Sede Social de requalificação, através da recuperação do sócio. Vamos ajustar os espaços da sede e um projeto do novo deck, além do salão, que vamos tirar do papel e estamos trabalhando para isso”, comentou.

A campanha é exclusiva para sócios-proprietários. De acordo com o clube, são oferecidas vantagens, como acesso às piscinas e áreas de lazer aos finais de semana, 50% de desconto nos ingressos dos jogos com o mando do Leão, descontos nas Lojas do Remo e nas escolinhas, além da reserva do ginásio Serra Freire aos domingos.

O associado pode reativar o seu título na secretaria da Sede social do clube, no horário comercial.

O Liberal.com, 11/01/2020

Comentários