Remo 0×1 São Bernardo-SP – Foto: Mauro Ângelo (Diário do Pará)
Remo 0×1 São Bernardo-SP – Foto: Mauro Ângelo (Diário do Pará)

Além da derrota por 1 a 0 para o São Bernardo (SP), neste domingo (09/06), em pleno Baenão, a partida válida pela 8ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro pode acarretar ao Clube do Remo uma punição na Justiça Desportiva por conta da atitude de alguns torcedores.

Segundo o árbitro, aos 40 minutos do segundo tempo, o jogo foi paralisado para a retirada de uma sandália arremessada pela torcida do Remo em direção ao goleiro adversário, que não foi atingido. O objeto foi entregue à delegada do jogo e o torcedor responsável foi identificado.

Porém, o pior estava por vir. Depois do apito final, torcedores arremessaram assentos em direção ao gramado e um deles acabou atingindo um policial militar. Segundo o árbitro Luciano da Silva Miranda Filho (CE), o fato foi comunicado à arbitragem pelo coronel PM Afonso Santos, responsável pelo comando do policiamento do evento. A vítima foi socorrido no local e encaminhada para o hospital mais próximo do estádio.

Durante a confusão, a PM utilizou balas de borracha proteger os jogadores, conter os torcedores mais revoltados e acabar com a desordem.

Confira o que árbitro anotou na súmula:

Aos 40 minutos do segundo tempo, o jogo foi paralisado para a retirada de uma sandália arremessada pela torcida do Clube do Remo em direção ao goleiro adversário. O goleiro não foi atingido. O objeto foi entregue à delegada do jogo e a partida seguiu normalmente. O torcedor que efetuou o arremesso da sandália foi identificado pelo clube mandante.

Após o término do jogo, o sr. coronel Afonso Santos, responsável pelo comando do policiamento do jogo, veio até o vestiário da arbitragem informar que o soldado J. Costa foi atingido na cabeça por um assento arremessado pela torcida do Clube do Remo em confronto com o policiamento do jogo na arquibancada. O soldado foi socorrido no local e encaminhado ferido para o hospital mais próximo do estádio.

A súmula deve parar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e um julgamento poderá complicar ainda mais a situação dos azulinos, caso o STJD decida por tirar do Remo o direito de jogar com apoio do seu torcedor.

O Leão volta a campo neste domingo (16/06), a partir das 16h30, para enfrentar o Ypiranga (RS), no Baenão. O jogo é válido pela 9ª rodada da Série C e terá transmissão ao vivo pela DAZN. Clique aqui para fazer sua assinatura agora.

Diário Online, 10/06/2024

Não perca nenhuma notícia do Clube do Remo! Se inscreva nos canais do Remo 100% no WhatsApp e no Telegram.

8 COMENTÁRIOS

  1. Proponho mudança no Remo um relançamento do clube sob uma nova parceria uma jogada de marketing. Tipo virar uma SAF o que aconteceu com o Bragantino que virou RB Bragantino mudou a energia se reinventou e cresceu muito no futebol pelos acontecimentos tristes na história do Clube do Remo essa mudança daria um novo gás até pq a configuração atual está fadada ao fracasso e notório.

  2. Tomara que pegue uma punição de 10 jogos ! Pra esse time jogar sem torcida talvez só assim comece a ganhar.Remo só subiu p 2 divisão porque não tinha torcida por conta da covid

  3. Tem que começar a jogar na várzea pra já ir treinando para a série D. Fora essa Diretoria incompetente! Não aguentamos mais tanto vexame. Curuá denovo entregando. Pelo amor de Deus ACABA! ACABA!

  4. Torcida no estadio eh muito alem da pressao ao adversario e incentivo ao nosso time… Eh uma relevante fonte de renda para o Remo.

    Se o Remo ja esta enrolado financeiramente tendo tb esta fonte de renda, imagina sem… Situacao bem preocupante!

  5. Deviam responsabizar também os sócios que se deixaram enganar pra votar nessa diretoria incompetente. Que só vai sossegar quando derrubar o Remo pra série C. Até rachadinha tá rolando.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor informe seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui